O Amor Sintônico II - Parte 1.

Um conto erótico de Sr. Obito
Categoria: Homossexual
Data: 24/06/2014 00:23:32
Nota 9.67
Assuntos: Homossexual, Gay, Romance, Sexo

O Amor Sintônico II

Segunda temporada. – Parte 1 – Um novo problema.

* * *

* Um mês depois *

- é melhor você me solta, ou senão eu vou grita. – falei tentando me solta da mão dele que me apertava com força.

- vai chama quem¿ O papai Noel¿ Os sete anões da branca de neve¿ - perguntou ele rindo.

- eu mandei você me solta. – falei lançando meu joelho na direção do seu pênis.

Pegou em cheio e fez com que ele me largasse. Sai correndo imediatamente do banheiro e fui para a cantina, onde a Bianca e Lola me esperavam sentadas em uma das mesas.

- que cara é essa, garoto, parece que viu um fantasma. – disse Lola assim que eu me aproximei da mesa e me apoiei nela com as mãos.

- é eu realmente vi um, nome: Eduardo. – falei me sentando no banco de frente pra elas.

- de novo essa praga. Esse garoto não te deixa em paz não¿ É amor platônico, só pode. – disse Paloma.

- infelizmente não. Já está nisso há um mês, ele está viçando pra me separa do Ry.

- ui, Ry. Apelido fofo vocês gays dão uns aos outros. – disse Lola.

- você também é gay criatura. – falei a encerando.

- não eu sou lésbica o que me torna diferente.

- não a torna diferente nada, continua fazendo parte da categoria gay. Agora se me dão licença eu vou ali compra algo pra comer. – falei me levantando e indo em direção a lanchonete.

A fila estava grandinha, umas cinco pessoas estavam na minha frente. Quando chegou a minha vez, eu senti uma mão pega na minha cintura. Eu supostamente já estava certo de quem era e, já me virei pra soca seu rosto. Quando ele segurou minha mão. E por surpresa não era o Eduardo. Era o Ryan.

- quanta violência Michel. – disse ele me dando um selinho.

- eu pensava que era outra pessoa.

- hum... anda devendo ne mocinho¿ - perguntou.

- não, você sabe que eu não sou desses que não paga.

- não foi isso que eu disse, mas deixa pra lá. Eu passei aqui pra te busca, suas aulas já terminaram¿

- não, ainda tenho duas. Mas eu posso falta-las.

- não. Eu não gosto disso.

- qual é, seja onde for que você que me leva, saiba que eu sempre estarei disposto a ir.

- você tá muito filme garoto. Filosofando legal, precisa para de assistir Revenge.

- e o que isso tenha a ver¿

- esquece.

Dessa vez eu deixei passa, ele sabe que eu odeio amargamente quando ele diz algo e na mesma hora me manda esquece. Minha paciência é muito curta pra atura uma coisa dessa.

Avisei a Lola e a Bianca que não ficaria para assistir as duas últimas aulas e, pedi para que elas tirassem xerox da apostila que o professor Roberto iria passa. Esse cara é um cão em forma de gente.

- onde vai me leva¿ - perguntei.

- pro meu quarto, pra minha cama, topa¿ - perguntou.

- se eu topo¿ Quando você me pergunta isso eu nem penso duas vezes.

* * *

Subimos a escada e fomos direto para seu quarto. Assim que ele fechou a porta avançou pra cima de mim, beijando meu pescoço e minha boca de forma voraz.

Ele sabe que meu ponto fraco é nada mais, nada menos que meu pescoço. Eu piro em que sabe chupa-lo e beija-lo de forma gozada. Forma gozada é um termo que eu uso para quem sabe beija pescoço e ao termina deixa teu pau duro dentro da cueca. Tá, mas até um beijo consegue fazer isso, mas... Esqueçam. – mania do Ry.

Ele me jogou na cama e subiu em cima de mim. Continuou a da leves chupadas em meu pescoço e logo arrancou minha camisa, e tirou a sua em seguida. Desabotoei sua bermuda e a puxei, ele saiu de cima de mim e ficou de pé, abaixou a sua bermuda com a cueca, ficando pelado. Exibindo aquele pênis branco de dezenove centímetros da cabeça rosa que eu tanto amo chupa.

