Eu e minha mãe assistindo Game Of Thrones - 2ª Temporada

Um conto erótico de PauloFilho
Categoria: Heterossexual
Data: 01/06/2019 15:41:08
Nota 9.95

Aquele mesmo episódio nós assistimos no dia seguinte. Meu padrasto ficou na sala vendo algum canal de esporte e nada aconteceu. Ela deitou do meu lado abraçada e eu fiquei fazendo carinho nas costas dela como sempre fizemos. Pra mim estava tudo bem, no fundo eu sabia que o que tinha acontecido era errado, mas o tesão acabou falando mais alto.

No sábado de manhã passei a máquina zero nos meus pelos e achei que ficou melhor mesmo, apesar de ter ficado pinicando (beliscando) e coçando. A tarde meu padrasto saiu pra jogar bola com os amigos e eu e minha mãe fomos assistir mais um episódio. Ela estava com roupa normal de ficar em casa, short jeans, camiseta, sutiã. Deitamos na cama e começamos a ver o filme, ela deitada com o rosto no meu ombro, abraçada comigo, até que eu dei uma coçadinha discreta no saco e ela perguntou:

--“raspou seus pelos?”

-“como você sabe?”

--“eu ouvi o barulho da máquina”.

-“ahh sim, mas fica coçando”.

--“deixa eu ver como ficou”, e foi pegando no elástico do short.

-“para, mãe, você me deixa com vergonha”, falei colocando a mão em cima do short pra impedir, mas aquela situação já acordou a minha caceta.

--“ahh tá, você não ficou com vergonha quando pegou no meu peito né”.

-“tá”, tirei a mão do short e não falei mais nada, daí ela levantou a cabeça do meu ombro pra ver mais de perto e abaixou o short até a mão dela esbarrar no pau por cima do short, e falou:

--“ficou bom, mas a pele tá um pouco avermelhada. Você raspou o saco também?”

-“ahã, é nele que tá coçando”.

--“tira o short pra eu ver”.

-“eu vou ficar pelado na sua frente?”

--“até parece que eu nunca vi, né Paulo, vai ficar com vergonha de mim agora?”

-“é que tem tempo que você não me vê pelado”, e peguei nas laterais do short e da cueca e baixei.

Quando o short liberou o pau ele já deu um pulo pra cima, estava na meia engorda quase ficando duro. Ela pegou no meu pau trazendo ele pra cima e passou a mão no saco, ficou sentindo as bolas e falou:

--“agora sim, meu amor, tá parecendo piru de homem. Deixa eu passar um hidratante, pausa o filme”, e se levantou pra pegar o creme no guarda roupas.

Eu já tava com tesão mesmo, com a cabeça de baixo pensando mais que a de cima, então nem questionei. Só coloquei o travesseiro em cima do pau e fiquei com a mão em cima, senão o pau levantava o travesseiro. Ela voltou com o hidratante e deitou apoiada no cotovelo ao lado do meu quadril, tirou o travesseiro e me perguntou rindo:

--“você tá com vergonha, filho?”

-“claro, o que você acha?”

--“não precisa ter vergonha de mim, você sabe disso. Tira o short”, e veio puxando o short pra baixo. Eu só levantei o quadril e deixei ela tirar, daí ela pegou meu pau e empurrou pra baixo e passou o hidratante no púbis, depois colocou pro lado e passou na lateral do saco, no outro lado a mesma coisa, pegou na base do pau e falou: “aqui tem que ficar bem raspado pra não espetar se a sua namorada gostar de lamber até o final”.

-“eu não tô namorando mãe”

--“eu to vendo, você tá a perigo, olha como ele já tá duro igual uma pedra. Acho que nem o do seu pai ficava assim quando a gente namorava”, e foi passar hidratante no saco. Ela passou com carinho no saco e na virilha, sentiu as bolas e veio passar no mastro e falou: “meu filho, seu piru tá grande hein, maior que o do Samuel já. Será que vai crescer mais ainda?”

-“tomara, acho que cresce até os 18 anos”, respondi feliz pelo elogio, até então eu era meio cismado se meu pau ficaria num tamanho bom.

Ela tava passando hidratante nele e eu fiquei passando a mão na perna dela, e ela falou rindo:

--“você quer que ele fique maior do que já tá?”

-“claro, mãe, mulher gosta de pau grande né”.

