Peguei minha dentista no consultório

Um conto erótico de Silent
Categoria: Heterossexual
Data: 02/12/2019 11:53:37
Nota 10.00

Meu nome é Augusto tenho 24 anos, sou branco, cabelo e olhos castanhos, lábios grossos e vermelhos, nariz mediano, 1,79 de altura, um pouco gordinho. Essa história começou de uma situação tão normal do nosso cotidiano mas que eu nunca pensaria do jeito que iria terminar.

Marquei uma consulta com minha dentista Eliana, que eu chamo de Lia, Lia tinha uns 40 anos, era muito bonita e tinha o rosto bem jovial, pele morena bem clara, cabelo preto que chegava perto do ombro e um corpo forte e cheio de curvas mas que não chegava a ser gordinha.

Como trabalho, marquei o último horário disponível a tarde , quando cheguei o consultório estava vazio e sua atendente Marcele me mandou entrar pois ela já estava me esperando. Lia estava de jaleco e usava uma touca médica, mas com o mesmo rosto jovial de sempre:

-Olá Lia, como vai?

-Tudo bem querido, me diga o que houve?

-Estou com um dorzinha em um dente que já está me incomodando a uma semana.

-Ok, vamos dar uma olhada.

Ela ficou alguns minutos olhando até que disse:

-Estou vendo uma irritação na gengiva mas fora isso nada de errado, evite tomar algo muito quente ou frio esta semana e quando der volte para fazer uma revisão.

-Muito obrigado Doutora, eu ligo remarcando então.

Quando eu estava quase saindo ela me chamou:

-Espere, você está indo para o centro?

-Estou, vou pegar o metrô para voltar pra casa.

-Se você quiser esperar uns minutinhos eu só vou organizar umas coisas aqui e te dou uma carona.

-Ah, vou querer sim, vou lhe aguardar então.

Ao começar a organização para ir embora ela tirou a touca e vi que tinha pintado seu cabelo para um tom bem fraco de ruivo escuro, e ao retirar o jaleco, estava usando um vestido verde justíssimo que cobria até os joelhos, realçando uma bunda maravilhosa, e apertando os seios enormes dela. Olhei para ela de cima abaixo e comecei a sentir tesão por minha dentista maravilhosa.

Tirei esse pensamento da cabeça e ficamos jogando conversa fora , ela pediu a Marcele para fechar o consultório e fomos para o carro. No carro ao se sentar, ela ajeitou um pouco o vestido ao ponto de eu conseguir ver suas coxas grossas. Saímos, ainda conversando, e às vezes ao parar o carro notava que ela olhava para várias partes de meu corpo então resolvi dar uma espiadas também, comecei a ficar excitado e tive uma ereção.

Vi o olhar dela indo em direção a minha ereção mas ela rapidamente disfarçou, até que momentos depois ela pergunta:

-E ai, os amores? Ta namorando muito?

-To nada ….. Sou muito tímido , não é toda hora que eu consigo chegar em alguém….

-Deixe de besteira, um menino bonito desses não ta ficando com ninguém? Eu na sua idade tava era pegando vários gatinhos ai ai, vá aproveitar também!

Dei risada e disse:

-Eu não sou de chamar muita atenção ….. e quem que vai dizer nada de sua idade, você bonita desse jeito? Certeza que está com alguém…..

Ela riu também e disse:

-Eu estava enrolada com um cara mas não deu certo….E você gatinho assim, com uma boca dessas e um pernão assim? como não chama? Ah se eu fosse mais nova….

Acabamos mudando de assunto, mas fui percebendo que aos poucos ela ia subindo cada vez mais o vestido. E ao chegar na estação , saí do carro e ao fechar a porta ela se virou para falar comigo e ao fazer isso vi a calcinha dela. Estava tão molhada que dava para ver a marca de sua buceta pressionando.

-Até mais, não se esqueça de marcar a consulta ok?

-Não vou esquecer Lia, até mais.

Ela foi embora, e em todo o caminho até em casa fiquei pensando naquele tesão de mulher.

Remarquei a consulta e algumas semanas depois voltei no mesmo horário. Fui atendido por Marcele que me mandou entrar, dessa vez Lia não estava com a touca e mas seu jaleco estava aberto, ela usava uma calça branca e uma blusa social azul, exibindo um decote daqueles seios volumosos e apertados que pareciam querer pular para fora.

-E aí, o dente ainda incomoda?

-Não , a dor parou.

-Pode deitar na cadeira para eu dar uma olhada então.

Deitei e enquanto esperava chamou Marcele:

-Me chamou doutora?

-Sim , acho que vou demorar um pouco com esse paciente então pode ir para casa , deixe que eu fecho o consultório.

-Está bem Lia então estou indo, boa noite para vocês.

Enquanto Lia olhava minha boca , ouvimos Marcele saindo e fechando a porta. Ela se levantou e saiu de minha visão para pegar alguns instrumentos, quando ela voltou percebi que sua blusa estava mais aberta do que antes e metade de um mamilo estava aparecendo, ela estava sem sutiã! O mamilo dela era enorme e escuro, comecei a ficar excitado e senti que estava ficando vermelho.