Fiz o mesmo que ele, só que continuei deitado, ele volto pra cima de mim e ficamos na cama se beijando, pelados.

- eu estou doido pra come esse seu cuzinho sabia. – sussurrou em meu ouvido.

- pega leve dessa vez, da outra eu quase não conseguir senta direito. Bota com carinho. – falei fazendo uma voz safada.

- pode deixa, com muito carinho e gozo logo em seguida. – voltou a me beija.

Não falamos mais nada depois dessa conversa, e começamos a se agarra loucamente. Eu chupava seu pênis e ele chupava o meu, lambia seu cuzinho rosa e ele lambia o meu, enfiando dois dedos para que eu não sentisse tanto incomodo com o seu cacete, quando ele for mete tudo aquilo no meu cu.

Ele me colocou de quatro na cama e quase me fez goza com o cunete delicioso que ele estava fazendo. Sua língua parecia que iria fode meu cu, ali mesmo, sem dor e sem piedade. Eu como sempre fui a loucura, como já havia dito, quase gozei.

- mete, eu não vou aguenta mais. – sussurrei.

Ele foi até o criado mudo, abriu a gaveta e pegou o lubrificante, voltou pra cama e deu um selinho no meu cuzinho que já piscava implorando por sua pica dentro dele.

Ele passou o lubrificante no meu cu, enfiando novamente dois dedos. E passou um pouco no pau.

A cabeça passou voando pra dentro do meu cu, nem senti dor, nem nada, estava com muito tesão. Podia sentir cada centímetro daquele pau delicioso no meu cu, a cada segundo que se passava ele metia cada vez mais rápido. Sussurrando palavras safadas em meu ouvido.

Eu não me incomodava quando o Ryan me chamava de putinha. Pois eu sinceramente era a putinha dele entre quatro paredes, ele brincava com meu cu, como um garoto brinca com o seu brinquedo.

- ah, que cuzinho mais gostoso a cada dia que eu meto ele só fica mais apertado. – disse ele. Que agora pressionava meu corpo contra o dele e beijava meu pescoço.

- é meu deu.

- pois eu vou deixa ele bem abertinho hoje, e eu só estou começando.

- então manda com tudo. Mete sem dor, quero goza rios hoje. – sussurrei. – ah, ah..

Ele continuou tirando e colocando aquela caceta branca que eu tanto amo do meu cu, que agora já estava totalmente aberto. Estávamos suados, e o cheiro de sexo era bem forte naquele quarto.

- ah, ah vou goza. Ah, ah que delicia – disse ele enchendo meu cu com a sua esperma quente e maravilhosa.

Ele saiu de dentro de mim e eu sentir seus dedos pega o gozo que saia de dentro do meu cu, ele levou até a minha boca e me mandou não engoli, e me empurrou, fazendo com que eu deitasse na cama, e me beijou. Dividindo o precioso gosto do seu gozo comigo.

Ele saiu de cima de mim e se deitou do meu lado, ofegante. E eu também.

- foi bom não foi¿ - perguntou.

- sempre é bom. Mas desta vez, foi maravilhoso. – suspirei.

* * *

Eu espero que gostem...

Como vocês podem ver o Eduardo já se tornou um novo problema na vida do Michel. Há um mês ele vem atormentando o coitado.

E para compensa alguns capítulos sem sexo na temporada anterior, eu resolvi abrir essa desse jeito, bem erótico.

Aguardem os próximos capítulos, está apenas começando...

* Novidades *

Eu estou com um novo conto em vista, com um antigo sendo refeito também. Espero que dê tudo certo e eu possa posta-los logo em breve. E espero um grande reconhecimento de vocês.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Mr. Obito.. a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/06/2014 12:26:27
Muito bom
24/06/2014 05:33:39
legal
24/06/2014 00:46:55
muito bom!

