Dando pro titio (me fudi!)

Um conto erótico de ladrao
Categoria: Homossexual
Data: 08/03/2012 15:21:35
Nota 9.23

Droga, alem do cu arrombado, tomei porra na boca!

Chegamos no sitio e meu tio, me convocou imediatamente para ajuda-lo a descarregar tudo o que tinhamos trazido de casa. Tiramos tudo o que era de comida do carro, e fomos arrumando nas prateleiras e na geladeira. Tio Dal pegou uma das caixas de cerveja e ja foi colocando no freezer, falando que aquelas seriam para consumo imediato, para facilitar todo o serviço. Fiquei meio na duvida a que serviço ele quis se referir, pois falou aquilo, me olhando de uma forma muito estranha. Já estava me sentindo todo arisco com tudo o que tinha ocorrido na viagem para o sitio, dentro do carro do meu puto do meu tio. Aquela vibe de me por pra chupar o kcete dele, me deixou louco de tesão, com o caralho estourando de duro, mas a cabeça tinha ido pras nuvens!! Fiquei bem bolado, mas ja estava legal de novo. Não poderia esqueçer nunca que meu tio é muito gente boa e que ele não me forçou a fazer nada do que eu, la no fundo, não queria.

Qdo acabamos de arrumar tudo, meu tio, veio com a ideia de cairmos na piscina, pois parecia que a agua clarinha e bem gostosa dela, estava nos chamando.

Tio Dal, tirou a bermuda que estava usando e sem cerimonia nenhuma, ficou todo pelado, ainda com o kcete dele, melado de porra e da minha boca e se jogou com tudo na piscina, em um mergulho, perfeito.

- não vai vir, não, garoto?

- esta agua deve estar fira, tio!

- ta nada! Tá uma deliçia. Ta com medo de ficar pelado com seu tio do coraçao, aqui na piscina? relaxa, so estamos nos dois aqui, além do mais, não posso pensar em ver vc pelado que meu kcete ja da sinal de vida. Quer ver?

- quero ver porra nenhuma, ja basta o que eu fiz no carro, to fora!

O safado, começou a expor o corpo fora da agua e o caralhão dele, emergiu como um submarino, procurando por um lugar seguro pra poder atracar. Claro que na cabeça dele, este lugar era meu cuzinho. Sentei na borda da piscina, como que hipnotizado por aquele corpo e por aquele pau que parecia que não existia outro lugar para olhar. Fui ficando de pika dura também e um frio ou um nervoso, foi tomando conta de mim e como se tudo o mais, fosse ficando sem importancia, como se naquele momento só contasse eu e meu tio.

- pula logo nesta porra, sobrinho! Sei que tu ta louco pra vir brincar com o titio, como faziamos, qdo vc era um pirralhinho e eu te carregava no colo. Vem pro titio te dar colo de novo, vem!!

- fica zuando não, tio dal, to aqui na minha. E tu fica de sacanagem, me mostrando este caralho duro e grandão, que tu fez eu chupar no teu carro e que ainda goxou na minha boca, porra!

- e foi ruim?

- não, não foi, mesmo! Mas, agora tu quer que eu chupe de novo?

- vc quer chupar de novo, garoto?

- quero, mas to com medo. to com medo de não querere só chupar. To sentindo umas coisa que nunca achei que sentiria, tio, e to com medo disto tudo.

- bobo, relaxa, vem pra ca, vem! Vc sabe que eu te adoro e não vou fazer nada que possa te deixar bolado. OLha como tudo isto esta me deixando. Vem aqui, segura na pinha pika, deixa eu te abraçar e fazer vc sentir o calor do meu corpo e do meu caralho nestas tuas pernas e bundinha.

