A Esposa Loira e Rabuda do Meu Vizinho.

Um conto erótico de Djony
Categoria: Heterossexual
Data: 11/09/2019 02:33:57
Última revisão: 15/10/2019 00:29:47
Nota 9.75

O clima entre mim e minha família não estava bom, então acabei me mudando pra uma cidade vizinha. Minha grana estava curta, então para fazer a mudança foi só eu e o motorista, aquela cidade fazia muito calor e eu já estava todo suado, resolvi tirar a camiseta e fazer uma pausa. Uma mulher se aproximou de mim.

-Oi tudo bem? Meu nome é Ana.

-Oi Ana, tudo ótimo meu nome é Djony. Estou me mudando pra cá hoje.

-Ah sim, posso notar, vamos ser vizinhos. Se precisar de algo eu moro ao lado.

Ela foi super simpática comigo e não pude deixar de notar o espetáculo de mulher que ela era, loira cabelo comprido, peitos médios e durinhos, piercing no umbigo um par de coxas e uma bunda linda e que bunda, toda empinadinha naquela calça leg, aparentemente ela voltava da academia.

Numa sexta feira eu estava no barzinho da esquina tomando uma cervejinha quando meu vizinho e sua esposa chegam e perguntam se pode se sentar comigo. Conversamos muito e nós divertimos. As semanas se passaram e fomos ficando mais próximos, comecei a frequentar a casa deles. Um dia estava chovendo muito, eu estava no ponto de ônibus perto do meu trabalho quando meu vizinho parou e me ofereceu uma carona, ao chegarmos por cortesia ele me chamou pra entrar e tomar algo.

Para nossa surpresa ao entrarmos encontramos a Aninha com um shortinho de lycra com a metade da bunda de fora, era tão apertado que marcava a bocetona e ficava enfiada naquele rabão perfeito e aparentemente ela estava de fio dental que de tão pequeno quase não marcava.

Eu não me aguentei e sem perceber sussurrei baixinho “nossa” acho que ele ouviu, ela veio rebolando até mim e me deu um abraço e um beijo, eu não conseguia pensar em mais nada além daquele rabão e meu pau reagiu e começou a endurecer.

Ficamos na cozinha tomando café e conversando, logo após fomos até a sala. Aninha começou a tirar pó dos moveis com a bunda toda empinada na minha direção, tive que ajeitar a rola pra não destacar. Acabei indo embora.

Uns dias depois meu chuveiro queimou e eu pedi para eles se eu podia usar o chuveiro. Os dois prontamente me atenderam. Tomei meu banho normalmente, mas na hora de me vestir me lembrei que deixei a roupa e minha toalha na sala, eu sai do box e gritei para o Victor pegar para mim.

Para minha surpresa quem veio trazer foi a Aninha ela levou um grande susto ao ver minha rola cabeçuda e grossa com o grito dela Victor veio correndo e me viu pelado também, ambos estavam paralisados na porta.

-E ai não vai me dar a toalha Ana?

Ela voltou a si e me passou a toalha, mas em momento algum ela parou de olhar pra baixo, não fiz questão nenhuma de me esconder com a toalha afinal eles já tinham me visto mesmo, dei um sorriso malicioso e falei “você está bem Ana?” ela toda sem graça disse que sim e saiu rebolando, dizendo que ia preparar alguma coisa pra gente comer. Ela ainda olhou pra trás pra me ver, enquanto Victor estava desconcertado com a situação.

Depois que me troquei fui pra sala conversar com Victor, pedi desculpas e falei que não era minha intenção. E ainda disse que ele tinha sorte de ter uma mulher como aquela em sua vida. Fui beber água na cozinha e reparei que Aninha estava toda vermelha, e não parava de esfregar as coxas, até brinquei com ela.

-Está com alguma coceirinha?

Ela se assustou e respondeu – não, é outra coisa...

O jantar foi bem animado, eu contei histórias divertidas e algumas até bem sacanas, que vocês leitores já devem conhecer.

