Troquei meu marido flácido e gordo por um macho saradinho e “sem calorias”

Um conto erótico de Tati
Categoria: Heterossexual
Data: 23/12/2013 16:36:12
Última revisão: 25/12/2013 18:36:00
Nota 9.29

Me chamo Tati, tenho 35 anos , mas com corpo e aparência de 25. Corpo esbelto e atlético, 1,70, loirinha bem bronzeada (cor do pecado, rsrs), bumbum durinho e empinadinho, seios redondinhos e siliconados. O que vou contar agora resume o conto abaixo, espero que gostem: Malho praticamente todos os dias; meu marido não. Faço aeróbica todos os dias; meu marido não. Faço musculação, ginástica localizada e abdominias todos os dias, meu marido não. Faço dieta, meu marido não. FAÇO SEXO GOSTOSO E TREPO ALUCINADAMENTE TODOS OS DIAS. MEU MARIDO NÃO.

Voltando ao conto: Minha vida sexual ultimamente não está a mil maravilhas... na verdade, nem vida sexual tenho mais, pois meu marido mudou muito: engordou, ficou com aquela barriga de chope broxante, nunca malhou e não malha, é fumante (odeio cheiro de cigarro), fica só na TV e assistindo futebol de domingo e não se preocupa com a dieta. Já eu sou totalmente o oposto: malho, faço dieta, me bronzeio e tmb me depilo. Ele é empresário, moramos no rio, em frente a praia, numa cobertura em Ipanema, com piscina. O prédio também tem uma ampla área de lazer, com academia top , piscinas e solarium. Às vezes ele fica fora; mas quando fica aqui não faz muita diferença, pois ele está com falta de ereção e já ficando careca, fora o fato de que, além de estar totalmente fora de forma e flácido, não se preocupa em pegar um bronzeado e nem cuidar da depilação (ele é muito peludo, acho isso broxante). Devido a isso, eu tinha uma “coleção” de vibradores, filmes eróticos e até um boneco inflável que mantinha escondido no meu armário.

Um certo dia ensolarado, depois que ele saiu pra trabalhar, entrei na rotina como sempre: fui à academia do prédio, como faço todos os dias. Coloquei uma calcinha minúscula, um shortinho bem curtinho de lycra e um topzinho bem justinho, de modo que meu umbigo ficasse a mostra. Estava um pouco vazia, mas uma coisa me chamou a atenção quando cheguei: Um moreno (cabelo preto, curto, levemente espetado e pele clara, mas bronzeada), mais ou menos 1,75 a 1,80m, camiseta branca de elastano super justa no corpo, com um calção; nunca havia visto ele lá. Ele era muito, mas muito gato, e sarado. Estava todo suado, devia ter corrido na esteira ou pedalado. Comecei a ficar molhada nos dois sentidos: suada, devido à malhação, e excitada lá em baixo. Ficávamos nos olhando de relance, mas ninguém se cumprimentou. Comecei a olhar ele de longe, vi que ele retribuiu, mas desviei o olhar. Resolvi atacar: ele estava fazendo abdominais na prancha, e, ao lado, tinha um aparelho pra malhar os glúteos. Comecei a malhar meu bumbum, olhando pra ele de relance. Entre uma séria e outra, começamos a nos entrosar. Seu nome era Léo, ele me disse que era novo no prédio, o pai dele era presidente de uma multinacional. Ou seja, percebi na hora que o gato era um “playboy”, pois não precisava trabalhar e , pensei, deve ficar o dia inteiro malhando e indo na praia xavecar as menininhas, pagando de gatão. Percebi que ele não parava de olhar pro meu corpo, foi aí que ele perguntou o que eu mais queria:

- “Porque não vamos depois pra piscina, tomar um sol?” Respondi na hora que sim. Porém, precisávamos terminar de malhar pra “manter tudo em cima”!

Eu tinha terminado de malhar, mas ele ainda não; que vigor, que disposição ele tinha!

- “vou colocar meu bikini enquanto vc termina de malhar”, falei. Fui pro meu apartamento e coloquei um bikini branco, minúsculo, muito sexy. Peguei bronzeador, toalha e óculos escuros, além de uma canga super curtinha.