Me soltei pra dentro da agua e fui aparado pelos braços fortes de meu tio Dal. Nos braços dele, me senti seguro e como se todo o medo tivesse sumido em um passe de magica. Meu caralho duro bateu no kcete dele, e eu me arrepiei, todo. A boca carnuda de meu tio, encostou na minha e nos entregamos a um beijo deliçioso e prolongado. ao mesmo tempo que o safado o puto beijava minha boca sua mão corria na minha bunda, como se demarcando o territorio que por ele seria usado dentro em pouco. Segurei, agora ja sabia que não dava mais pra fugir, firme no caralho dele, e fui massageando aos poucos e por incrivel, que possa parecer o pau daquele louco, aumentou ainda mais de tamanho. ele me virou de frente para a borda da piscina e vem com tudo esfregar aquele pika dura e muito grande na entradinha do meu cuzinho. Levei um susto enorme, queria parar, queria sair dali, mas não tinha forças, algo muito maior que minha vontade me fazia ficar ali, mesmo!!

- Nossa, Dal, que é isto que esta rolando, caralho!? Que deliçia esta tua pika dura batendo no meu cuzinho.

- Deixa o titio ser dono desta bundinha, vai meu menino lindo. Vc sabe que sempre foi o meu preferido e que a partir de agora, vai ser todo meu, pra sempre.

O safado do irmão de meu pai, virou minha cabeça em sua direçao me beijou novamente e me convidou para irmos para as cadeiras longas que temos em volta da piscina. Dal, me colocou sentado e veio com aquele pika enorme em direçao a minha boca, instintivamente, fechei os olhos e abri os labios para poder alojar novamente aquela cabeça gostosa sobre a minha lingua e degustar cada centimetro daquela vara. O meu tio, segurou minha cabeça e eu ainda um pouco assustado olhava fixamente para os olhos dele e só sentia ele ir aos poucos aumentando o ritmo e a velocidade com que começou a fuder minha boca. Meu pau juntamente com meu coração parecia que iria estourar cada um por um motivo diferente. Mandei bem devagar um punheta no meu caralho e o melado que saia da minha pika dura, dava pra lubrificar um monte de cu e buceta, sem duvida. Era muito liquido saindo do meu pau.

- gostoso do tio Dal, levantas as perinhas pro tio, vai! Quero chupar muito gostoso este teu cuzinho, deixar este reguinho todo lubrificado e depois com muito carinho ir metendo bem gostoso dentro deste tu cabaço.

- Dal, eu não vou aguentar esta porra do teu kcete, ele é muito grande! olha o tamanho da cabeça deste pau! tu vai me arrombar, meu!

- vou não, Luiz! titio vai com carinho e logo, logo vc vai descobrir que os cuzinhos aguentam muito mais do que vc imagina.

Meu tio, se ajoelhou na minha frente, colocou minhas pernas sobre seus ombros, expondo desta forma o meu cuzinho, todo rosadinho e com toda as suas preguinhas e mandou sem pena aquela lingua quente sobre o meu cuzinho. Ja tinha batido punheta, ja tinha brincado com os peitinhos da Dayse, ja tinha chupado, eles. Já tinha metido meus dedinhos na bucetinha dela. Sabia por outras pessoas que foda era algo que deixa a gente sem pensar. Mas, nada, nada mesmo se comparava aquilo que eu estava sentindo agora. Fiquei alucinado, só queria saber de gemer e apertar a ponta da lingua do meu amado tio dentro do meu cuzinho. Aquilo, tudo estava a cada vez mais me deixando cheio de vontade de poder receber aquela pika linda grossa e grande, toda enterrada no meu cuzinho.

Gemi, rebolei o rabo na boca do puto do irmão do meu pai, pedi pra que não parasse nunca mais, que fizesse comigo o que ele bem quisesse e que eu ja não sabia mais nada do que era certo ou errado. Mas, que eu tinha somente uma certeza: queria muito dar meu cu para aquele homem.

Dal, ao mesmo tempo que fudia meu cuzinho com sua lingua, brincava com a polpa do seu dedo medio na entradinha do meu cuzinho. Aquilo, me deixava louco de tesão e aos poucos fui sentindo, pela primeira vez na vida, algo ir entrando gostoso no meu cuzinho. Qto mais ele me linguava e brincava com seu dedo no meu cuzinho, mas eu sentia vontade de rebolar pra provocar aquele homem, agora meu macho, definitivamente.

Pedi, sem nenhum pudor, que um cu virgem possa ter, para ser fudido o mais rapidamente por aquele caralho enorme que meu tio me mostrava duro e babando.