Após o jantar eu disse que o jantar estava maravilhoso e que ajudaria lavando a louça, Aninha prontamente disse que me ajudaria, e mandou Victor para a sala para ver TV, depois de alguns minutos eu e ela estávamos brincando de acertar um ao outro com os panos de prato, o alvo principal era a bundona de Aninha, que a cada golpe soltava um "ain" bastante safado, em dado momento ela virou o rabão para mim, que recebeu uma saraivada de golpes, aproveitei para dar algumas encoxadas, Victor fez alguns barulhos, o que pareceu nos fez parar, logo fomos sala, com Aninha toda suada e vermelha.

Ao ver Victor sem camisa Aninha me disse para ficar a vontade também se eu quisesse além do mais estávamos época mais quente do ano. Sem pestanejar eu retirei minha regata, mostrando meu corpo em dia, Aninha pareceu gostar do que via e em um tom manhoso disse:

- Vocês homens são privilegiados de poder andar por ai a vontade nesse calor! uhm!

- Não se sintam intimidados comigo, por favor, não quero atrapalhar vocês.

- Uhm, que bom, então vou tomar um banho e colocar alguma coisa mais confortável - disse Aninha olhando para Victor, meio que pedindo permissão.

Ele não se importou e disse que tudo bem, ficamos ali conversando amenidades, e quando ela voltou quase tive um ataque. Aninha estava com um top branquinho quase transparente, deixando ver os bicos durinhos dos seus peitos e uma calcinha também branca e minúscula, rendinha e enfiada no rabo, novamente eu deixei escapar um “nossa” acidentalmente”.

Aninha ficou ali com a cara mais inocente do mundo, pintava as unhas de vermelho, erguia hora uma perna, hora outra, mostrando um pouco os lábios da bucetinha, que escapavam pelas beiradas do tecido a cada erguida de perna eu acompanhava disfarçadamente cada movimento.

Em um momento ela derrubou a tampa do esmalte no chão e ficou e quatro procurando, com aquele rabão maravilhoso virado para mim que fui ficando de rola dura, por causa da calcinha que era tão fininha que aparecia um pouco do cuzinho dela. Depois dessa cena eu fui até o banheiro, não havia como disfarçar meu pau duro, tive que ir no banheiro bater uma pensando nela.

No dia seguinte fui até a casa deles trocar uma ideia e acabei descobrindo que Aninha vendia perfumes e lingeries, ela me mostrava algumas calcinhas que pretendia comprar, todas bem pequenininhas e bem sexys.

O que achou dessa aqui? - mostrava Ana com uma carinha de safada.

- Vai ficar muito linda em você.

- Você tem bom gosto, escolhe uma pra mim!

Lógico que optei pela mais pequena e safada que tinha, era uma calcinha preta com zíper embaixo, no lugar da bucetinha, e atrás apenas um fiozinho.

- Nossa, essa ai acho que nem vai caber em mim rs!

- Quer apostar? vai lá provar, se servir eu ganho e se não servir você ganha.

-Tá, mas vamos apostar o que?

Se servir você vai ter que desfilar pra gente e se não servir eu banco nosso próximo churrasco, combinado?

Ela nem perguntou a opinião de Victor, e saiu correndo para experimentar. E não é que a safada voltou com aquela peça que na frente mal tapava os lábios de sua bucetinha e a parte de trás parecia estar sem nada, totalmente engolida por aquele rabão e ficou desfilando na nossa frente.

Os dias iam se passando e ela cada vez mais safada. Nós dois cada vez mais íntimos, era sempre uma encoxada, uma brincadeira maliciosa aqui e ali, sempre que ela levantava do sofá e botava a mão nas minhas coxas, e eu a encoxava sempre que podia, isso tudo com ela sempre em trajes menores. Ela parecia me provocar pois ela vestia esses tipos de roupas na minha presença e Victor nada de se importar com aquilo. Na hora de ir embora eu a abracei forte e dei um tapa naquela raba, ela deu um gritinho e me chamou de safado.

Não ia demorar muito pra eu comer aquela rabuda. Continua...

Gosta de conteúdo interracial e fetiches como hotwife e cuckold e outros?

acesse: http://amigonegrodocorno.blogspot.com/


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Djony a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/12/2019 04:53:56
Adorei continua assim obrigado
04/10/2019 18:00:49
Muito bom, excitante. Fica faltando apenas a concretização, que se aguarda. Parabéns.
25/09/2019 22:39:40
Vlw
12/09/2019 03:50:52
Que sortudo!!!
11/09/2019 08:57:06
bomm heinn.. safadinha mesmoo
11/09/2019 08:45:38
Boa....solta a continuação rsrsr
11/09/2019 07:10:19
Excitante.