--“mas o seu tá do tamanho ideal já, muito grande machuca. Olha essa cabeçona, vai deixar as meninas malucas”, falou rindo pra mim passando a mão besuntada de hidratante nela, e ficou fazendo movimentos circulares com a mão pra cima e pra baixo no meu pau. Eu já estava virando os olhinhos, com a perna relaxada e a mão segurando firme a perna dela, e saiu uma gotinha da cabeça do pau e ela falou “acho que eu tô fazendo carinho demais nele, já saiu esse liquidozinho aqui, daqui a pouco você goza na minha mão”.

-“se você continuar eu vou gozar mesmo”, respondi querendo que ela continuasse, mas ela cortou o barato:

--“então chega de passar creme no seu amigo senão ele vai molhar a minha cama toda”.

-“caramba, mãe, na hora boa você para...”

--“bobinho, nem era pra você ficar com esse pintão duro, esqueceu que eu sou sua mãe?”, e veio me dar um beijo no rosto.

-“nossa, tava gostoso demais, nunca senti uma mão assim tão gostosa”.

Ela ficou deitada do meu lado olhando pro meu pau enquanto eu colocava o short e falou:

--“se não fosse meu filho eu tocava uma punheta nesse piru lindo aí”.

-“poxa, eu queria que você continuasse. Me deixou na vontade”.

--“carinho eu posso fazer, Paulo, mas sexo não. Você ainda é meu filho”.

-“eu sei, e você é a única pessoa que eu amo no mundo, mas eu ia gostar se continuasse até o fim”.

--“que lindo, filho, eu te amo também, você e a Gabi são os amores da minha vida”.

Finalmente nos aquietamos e eu despausei o filme, mas meu pau tava demorando pra amolecer dentro do short. Passaram alguns minutos e ela perguntou:

--“Paulo, esse piru não amolece não?”

-“depois do que você fez nele, acho que vai demorar”, respondi rindo.

--“nossa, tá até me atrapalhando a ver o filme, essa barraca na frente da TV”, falou brincando e se afastou de mim um pouco e ficamos assim uns minutos, aí ele amoleceu, depois ela jogou a perna sobre a minha e eu fiquei fazendo carinho na coxa dela, nada demais por que ela estava de short jeans, e com mais um tempinho ela me pediu: “filho, faz uma massagem em mim”.

-“ahã, me dá sua perna”, e fui pegar a perna dela, e ela falou:

--“começa pelas costas”.

-“então deita”.

Ela deitou na diagonal da cama pra poder continuar a assistir o filme e eu fiquei do lado dela, apertei a nuca e logo pedi:

--“mãe, tira a blusa”.

Ela tirou sem responder nada, ainda estava de sutiã. Continuei apertando as costas, ombros e os braços que eatavam colados ao corpo. Ela estava bem relaxada, e eu desci apertando a coluna até a lombar e coloquei os dedos por dentro do short, fazendo massagem no cofrinho, desci pros pés dela me posicionando ajoelhado ao lado das pernas e fiz massagem no calcanhar, panturrilha e fui subindo e chegando no short pedi:

-“pode tirar o short?”

--“Pode, filho, mas não vai ficar reparando hein”.

-“tá bom”, e ela se virou de lado pra desabotoar e abrir o zíper, e voltou de bunda pra cima e foi empurrando o short pra baixo, e eu ajudei puxando até revelar a bunda e a calcinha enfiada. Lembrei do hidratante que estava ali do lado e falei:

-“vou usar o hidratante”.

Ela consentiu e eu joguei um pouco de hidratante nas nádegas dela e comecei a passar a mão, e apertava as nádegas e ela continuava numa boa vendo o filme, coloquei a mão por dentro da calcinha no cofrinho e apertei ali, desci um pouquinho no rego e ela falou:

--“olha a mão boba, amor”.

-“tudo bem”, e tirei a mão de dentro da calcinha mas não me dei por vencido, passei mais hidratante e desci pra parte mais baixa, e passei a mão na virilha sentindo o pano da calcinha e fui fazendo pressão pra abrir a nádega, e vi a lateral do cuzinho dela. Meu pau tava explodindo, e tentei explorar ainda mais essa região e ela perguntou sem se virar pra mim:

--“você vai massagear minha bunda mais quanto tempo?”

-“terminei”, e subi pras costas dela, apertei a coluna, costelas, e cheguei no sutiã e fui tirar, ela perguntou:

--“o sutiã tá atrapalhando?”

-“ahã”. Ela só deu um sorriso e não falou nada. Abri o sutiã e fiz mais uma boa massagem nas costas e nos ombros dela e perguntei: “você quer que eu faça na frente?”.