-Bem não estou vendo mais irritação, só….

Ela parou de falar quando viu que eu estava vermelho e percebeu que eu estava com um volume na calça. Deu uma mordida nos lábios mas terminou de falar:

-Só vou olhar se não deixei passar algo.

-Ta ok Lia.

Ela ia mexer em minha boca mas derrubou um instrumento no chão e se abaixou para pegar , ao se levantar seu seio estava totalmente para fora, não percebi que estava encarando, e ao tirar os olhos dele , encontrei o olhar de Lia. Desviei o olhar dela com vergonha:

-Desculpe Lia.

-Sabe, “Gu”.... Eu vi sua ereção no carro, e quando você disse que minha idade não importava fiquei morta de vontade, mas não tinha muita certeza se você estava só sendo educado ou falava a verdade…..Agora eu sei….

Ela então se aproximou de mim, e me beijou. Coloquei a mão nos cabelos dela e correspondi seu beijo, enquanto nossas línguas se entrelaçavam , Lia passava a mão em meu pau por cima da calça. Eu não estava acreditando no que estava acontecendo, eu estava pegando minha dentista!

Ela começou a desabotoar a blusa, deixando os dois seios a mostra, comecei a acariciar um enquanto ela colocava o outro em minha boca, era tão grande que nem cabia nela…..Com a outra mão abaixei o zíper de minha calça para ela, onde ela colocou a mão por baixo da cueca e puxou meu pau para fora.

Ela então parou e começou a tirar a calça, revelando uma calcinha fio dental , enterrada numa buceta gordinha inchada. Fiquei louco de tesão,que buceta gostosa! Lia então chegou por trás de mim , passou as pernas por minha cabeça ,puxou a calcinha que estava enterrada e sentou em meu rosto. Comecei a lamber aquela buceta deliciosa enquanto ela me punhetava, quanto mais chupava, mais sentia ela ficando úmida enquanto estimulava seu clitóris com minha língua, após alguns momentos, senti que ela estava gozando. Ela então saiu de cima de meu rosto,e deu a volta ,e quando tentei me levantar ela me empurrou de volta na cadeira:

-Calma, só relaxe e curta...

Ela tirou a calcinha e depois puxou minha calça, segurou meu pau e foi colocando ele em sua buceta bem devagar, quando entrou todo ela deu uma gemida.

Lia começou a quicar no meu pau bem lentamente, e foi aumentando a intensidade enquanto eu apertava sua bunda deliciosa e seu peito que nem cabia em minha mão, aos poucos ela foi acelerando e comecei a dar tapas em sua bunda, começou a sentar com força e gemer mais forte, foi acelerando até que senti ela gozando novamente no meu pau.

-Agora é sua vez de ser a “paciente”.

Mandei ela deitar na cadeira, coloquei meu pau perto de seus lábios e mandei ela abrir a boca. Ela então me chupou, começando pela cabeça, enquanto minha mãos deslizavam por seu corpo, dos seios fui descendo até colocar dois dedos dentro de sua buceta. Masturbei ela devagar, tirei os dedos completamente melados dela, e comecei a esfregar seu clitóris, ela se contorcia de prazer. Enquanto isso, sua língua me deixava enlouquecido ao brincar com a cabeça de meu pau. Ela então colocou meu pau inteiro em sua boca, até a garganta. Se engasgou um pouco mas logo foi fazendo um vai e vem bem devagar e delicioso. Segurei seus cabelos , e fui forçando meu pau até sua garganta, ela perdia o ar mas ao recuperá-lo, voltava sedenta para mamá-lo de novo.

Lia se levantou se apoiou na cadeira, abriu as pernas e empinou a bunda para mim , comecei a penetra-la devagar, quando ela ficou gemendo e falando:

-Mete com vontade! Mete e me deixa meladinha de goza!

-Quer que te mele de goza é? Quer que goze onde?

-Quero Gu! Goza em minha bunda!

Comecei a meter com cada vez mais força, e ela gemia mais forte, fui acelerando então quando senti que finalmente ia gozar , tirei meu pau e enchi sua bunda enorme de esperma. Ficamos nos beijando por mais um tempo e depois ela se limpou e nos vestimos para ir embora.

Ainda não aconteceu outro dia como este mas todas as vezes que volto lá acabo ganhando um tratamento "extra" com ela.

Em breve contarei outras histórias.