Online porn video at mobile phone


sogra porno Eça a dormirmunaia bunda oque quer dizercontos eróticos parça do maridoporno garota extuprada dotados cugosei na sogra distraida deitada x videoscachorro lambendo a buceta com esparadrapo abrindo o cuzinho contosSodomizando mãe e filha contosbrotheragem capitulo 5videos do padrasto tirando a virgidade da sua emtiada e gozando nelachopada e comendo na prisao xvideos.cogaroto enfia o controle remoto no cu após brigar con o irmão. xvideos. com busetas alagadas de galaVou contar do dia que fis minha esposa gosar quenem loucaContos zoofilia d mulhers q se engataram com cachorro na posisao papai e mamaeCármen e a patroa contos eróticosPauzundo entrando ate talo na buceta contosbuceta clariadaXvideo entiada traído a mãe com o amante e gozando muitocontos eróticos de incesto mamae muito carente dengosacontos eróticos publicados por testemunhas de Jeováver videos de amigas brigando furiosamente por causa de macho e tambem por fofocas cenas reaisQUEGOZADA A FILHA FA NA PICAcontos fui encoxada no onibus e meu marido nem percebeubucetinhavirgemmagrinhacontos sexo pecado incestuosocalça boiando na buceta da morena gostosa rola grossax video porno pai datoloSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacontos eroticos: um negrinho atrevidome deliciei vendo minha mãe tomar banhoconto erótico- flerte com filhinhoporno sobrinho vai dormi mais tia e fica de pau duro embaixo do lencouguri cagano na pica dnegaobpyzinhos batendo punheta infiando um dedo no cu apimeira vezfudendo loirafada coroax videos minha esposa maluquinha com um pauzudo na ninha frentecaso erotico irmã entrega de bandeija a irmã caçula para seu maridocontos eroticos minha esposa ficou excitada quando viu o negao pauzudoconto gay soqueienfioo seu pirocao no cu do viado no chuveirogay fudendo todo ensaboado porno doidomulher madura e muito carente dando a xota a seu filho taradoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacoroa barrigudo muito tatadao cpmendo viadinhoconto erotico luciene crenteirmazinha asustou com o tamanho d cacetao d irmaodezejo ver evangeliça casada tranzando e pelada vizinha lactante contoselagosou cavalgado na vara grande videosirma no banho contos eroticosvalkuiria fudenocontospornos rapidinhas com enteadas na sala dando uma fududinhaxvidos sexo nonviha gozanoNovas gozdas de travesrisMenina querendii dar a buceta xvideoscontos eroticos de mulheres ricas tendo o cu arrombado pelo borracheirovídeo de sexo brasileiro novinha gritando ai titio meu c****** pequeno tá doendo entre o funk do Pica devagarinhoxxvideo era so pra passa a cabesinhacontos rel de urologistavizinho come novinha seios inchafos sexo selvagem conto exoticocontos eroticos comi a crentexvideos mulheres não alguedo leva na bucetaver videos de travestis dotadas acariciando o penis dentro da roupacomida e margarina no cu e na bunda inteira delaeu nunca eu tinha fundido o cu virgem da minha esposa eu fundendo sua buceta ela gozo ela ficou de quatro eu comecei a fuder sua buceta ela gozo eu meti minha língua no seu cu virgem ela ficou excitada ela disse pra mim eu quero dar meu cu virgem pra você conto eróticocontos de cornos revista private 2017quero ver filme pornô de mulher com a buceta da Bruna dirigindo porragostsona dando o cu pro negao roludo egritandoYoutube xvideos.comporno nisei tratandoenteada jemeno na pica do padrasto205XVDEOFilha dormindo debruço pai sobe encima come o cumarido nem percebeu que sua mulher tava dancando de pijama sem causinha na frente do computador que outros homem tava vendo xvidiiosporno brasileira envolvendo ninfeta no celeiro da fazendacontos tatuape primeira bucetaxvideo gay.novinho nao aguenta fumo do branquinhoeu sou uma mulher casada meu cunhado roubou minha calcinha pa bater puhetaContos d casada com cu arrombad por negroes traficantirmas safadas relatosbubda arregasada na pausada