Online porn video at mobile phone


o cu da coroa foi istorada porque bebeu de maispopas da casadaconto gay ele se revoltou e tomou todasRihanna novinha tentando dar o c* virgem para o padrasto mas não aguenta de dois chorapornoirado.com / casada gritou na rola monstroconto gay virei a puta de varios machos na saunaxxvideoso pau maior do mundo rasgado bucetasPernambuco que as mulher que tira o short bem curtinho se oferecendo Boys novo aquelas coroas tambémcontos eroticotransei e com o padre e fiquei gravidaxvideo cadeiro chupa ai lalazinha seu piranhamulheres dentro do onibus assentadas com as pernas abertase mostrando a bucetapornodoido enchendo a buceta de chantilli pra ele chuparMeu marido virou minha putinha safadaContos eroticos velhoshttp://gtavicity.ru/texto/2016101161prica cavalanovinha pelada com a b***** toda arrebentada e sangrandoviadinho usando chortinho xvidiosContos eroticos irmas gulosas mamando no pauzao grosso do irmao e de mais cinco amigos pauzudos dele na piscina de casacadela com a vargina enchada e zoofilia comeblogger comedorcasada gozando veja fototirando avijidade das novihhacontos eroticos cuzinho virgem gayxvideos muleque trança com mulecacontos gay baby doll rosapassando a mao no peitoral beijando o ouvido beijando o pescoco pornXvideo anal mao levamtado a barogawattpad enteado gay adora chupar a rola do padrasto musculosoenteada. dormindo levando pica so de fio dentalpornocontos eiroticos leilapornconto erótico Fui obrigado a violentar minha filhaver vidio defilho meteno .na mae gozano na buceta delairmas safadas relatoscontos eiroticos leilapornpai do pau cabesudo atlando na buceta da filhacontos eroticos strip poker com minha namorada e cunhadacontos gay afeminadosdoce nanda parte cinco contos eroticoscontos porno com padre gayvidio porno homen emtera o pou todo na garganta da muher ate gozarAbusada de calça leguecontos de sexo depilando a sogracontos erotico dei no churrascoX porno ceducindo vidraseiromarido esposa procuran outros casais para faser cuinguedesenho zeque estouelactofilia porno em sao carlos spXVídeo caseiro irmão comendo a tabaca da irmãxvideos menina se mastorbando com giz de ceraencoxada e gozada no onibus d na mulher d xortiitorei. a cabeça da grannypés chulé contoconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhoxvideo homem esperimentamdo mamar o pau de outrochamei o negao dotado assim q meu marido saio e chorei muitokomendo kuvirgenscontos eiroticos leilaporncadela lambendo o meu cacete e fudendo conmigo videomulhe do bixao enchado e gosando muitodestraçada por dois paus pornodoidocusao de crioula velhawww.xvideo vostrou a buceta sem o corno vereu e minha mãe e minha irmã moramos sozinhos juntos eu tenho 22 anos de idade minha irmã ela tem 18 anos de idade eu sempre eu fodo minha mãe quando eu tou sozinho em casa com ela a noite eu cheguei em casa da faculdade minha mãe disse pra mim filho vem comigo no meu quarto eu entrei com a minha mãe no seu quarto minha irmã tava nua deitada na cama minha mãe disse pra mim filho eu disse pra sua irmã que você me fode sua irmã que perder a virgindade da buceta dela com você conto eróticoandando bem devagarinho E aproveitando que minha irmã está pelad bota pau no cu dela YouTubeMulher fasendo croche e dano cu porno XVídeos vídeo pornô das panteras sobrinho veste de Empregada em transa contigopai roludo filiha rabuda teatro pornoConto erotico sou madura e greludacontos porno estupro submissão esposasXxvideo so a cabeci.ha nela dormindobuceta de pombagiranovinha magrinha se engolindo p**** Amanda é burraconto de insetos de rasgando o cu apertadoabaxa vidio porno de tio ifiano a mão na buseta da supria para baixar nu selula brasileiro mais safadia gostosa e meter meu na sua bocavídeos de porno com vovôsinhos