Cheguei na piscina, e ele estava acabando de malhar. Separei duas espreguiçadeiras para nós, pois estávamos só nós dois na piscina. O calor estava demais. Tirei a canga, botei o óculos escuro. Então pensei, acho que vou ter que esperar o gato ir pra casa se trocar. Mas não. Ele saiu da academia, todo suado, e foi direto pra ducha que ficava na piscina. Comecei a olhar. Em um movimento rápido, ele tirou a camiseta e o calção, ficando só de sunga, uma sunga branca e justa. Me “arrepiei” toda com aquilo (foi só uma força de expressão, claro, pois me depilo toda e não tenho nenhum pelo): Eu já imaginava que ele era sarado, mas fiquei surpresa – era definido, esculpido, abdômen trincado. Perfeito. Não era do tipo “bombado” e “grande”, mas magro, com músculos salientes, definidos e riscados. Não havia sequer uma só gota de gordura naquele corpo, muito menos no abdômen tanquinho; peitoral sarado; cintura esbelta. Zero de calorias, zero de gordura. E também era todinho depilado, e da cor do pecado, além do bumbum dele, todo ajeitadinho. Apesar dos óculos escuros, o safado meio que percebeu que eu estava olhando ele tomar banho na ducha. Então, pra me deixar mais louca ainda, “implicitamente” ele se posicionou na ducha de modo a ficar de frente para mim; começou esfregar o peitoral, descendo a mão pelo abdômen tanquinho e pegando na pica, como se estivesse lavando ela por baixo da sunga. Meu deus, era um monumento, uns 8 anos mais novo que eu. Deu pra perceber o volume na sunga, pois ela estava posicionada de ladinho. Precisava dar pra ele, de qualquer jeito. Senti um fogo entre as pernas, minha buceta estava molhada e em chamas ao mesmo tempo. Depois, ficou de costas pra mim; pude ver o bumbum, o quanto era sexy e malhado; e que costas, que lombo!

Ele mergulhou na piscina e em seguida veio até mim. Deitou na espreguiçadeira e ficamos conversando durante um tempo. Era agradável e bom de papo. Havia um bar na piscina também, e pedimos um refrigerante diet, gelado. Ele, assim como eu, fazia dieta, também, quem dera, com aquele corpinho! Resolvi ir tomar uma ducha também; então pensei, vou provocá-lo do jeito que ele me provocou. Me levantei e fui "desfilando" até a ducha, percebi que ele não parava de me olhar; aquilo me excitava; abri o chuveiro e comecei a me esfregar. Fiquei de frente pra ele, fui passando a mão em mim e cheguei na buceta; coloquei a mão por baixo do biquini, "discretamente", lavando ela , que estava toda depiladinha; virei de costas , deixando bem visível pra ele o meu bumbum com o fio dental. Fiquei imaginando ele vindo por trás, rasgando meu biquini e me comendo ali mesmo, mas é claro que isso era inviável em um local como aquele. Fingi que derrubei alguma coisa, então me abaixei pra pegar, de modo que minha bunda ficasse todinha visível pra ele. Ao voltar pra espreguiçadeira, não pude deixar de notar o volume que estava na sua sunga; ele tentou disfarçar, mas eu agi naturalmente. A conversa estava bem legal, mas nada íntima, foi aí que resolvi dar uma apeladinha. Comecei a passar bronzeador em mim, de um jeito bem provocativo. Percebi que o volume daquela sunga estava aumentando, mas continuei mantendo a postura. Ele ficou meio sem graça, mas percebi a excitação.

- “Pode passar nas minhas costas?”

- “Claro!”

Dei p ele o bronzeador, e ele me pediu pra deitar na esteira. Ele passava e me massageava de leve, sem falar na mão “boba” dele, um hora ele “sem querer” esbarrou no meu bum bum.

- “Desculpe”, disse ele.

- “Imagina!”, disse eu.

Quando terminou, perguntei, por educação, se ele queria que eu passasse nas costas dele. Minha vontade era de passar no corpo dele todo, mas aí ficaria muito “na cara”. Léo concordou, foi daí que resolvi apelar. Pedi pra ele deitar, e comecei bem devagarinho pela nuca e fui descendo. Toquei “sem querer” sua bunda, me desculpei .