--“faz, mas eu to quase pelada, não abusa”, e se virou segurando o sutiã sobre os seios. Olhei pra ela sorrindo e tomei coragem pra falar:

-“mãe, você é um pedaço de mau caminho”, e fui pegar no pescoço dela.

--“para, menino, eu sou sua mãe”.

-“eu sei, mas eu nunca fiquei reparando, você é muito bonita”.

--“brigada, filho, adorei o elogio, mas não olha muito, tá?”, falou rindo, e eu ri também.

Fui descendo a mão com o hidratante sobre os seios na parte que o sutiã não tampava, apertei a parte entre os seios e fui por baixo chegando na base dos seios e subindo passando os polegares no osso entre os seios e os outros dedos nas laterais, e ia aos poucos empurrando o sutiã pra cima até revelar os seios dela. Fiquei olhando fixamente pra eles e apertando dos lados, e quando olhei pra ela, ela estava olhando pra mim com cara de sorriso, e eu falei:

-“eles são lindos, mãe”, e fui baixando minha mão e tocando nos seios por completo, passando o hidratante em todas as partes, e quando meus dedos passaram pelos bicos, apertei um pouco entre os dedos, ela fez cara de tesão, e falou:

--“aí não, Paulo”.

-“tá machucando”.

--“não, filho, tá me dando tesão”.

-“deixa, mãe, eu também fiquei quando você pegou no meu pau”.

Ela olhou pro lado na direção do meu pau e constatou:

--“ele tá duro de novo”.

-“ahã, ele ainda não esqueceu da sua mão”, respondi rindo.

--“nem o meu peito vai esquecer da sua, pelo jeito. Desce a mão, filho, senão eu não respondo por mim”, e passou a mão na minha perna.

Peguei mais um pouco nos seios dela e desci fazendo massagem nas costelas e na barriga, até que cheguei na calcinha. Fiz massagem na região ao lado da calcinha e passei meus dedos bem no limite da calcinha dela, e ela abriu um pouco as pernas pra facilitar, continuei ali um pouco sentindo o calor da buceta e resolvi arriscar. Peguei nas alças da calcinha e comecei a puxar pra baixo. Ela olhou pra mim e perguntou:

--“o que você tá querendo fazer?”

-“tira a calcinha, mãe, pra eu fazer a massagem direito”.

--“e precisa tirar a calcinha?”

-“eu quero ver como ela é”

--“melhor não, filho, a gente tá indo longe demais”.

-“posso só colcar a calcinha de lado um pouco?”

--“só pra ver um pouco né?”

-“deixa eu fazer um pouco de carinho também”.

--“tá bom, um pouquinho só, tá?”

-“ahã”, e puxei a calcinha dela pro lado vendo a bucetinha dela pela primeira vez que eu me lembrava. Tinha mesmo um filetinho de pelos e o grelo com uma pelezinha tampando o clitóris. Passei de leve a mão nos pelos e fui descendo, encostei no clitóris e ela tomou um choque. Olhei pra ela e ela tava me olhando com cara de tesão. Voltei minha atenção pra buceta e fui passando o dedo no meio dos lábios e sentindo como ela estava molhada. Quando meu dedo chegou lá embaixo e eu ia enfiar na buceta ela pegou a minha mão e tirou dali:

--“para, filho, que eu não to aguentando mais”.

-“deixa eu te chupar”.

--“não, senão eu vou fazer uma loucura. Chega. Coloca minha calcinha no lugar”.

Eu tava segurando a calcinha ainda de lado e fui colocando no lugar, e deitei do lado dela a abraçando com a mão sobre os seios e falei:

-“você é toda bonita, mãe, eu não achava que a buceta de mulher mais velha fosse tão bonita”.

--“filho, você é um amor, mas quase que a gente faz uma besteira agora”

-“eu queria sentir o gosto. Todo mundo fala que é gostoso”.

--“você não chupava a sua namorada”.

-“ela tinha vergonha, quando eu chupei foi rapidinho, e a buceta era toda cabeluda, nem deu pra sentir nada. A sua é mais bonita mesmo”, e baixei a mão até a buceta dela sobre a calcinha.

--“Paulo, olha essa mão boba”.

-“eu queria mais um pouquinho”.

--“não, amor. Eu tô quase pelada e sua irmã pode entrar aqui”

-“ela nunca vem aqui, mãe, tá brincando no tablet”.