Meu homem (agora ja fudeu tudo mesmo, vou chama-lo assim)me virou de ladinho e com carinho, postou a cabeça daquela pika dura na entradinha do meu cuzinho e com um misto de força e de cuidado, foi metendo gostoso, pra dentro de mim. Mentira se falase que não doeu, que foi tudo tranquilo, que eu só senti prazer. Mentiria. Mas, mentirai também, se falasse que pedi para que ele parasse, que deixasse meu cuzinho em paz. Senti a cabeça grande e roliça daquela pika ultrapassar o anelzinho do meu cu, fazendo com que depois disto, somente o saco pararia a entrada daquele kcete maravilhoso, pra dentro de mim.

Meu tio Dal, mostrou-se um amante, carinhoso, cuidadoso comigo e ao mesmo tempo firme e seguro na arte de fuder um cu. Suas estocadas firmes depois que eu me acostumei com aquela rola dentro do meu rabinho, me deixava louco de tesão e somente uma coisa era o que eu lhe pedia: - meti mais tio, quero tudo, fode gostoso o cuzinho deste teu sobrinho safado, vai!!

- pode deixar meu gostoso, não quero perder nada enquanto fodo esta tua bunda linda. menino putinho! Vai abre mais o cuzinho pra poder receber todo o caralho que é teu, vai. Isto, sente o titio, te rasgando com carinho este teu cuzinho virgem, todo atolado nesta minha pika dura.

- não para porra, fode mais! Me mete tudo, vai! Quero sentir estas tuas bolas batendo na minha bunda, quero saber que só o teu saco esta de fora do meu rabinho. Por favor, me faz sentir tudo, tio!!

- para, muleque, assim, eu não vou resistir e vou encher este teu cuzinho com todo o meu leite que tu possa receber. Sente a rola do teu tio, crescendo dentro do teu cuzinho, olha como esta dilatada a cabeça da pika, que vai encher este cuzinho de porra, quente.

Enquanto falavamos sobre o que estavamos sentindo e desejavamos, meu tio foi aumentadndo a velocida de estocada e seu caralho não parava de entrar e sair do meu rabinho. Meu pau, nunca tinha o visto tão duro. Somente uma vontade eras maior do que gozar. Dar prazer para aquele homem, que estava me mostrando como poderia ser muito bom, ter um caralho metido dentro do cuzinho.

Não demorou muito para que a respiraçao de meu tio, ficasse cada vez mais ofegante e sua força quase fora do controle me apertando a lateral da bunda e o meter fundo cada vez mais violento. Reiniciei uma punheta enquanto procurava aperta a pika do meu amado tio, com meu cuzinho. Acho que ele notou todo o meu empenho em lhe dar prazer, também, e com um hurro forte e um tremilicar do seu corpo, fui sentindo que ele estava gozando dentro de mim.

Um beijo forte e carinhoso, foi o sinal de que estavamos, os dois pela primeira vez, derramando um pelo o outro as suas porras!!

Meu cuzinho, todo arrombado, e um pouco dolorido! Eu totalmente satisfeito com a foda que eu tinha sido fudido pela primeira vez, por um caralho maravilhoso, como o do meu tio Dal. Titio, jogado no chão olhava com um sorriso no rosto pra mim e segurava minha mão, mostrando todo o afeto que sempre teve por mim!!

Assim, perdi meu cabaço do cu, mas isto não acaba aqui. Tenho outras coisas que fiz com meu tio Dal, muitas mesmo!!


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/07/2016 13:46:48
tio gostoso, sobrinho mais ainda....
13/10/2012 01:36:47
delicia de conto
09/03/2012 09:30:04
Continua logo kara teu conto ta muito bom
09/03/2012 02:29:54
mtuu bem
08/03/2012 23:10:53
Que bom cara, uma nova série. parabéns, está ótima, continua logo.
08/03/2012 18:33:55
MERDA TOTAL. VAI SE TRATAR CARA
08/03/2012 15:59:19
Muito bom kara notameu msn
08/03/2012 15:48:52
Nossa, maravilhoso.Queria muito ter um sobrinho safado e viadinho como voce, eu faria ela gozar muito .