Já estávamos no sol a mais de uma hora, e perguntei em qual apartamento ele morava. Era na torre ao lado, mas não era cobertura. Ele me disse que o pai dele tava querendo comprar a cobertura, na mesma torre. Então perguntei:

- “Eu moro na cobertura, porque vc não sobe comigo pra dar uma olhada de como é o último andar?”

- “Ok, pode ser! Mas e seu marido, não tem problema?”

- “Ele tá viajando”.

Léo concordou (é claro), pegamos nossas coisas, vesti minha canga e ele vestiu a toalha e subimos pelo elevador de serviço, pois havíamos saído da piscina.

Enquanto subíamos, senti um forte impulso em “atacar” Léo, tirar a toalha daquele corpo sarado e chupá-lo todinho. Apesar de ficarmos nos olhando discretamente, fiquei pensando se ele realmente estava afim, seria deselegante eu tomar a iniciativa.

Entramos no apartamento, e comecei a mostrar. Conversa vai e conversa vem, falei pra que ficasse a vontade.

- “Me dá a sua toalha, ta meio molhada, vou por pra secar; e me espera lá na cozinha, vamos tomar um refrigerante diet”. Coloquei no varal, e , qdo cheguei na cozinha, ele estava encostado no balcão, só com a sunga e com as mãos posicionadas para trás, de modo a se apoiar no balcão e que ficasse bem de frente pra mim, meio que mostrando implicitamente aquele corpo gostoso e saradinho. Eu também estava só com o bikini. Rolou um silêncio. Eu já não estava mais agüentando de tesão, e ele percebeu que a parte de frente do meu bikini tava pulsando. Fui em direção à geladeira pra pegar os refrigerantes diet, e passei bem pertinho dele, e ele só me olhando. Peguei 2 latinhas, abrimos e começamos a tomar, um de frente pro outro. Ele tomou e, “acidentalmente”, derrubou um pouco no seu corpo, de modo a escorrer pelo peitoral e passando pelos gominhos do abdômen.

- “ops, desculpa! Me distraí, e que vc fica muito gata com esse bikini!”

- “Não tem problema, vamos limpar isso!”

Foi aí que eu laguei a lata de lado e parti pra cima dele. Comecei a chupá-lo loucamente, de modo a “limpar” o refrigerante q havia caído em seu corpo. Chupei todos aqueles gominhos daquele tanquinho, um por um. Ele retribuiu: começamos a nos beijar alucinadamente. Ele tinha apegada forte, começou a passar a mão toda em mim. Desci pelo seu abdômen e comecei a chupar a parte da frente da sunga. Logo, arranquei a sunga dele.

Quando vi aquela pica saltar e endurecer, paralisei. Era enorme, deveria ter uns 25cm, e grossa; fazia tempo que eu não via uma daquelas. Grande e com as veias saltadas, brilhante, duríssima, e totalmente ereta, pronto pra meter. O que me deixou mais alucinada foi que não havia sequer um pelo, Léo depilava o púbis e o saco direitinho. Chupei ela todinha, mamei, beijei, lambi, fiz de tudo.

Léo urrava de tanto tesão. Foi aí que, após chupar, levantei e me afastei. Léo não entendeu, mas minha intenção era , além de vê-lo nu sem a sunga, de frente, virei de costas pra ele, e, num movimento leve com o dedo, coloquei o fiozinho do meu bikini de lado, de modo que ele visse minha buceta escorrendo.

- “Vem Léo, vem com tudo, coloca sua vara aqui, não agüento mais de tanto tesão”

Ele veio por trás e praticamente rasgou meu bikini; me penetrou com força na buceta, estocando rápido. Trocamos de posição, e passamos a meter de frente. Dei um gemido alto quando ele novamente enfiou sua pica em mim. O que me excitou mais ainda era o fato de estarmos suados, depilados, estava “a flor da pele”. Eu gemia, tava alucinada. Léo também. Ele tinha uma capacidade física atlética, e tava conseguindo manter a pica dura, ou seja, demorando par gozar. O tesão era muito, eu já tava quase gozando. Foi quando percebi que ele iria gozar. Olhei bem pra ele e disse, numa voz baixinha e sexy:

- “Vai meu saradinho gostoso, goza pra mim, goza! To gozando bem na cabeça do seu pau... Solta essa porra pra eu poder sentir!”