--“a gente não pode fazer isso, é carinho demais já. Vou tomar um banho”, e levantou da cama indo pra suíte. Esperei o barulho do chuveiro e fui lá vê-la tomando banho. Ela olhou pra mim e resmungou: “Paulo, o que você tá fazendo aqui?”

-“posso tomar banho com você?”

--“tranca a porta do quarto. Rapidinho hein”. Fui lá, tranquei a porta e voltei, tirei minha roupa e entrei no chuveiro com ela. Peguei o sabonete e passei nos seios dela, e ela pediu pra passar nas costas e falou: “já pensou se o Samuel volta mais cedo do futebol?”

-“vixi, quero nem pensar, mas ele sempre demora”, e enquanto ensaboava, meu pau duro cutucava a bunda dela. Passei sabonete na bunda dela também, e passei a mão no rego dela, sentindo o cuzinho pela primeira vez. Cheguei a arrepiar quando senti meu dedo passando ali. Ela percebeu que eu gostei de passar a mão ali e estava sentindo com o dedo, então falou:

--“você tá se aproveitando da sua mãe”.

-“deixa, mãe, o que tem demais?”.

Virei ela de frente e ensaboei a buceta, sentindo os lábios, só que acho que fui com sede demais ao pote e ela deu um pulo:

--“ai”

Tirei a mão na hora e perguntei:

-“machucou?”

--“aí é sensível, amor. Não pode apertar com força”.

-“desculpa”.

--“tudo bem, me dá o sabonete”.

Dei o sabonete pra ela e ela passou no meu peito e foi descendo até chegar no pau. De início ensaboou em pé, de frente pra mim, sorrindo enquanto eu fazia cara de tesão, e depois desceu e ficou enchaguando com o rosto de frente pra ele, fazendo movimentos de punheta. Eu fui sentindo que o gozo ia chegar, e ela percebeu meu corpo enrijecendo e olhou pra mim, e eu falei:

-“mãe, vou gozar”, e ela continuou a punheta segurando firme no meu pau, e eu gozei forte nos seios dela. Quando terminei de gozar eu estava mole, e ela se levantou com os seios melados de porra, rindo pra mim e falou:

--“tá satisfeito agora?”

-“nossa, que delícia. Vou dormir feliz hoje”.

--“bobinho, só por causa de uma punheta?”

-“a melhor punheta da minha vida”.

Minha mãe riu e falou:

--“agora chega mesmo, vamos antes que sua irmã desconfie”.

-“e você, mãe, não vai fazer nada?”

--“você quer que eu me masturbe na sua frente?”

-“deixa eu te ajudar”.

--“não, bobinho, hoje eu vou matar o seu padrasto”.

Fingi que achei graça do que ela falou, mas não curti. Preferia que ela me matasse, mas tá valendo. Nos enxugamos na toalha dela e eu coloquei minha roupa e fui pro meu quarto.

*Este conto merece seu voto?

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
06/10/2019 03:04:21
Excelente!!!!
28/09/2019 11:39:00
👏👏👏👏👏👏👏👏
05/08/2019 21:38:28
Nota 10. Com uma gostosa assim quem resisti.
28/07/2019 13:10:59
10
10/07/2019 20:08:37
Perfeito, leia os meus
09/07/2019 12:27:12
Tá esquentando bemmmm. É 10
25/06/2019 01:03:33
Dez
dmm
19/06/2019 14:29:22
Mil.
17/06/2019 17:19:27
Show
07/06/2019 09:53:23
Incrível!!! Parabéns pelo conto!
06/06/2019 23:32:54
incrivel!
06/06/2019 14:30:49
Muito bom! Melhor ainda se o leitor for comedido, devagar, na leitura.
Yan
06/06/2019 05:59:53
Nossaaa!! Continuação nota 1000!!! Você escreve muito bem e consegue despertar as fantasias do leitor com muita facilidade. Parabéns, meu amigo. Fico muito feliz quando encontro um grande autor como você. Espero ansioso pela continuação.
04/06/2019 12:41:21
Continuaaaaa
04/06/2019 12:38:18
Muito bom, esperando continuação
03/06/2019 22:37:38
Muito bom!! Fiquei meladinha imaginando a situação de mãe e filho nesse clima erótico.. Conte mais.. Espero que transem com muita tesão e muito amor.. Bj.
03/06/2019 19:37:47
Belo conto!
03/06/2019 00:21:09
Esperando a continuação!Bom demais, por favor continue.
02/06/2019 22:59:48
Nota 10
02/06/2019 21:11:05
muito bom!