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/12/2019 08:42:12
Delícia de consulta
02/12/2019 15:11:24
Show de bola. Eta doutora safada hein
02/12/2019 14:37:23
Que Dra. Bem safada e tarada
02/12/2019 14:18:46
Ótimo conto, transar no local de trabalho é muito excitante nota 10

Online porn video at mobile phone


Mulhertaradaporcavalomeu subrinho comeu a bunda da minha esposapornoalesbicaeu e minha mãe e minha irmã moramos sozinhos eu tenho 22 anos de idade minha irmã ela tem 18 anos de idade eu tirei a virgindade da buceta e a virgindade do cu dela minha mãe ela sabe que eu fodo minha irmã eu tava com a minha mãe sozinho em casa minha mãe disse pra mim filho eu quero fuder com você ela me levou pro seu quarto eu fudi sua buceta e seu cu conto eróticcontos/comi a mae e tirei o cabaco da filharasgano cu cem pena ate caga x videoquero ver as pretas de mini-saia transando e g****** com marquinha de biquíniCasa dos contos eroticos aula particularcontos eróticos fiz macumba pra comer a mulher do meu cunhadocontos gays tio e sobrinhovarios machos fazendo reforma na casa do corno termina fazendo gang gang com sua esposa puta tarada por rolaconto crente com fogo na bucetaconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancopono con ma sendo fiolentada pelp filio no cuarto e espanca o cu dea no analpornodoido eu nao vou fazer esto de novo papaicontos eroticos gay choreiXvidio brasileiro patroa de caucinha dando para ogarotoComendo a ninfeta grudadinho nelaquero ver comendo aquele perly do desenhos Power Rangers nx vídeos pornôcontos eroticos de idosas mendingascontos eroticos minha namorada medindo o pau do dotadoindo até ejacular até gozar gritando de tanto prazer XVídeos pornô pornô doido pornô iradoBaixa vidio porno das mulheres da vagina apetadinhaxxvideoirma dormi na cama do irmaoconto incentivado da o cuzinho de calcinhafilho fodendo a buceta a pertadecontos de insesto dei pro meu filho com o consentimento do meu maridoMenina adora a porra do irmozinho contoseroticospsicologia enfrento hiv minha filha e guei ajudanovinhadormidecalcinhamulequinhos surfistas pauzudos pornocontos eróticos de dono de bar velho com gay novinhocontos de calcinhas da tiasó a cabecinha conto eróticoeu perdi a minha virgindade com cara da pica de 40cmcontos eróticos esposa chega em casa com papel higiênico na calcinhaenfianp atr o talo no cuvidios porno mae dilinhoporno++o++encanadornem te conto anal em motelFotos de gostozinha braquinha nua caio no zapcontos erotico crente submissaeu quero ver homens e mulheres se beijando pelado e como colocou o piru na no bumbum da minha ficou salgado se beijando peladosmorena anda na rua de vestido branco ai himen vai ate la e fode elanegao pasado opau na bumda da kasadaminha mulher e os gemeos bem dotado contos e entai eroticosé doido tia Lenatathy ellen contosmae rabuda de camizolo dando pro filhoeu quero ver um sexo bem feito vibrando o cara bombando a mulher gemendo chorandoarraquei o cabaco das sobrinhas e da filha, tinha 22 cm de pauxvideo novinha foi nacass do tio econtos eróticos bem depravado de bem picantevideo de prono doido com loiiraasgay fudendo xvideo fiadinhoconto erotico gay viado submisso vira femea do negaoVidios porno mulher centa na agua friapapai penetrou a minha buçetinha virgem e sem pelinhosSodomizando mae e filha contosxv inacreditavel as novinhas baby trasandopornos filmes dos xpartacuscontos eróticos menina dando o cuzinho vídeo safado mortalidadeencanador comeu a cliente a forca e ela gostouconto.de mulher kue faz o marido de bobo e trepa c negaoCu de mulher com bosta fetiche blogdago do r**** gostosa de short curtoConto erotico anal com humilhaçao e cinto de castidade masculinacontos eróticos minha mãe me deu de aniversário um presente inesquecível conto pelado filho pai zdorovsredacomi a pmpatroa arregalou o olho na pica do negaoquero ver mulher caminhando na rua de bermudinha curtinha da bunda bem grande bolinha balançando agorabrincando escanchada contos pornocomendo duas verdinhas muito deliciosa dos busão sexo e do r**** e dos peitãocontos por causa do meu picao fude todas amigas da minha mãeconto de padrasto socando a punhetaquero ver mulher g****** gostoso monografia g****** gostoso XVídeospornodoido chupando.teta da netinhaminha sogra cagandoporno doido homem com cacete duro basta encostalaContos etoticos filha rabudaFernanda,vasconcello,zap,xvideosXVídeos dando em espera e gostosa queimadinha tirando a roupamulher trasando cem saber com oltronovinha nao aguento negao junento se contorseu de dordando uma fududinhaVelhopintudocontosxvideos contosicestoPapai vio eu de sainha sem calsinha fes eu senta en seu colo pal fora da bermuda semtei gostei dei ate meu cu po meu pai contoscontos eroticos fode Frouxocontos eroticos meninas de oito anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos rosaencanador do pau cabecudo comendo o cu da dona de casapai roludo filiha rabuda teatro pornovelho insiste até rapaz com mussarela no pornôgaleguinha filha de papai metendo com a pica no tabaco bonitinha gostosinhaxv.ogenrro.cl.endo.asograporno gey eu e o meu empregado lambendo o cu mundobicha