- “Aaaaahhhhhhhh!!!!!!! Delíciaaaaaaa!!!

Não precisei repetir o pedido. Ele gozou tanto, mas tanto, que começou a escorrer porra pra fora... já não tinha mais por onde entrar. Foram de 7 a 8 esporradas, 7 a 8 jatos, longos e fartos.

Depois que gozamos loucamente, como dois atletas sexuais, bateu um leve cansaço; afinal, malhamos a manhã inteira, ficamos na piscina e trepamos; mas não será isso que nos impedirá, pois queríamos mais, muito mais. Queria foder o dia inteiro com Léo.

Como não havíamos comido nada, preparei um shake de açaí com frutas para nós. Tomamos na cozinha e em seguida fomos descansar um pouco no sofá da sala; estávamos bem relaxados, começamos a conversar, dar umas risadinhas, nos beijamos um pouco, nos acariciamos... alguns minutos depois, estávamos prontos e revigorados pra outra “performance”

Comecei a chupar o corpo dele, começando pelo pescoço; a rola já estava dura e pulsante. Desci pelo tanquinho e mamei na pica. Léo estava arrepiado, louco. Passei a língua pela base até subir pela glande (a cabeça vermelha), e dei um beijinho de leve; havia um resíduo de porra, o cheiro e o gosto estavam deliciosos; fiquei com vontade de experimentar uma dose maior. Coloquei toda ela na boca, fazendo movimentos de vai e vem; como era muito grande, engasguei um pouquinho, mas logo fui pegando o jeito. Léo também queria me chupar, e mudamos para um 69. Ao sentir a língua dele me masturbando, me excitei cada vez mais, e aumentei a velocidade da chupeta; ambos estávamos gemendo de tesão, mas eu cheguei lá primeiro. Minhas pernas amoleceram, mas eu não podia parar de chupar aquela pica, não antes de beber todo o “leitinho”. Quando percebi que ele iria gozar, passei a chupar apenas a glande.

- “AAAAahhhhh!!!!!”

Ele esporrou novamente, jorradas. Fiz questão de mamar tudinho.

Depois dessa gozada, descansamos um pouquinho, um agarradinho no outro. Cochilamos um pouco, e logo acordei com o Léo me chupando; eu tava meio cansada, mas ele pelo jeito não. Acariciou e chupou meus seios, meu pescoço e minha bundinha; a pica estava dura de novo, comecei a me animar, e retribuir. Como ele tava por cima, nada melhor que um “papai- mamãe”; ele penetrava com vontade, e, devido à posição, entrelacei minhas pernas atrás do bumbum durinho dele, além de arranhar suas costas conforme ia me excitando. Logo tive um orgasmo, e os gritos e gemidos de tesão estavam saindo descontroladamente da minha boca. Léo gozou, esporrou. Mas percebi que o pau ainda estava duro; sem tirar da minha buceta, ele foi bombando e penetrando com mais força ainda...

- “Que performance vc tem! Vai gostoso, mete mais, quero mais!! AAAAAhhhhhhh!!!”

5 minutos depois , outra gozada farta.

Durante a foda, perdemos a noção do tempo; estávamos ali umas 4 horas, sem parar. Dormimos profundamente, durante umas 2 horas, nus e agarradinhos um no outro. Depois fomos tomar um banho, na hidromassagem que meu marido havia comprado há mais ou menos uma semana. Resolvi estrear com Léo. Enchi ela, entramos e começamos outra tranza! Foi demais!

Depois do banho, pegamos um o telefone do outro e nos despedimos com um beijinho. A partir desse dia, nossa rotina foi sempre essa, todo o dia: íamos malhar, pegávamos uma piscina e trepávamos o dia inteiro no meu apartamento, isso é claro quando meu marido viajava, o que era quase sempre, rsrsrs!! Mas tínhamos de ser discretos, pois a empregada também não podia descobrir; nos dias em que ela vinha, íamos sempre pra um motel; meu cartão de crédito sempre estourava, mas isso não era problema pro meu marido, que bancava tudo sem saber o que estava bancando.