Online porn video at mobile phone


mulher senta na tromba do elefante sexoWww.vedio.porno.casais revisão de Santa CatarinamIsites porno contos eroticos de incesto mae ver o pau duro do filho fica com tesao com a buceta toda meladaSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaDeixei minha irma chatinha brincar com minha rola xvideoseduzida por um estranho contos pornogostosinha do sistema opressor se basturbandoFodida ate chorar de tanta dor com o conhado de piça grande contostio batendo punhetaxvideovideos de porno com mulheres se vingando do marido transando com outro em wwwxvideo.comMe arrumei para meter com.outro e o corno sabendopau groso egosano ebonitonegrinha achou que era facil dar o cú e chorou na piçavidros prno insetos fodendo mae emprensada coroas do sapsapmulher dançando gostosa e vovô comepornô xnxxcontoseroticosvariasgosadasleila peituda p...a porno parragarota q foi fudida no fundo d casa por um cachorro pastor alemaoAmor Sobrenatural-Ep.03-Contos Eroticos zdorovsreda.rupretinhamagrinha dando pro titioxvideos incestomenor louca pra dcontos eroticos meu pai me comeu wattpadnaninha xvidiosguilherme pausudocontos nao resisti vi a buçeta da minha mae bebadaXvideo irma uza massage para seduzircache:3A3-3V1yYz4J:gtavicity.ru/tema/choro%20na%20vara%20a%20x%C3%B3linha%20! xsvideo de porno casero itiada fudeno com padrasto armadoxvideo coletania marido tampa o olho da esposa e chama o amigo pra beija lamulher casada realisando fantasia e fica com dois negrao dt youtubgrtandoo casadas escandalosasconto.erotico.mulher..da..oi.velox.ttansandovideos Pornodoido.com mulher quase morre transanso cm dois pauzudoXvideos com icrivel ruguiconto viadinho descaradomulher topada de sorriso e droga dormindo e os homens transando com ela várias pornô caseiro homem com pênis bem grande transando com elaconto mariano super excitadoporno filio seu. vai xegaNovinha limpando a casa com blusinha folgadinha xvideocontos eroticos estripesconto porno amor em londres guilherme e felipecolokando o pau na boca da irmanzinhq dormindocontos eroticos de garotas gordinhas que tem um peitoes e bucetonas .e os pais amam pega essas garotas toda noiteconto erotico encoxadacontos eroticos madura gosto de foder com caralhudosxvideo.puta.ceducido.homes.porno com históriassao pauloamigo superdorado enraba esposa gravida contocontos eroticos menina foi brincar na casa da amiga e pai comeu amquinhameu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticodeu certo descabaça ela xvideofudeno com a esposa do do meo melhor amigo em pornobrasileroascensorista pauzudoroçadinha menininha gostosinha japinhapassando protetor solar na teenzinha meti no cuzinho gratiscontos eróticos fudendo Edileuza a mulher do amigomeu marido me chupava enquanto outro me gosava vidiocontos eróticos adotei 2 meninas negras putinhasvideo encinandOo pula de cabeça nu riuincochou e gosouestripulia caseira na cama com a chanasou evangelica casada mas adoro da o cu pro meu visinho que vivi me comendogozando na clacinha da cinha da cunhadatia peidorrera peida e deixá sobrinho com a rola duraarregassano ocu dagostosacontos eroticos: sendo encoxada gostoso no onibus de mini-saia sem calcinhaver relatos verdadeiro cheirava as calcinhas da minha primawww.meu tio mepego na casa de praia sozinha comto erotico.comengolimos rebolando de fio dentalxvidio as gostosa d vedtido curtinhoXVídeos mulher do c**** despeito americana gorda morenatextos mulheres e meninas. viadinho estrupadas dulpa penetracao gozada boquinhatransando com o cachorro contoo cara pauzudo come o cu da crente erradozdorovsreda.ru gay velhocontos eroticos encoxadamuitei em cima da minha espoza na cama vidio pornorubilane anal xnnnMeninas gostosinhas se esfregando em homem quê popozaoCu de mulher com bosta fetiche bloghttp://zdorovsreda.ru/texto/201109691pirnogozacontos macho alpha casa dos contodxvideo homem esperimentamdo mamar o pau de outrofilme pornô de mulher com vagina da vaquejada vagina é uma peixadacontos eiroticos leilapornirmao.da patroua comendo.a babagibi troca troca com família pornoConto erotico arombei minha enteada novinha magrinh