Com um macho gostoso e saradinho daqueles, nem precisei mais dos vibradores e do boneco inflável, joguei tudo fora.

Então é isso, substitui aquele “acém cheio de gordura” do meu marido por um “filé de frango grelhadinho, gostoso e light, sem calorias”, rsrsr!!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/05/2019 14:20:23
Show
20/03/2014 20:52:22
bom conto me mande o video
05/02/2014 16:48:37
Apresentação Carlos um homem bem adiante do meu tempo. Três amigos Carlos, Marta, Fabiano que curtem sexo, não desejamos expor nossa imagem em casas de swing, clubes ect, porque não expor nossa imagem, como tantos fazem um dos motivos digamos que pertencemos a um seguimento religioso e desta forma com dogmas a ser seguidos. Penso que como nos algumas pessoas tem seus motivos e não podem se expor, adoram sexo desejam sexo todos os dias, mas não desejam expor sua imagem na rede ou em circuito fechado pois podem vazar para rede. Então resolvemos nos organizar dentro de uma irmandade, não inventamos nada apenas aprimoramos o que já existe, vejamos mesmo no século 21 temos sociedades fechadas. Por outro lado temos pessoas com relacionamento estável, Mulheres, noivas com namorados, casadas, Homens casados com aproximadamente entre 1 a 50 anos de relacionamento estável, uma família estruturada, mas que o parceiro (a) já não rende tanto como antes creio que você entendeu, estas pessoas desejam apenas sexo, e seu parceiro não aceita outra pessoa cito sexo a três, estes casais não desejam terminar seu relacionamento nem pensão em terminar, como resolver este dilema dentro de uma Irmandade. Solteiras e Solteiros são bem vindos, nosso filosofia de vida sexo com respeito, segurança, (sem o valor financeiro como moeda de troca) sexo sem pagamento, sexo por prazer e afinidade, sexo por amizade. Etnia são todas bem vindas, sua cor, seu porte físico, seus quilinhos a mais ou a menos, sua beleza física, não somos amigos de pessoas usando este critério, então não se preocupe para nos o mais importante e seu caráter, seja você travesti, mulheres bissexual, Passivos. Século 21 temos mulheres e homens que desejam sexo com segurança e ficam em duvida aonde buscar este prazer com total privacidade de sua imagem, dentro de uma Irmandade vocês vão ter. OBS, todos sem exceção são bem vindos a Irmandade seja bem vinda, seja bem vindo a Família. Primeiro contato por e-mail não coloque seu e-mail em nosso perfil, pois desta forma você se expõe, seu endereço virtual e todos ficam sabendo e passam a ter acesso a você. Tem duvidas pergunte Um abraço Carlos. Em prevê nosso site Perguntas ou
04/01/2014 19:37:57
Conto excelente, mto bom msm! Me adicionem ae gatas :
29/12/2013 16:49:08
Muito bom, parabéns, http://drmenage.blogspot.com.br/.
24/12/2013 06:42:07
Que delicia de conto... fiquei louco do começo ao fim Parabéns, se quiser dar uma volta aqui em sampa rsrs leia os meus tb bjs whatsapp

Online porn video at mobile phone


relatoeroticoloiraas coroa que fumo um maço de cigarro pornôfilmes com policial corrupto traçando As Neguinha na favelaConto erótic com meninas de 12 com dog Vampiros-Casa Dos Contos zdorovsreda.rusexo em familìa safadao ver novinha de roupas curta e fica b punheta pensando nela e ela nao gostouuma japonesinha muito novinha demais minha tomando banho padrasto ver ela peladinha novinha demais virgem era virgem peitinho pequeno demais peiteira é muito novaquero ver história e foto de boiadeiro comendo o cu do outro boiadeiro metendocorno eu confessomeu amigo e eu comemos minha irmaxvideofofoqueira.mim.da.a.bucetapicudod/contostirando toda a roupa e causinha fiu dentau vidioswww.xvideotitio/comedorxvideos pretinha arriando o shorte na ruaO doce nas suas veias - (Capitulo 13)-zdorovsreda.ruxvideo arrombando o cuzinho preto nao pagou o aluguel levou rola no cuacabei liberando cu pro primo masnaogaycontos eroticos feminizaçao do garotinho maePeido d bao xxvideosautor,Vamp19-Contos Eróticoseu quero ver homens e mulheres se beijando pelado e como colocou o piru na no bumbum da minha ficou salgado se beijando peladoscontos eiroticos leilapornliberei meu cuzinho virgem para o amigo do meu marido/contos reaisx vodios popas e bosrtonamtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1porno mulher malabarista da o cu no circoxvideos essa mulher fezes 32 homens de trouxaa aula terminou iih eu fiquei na sala na siririca no xvideomenina grita esta doendo e ta se cagando anal pornai ta machucando meu utero caralho vai devagacontos eroticos com novinhas bucetudas e treinas pra fuderFui descabaçada por um pirocudo e ele ainda gozou dentro da minha bucetinhatransando com o principe e o lobo mauxvideos com a mulher. x vidioscom o peito grande e o xiri bruto em portuguescontos eroticos sou safada mostrei meu cu para amiga como estava largoamarrei a travesti pisuda e sentei e mamei na sua vara boachorei no cavalete contos eroticospai nua finha venha cu e conafavelada com ancas larga sendo fudidaconto erotico no prontosocorrox vidio pinto arregassano bucetameu padrasto tirou minha calcinha e comeu meu cuzinhofotos meninas gostosas enclinao exibidas gostosaaconto de arrombaram o meu cu me dando dinheirouolcomo o penis penetra o anuscarolzinha ninja trepanoporno fabiana e pisudosmae de filho gozando muito com brutamonte e corno filmando xnxxnovinho da pica lamecadacracudas da beira do rio amazonas nuasvideo de namorado fasendo gostozinhocontos minhas amigas fizeram uma festa e me comeram com consolo elétricomulher passa margarina ela pelada e no cu bem gostosocontos minha esposa e seu ginecologistafui ao banheiro e o negão mostrou sou pau não resisticontos eroticos rapidinha com sobrinhotarada nuonibucomi a mulher do meu cunhado contos fodendoirmazinha novinha gostozinha depois mãe saicontos erotico,meu genro me enrrabou dormindoconto erotico dominador pauzudoxvideo br homem es turpa mular na casadelaWww,sexo,conto,erotico,meu,avo,e,bigdotado,com,brQuero assistir filme pornô brasileiro das Panteras pai vendo a filha tomando banho no banheiro e fica olhando ela nua de espinhascontos eróticos fingi que estava bêbada e liberei o cuzinhopau grosso atolado cuda lindinhaporno doidmae dando cu p filhofùdendo minha irmã gostosamulher falando conterot c* de cavaloconto e roticos comadre de vestidocontos gay de conxinha com o idoloconto crente com fogo na bucetafilha da buceta cabeluda dando banho no pai doente e trazAcom eleXvideo nao sabia que aquendaria aquele mostro no meu cusinho vou contar como foiquantos centímetros tem o penes do pro boteinonegao picudo estrupou novinha nao aguentouxvideo.compulheta cueca apertadaNecsEexxividio casada gozado convoltadegarotos novinho dançante carinhosa com um homemxvidio.com homem com caralho monstro arregac;a buceta da branquinha novinhaXvideos shortinhos desfiadinhosfis sex com minha visinha xvideo no becosuper dotado encosto a moreninha bunduda na padaria e ela gemeu muitogay casa dos contose apaixonei pelo idiota da faculdadecontos de filho encoxando mae no onibushttp://comto erotico massagista erotica colocando dedo no c da menina virgempegando cachorro na rua pra praticar zoofiliacarolzinha baixinha trepanovagabundas chupano pau muitocabeçudaContos eroticos sou obrigada a fazer nojerascache:3A3-3V1yYz4J:gtavicity.ru/tema/choro%20na%20vara%20a%20x%C3%B3linha%20! conto crente com fogo na bucetacontos de podolatria com sandalia de salto fino