Online porn video at mobile phone


conto erotico gay vovo deu leite pro netinhocontos de tio comedor esobrinho novinho gaymeu cuzinho amanheceu melado e doendo contos gayEu tava em casa com meu amigo no sofá ai minha esposa saiu do quarto peladinha ai ela deu a buceta a nois dois casa dos contosConto erotico o tarado do viagra tracou o valentãocoroa mais safada q conhesonao aguentei cumi a minga cunhada ali mwsmosou casada e dei o cu para outro homempornô panteras tio começa o vinho depois que eu chego em casawww.xvideos- GAYZINHO loirinho.e gosta de dar somente uma chupadiha no peniz gigante ate gozar em um viadinho .comconto gay do pedreiro que comeu o branquinhovideos porno velhor comedor da cabeça do pau rombudameu tio me comeu contosai ta machucando meu utero caralho vai devagabuceta dq mulher esgacada ganhanfo brbeboa noite cinderela dando o cuMinha Esposa Gordinha Rabuda Me Coloca Chifres Casa dos Contosconto erotico sexo bruto com 2homemconto erotico gay o policial do giromarido fazendo covardia com a buceta da esposaNao aguntei ver s biceta da minha irman debaixo da saiadesfile de novinhas de fiu dentaurelatos selvagens de zoofilia com cachorrocontos eiroticos leilaporneu falei o homem que foi quietinho garrou a mulher à força dentro de casa escondida e estuprou ela f**** com ela transou com ela à forçaConto no interior vi mamae pelada ela disse vou te capa cacetudoliberei minha esposaesposas pedem para estranhos tirar camizinha pra gozar bucetao delascontos esposa pelada na ruasexo ! ! tresloucado ♥♡ gostosax vidio comtos eroticos flaguei mamãe exvidreo menuna nuaxvideos estrupo a adigogada em2 marmangosxividio vo xorAdois homens a baterem punheta fantaziando ate gozarxvideo irma de shortinho desabotoadoHistórias Eróticas de velho com siliconadaso fotos de gueis novihos dotadosContos eroticos namorada sentido pinto grandex vidio menina de menor batendo punetadai e derse de caminas xvideosmulher bundona camsola curtinha trepand pornodoidox vodios popas e bosrtonaNecsEexcontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeContos eroticos cruzar nosso são bernardoconto erotico desejo pelo cunhadomulher no cio prática zoofilia com cachorrada da rua contos zoofiliatia ensinando osobrinho acome bocesta seso videu reau azeiroContos eroticos transando com sobrenaturalmãe chega do serviço e faz a sua filha dando o c****** no XVídeo ela ainda virgem nunca tinha dado minha b***** nem um pouquinho e ela Fraga fica Vista irritada e entra na bagunçacontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornosvidros prno insetos fodendo mae emprensada coroas do sapsapealiando la vagina a mi primacontos erticos novinhos roludos comendo coroasminha entiada loca pra da apenas dez aninhos contos eroticosjojo todinho nuametendoVideo de porno com teste de fuga lidade com tia rabo grandewww.porno novinha dormindo no sofa amigo abril o botaoda calcawww.contoerotico.pai e filha a prendendo a dirigifiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosdei a xoxota para irmaoxvideo nigro xxxvvnxvedeo as 20 mehores gozadagosando na cara da alemao no xisvidioporno negao fas muleca grintacasal fudeno no banho de fiu dentalContos swing minha comadre e eu desfilando de calcinha para nossos maridoseu chorei pedi pra parar mas ele metia contocontos eroticos de mulheres de vestido sendo estrupadasvídeo do acidente de Goku comendo cabeludofotosde travesti peitudo ecusaoenpregada safada acedia filho do patrão e coloca sua filha para participar do sexo xvideoporno pai brincando de fazer cocegas na filhachupo e emguliu apora toda xvideoscachorro nao queria mas degrudar da mulher zoofilia video pornicontos eroticos narrados em wiotube filho assonda mae nuacontos eroticos corno bebado esposa com fogo no rabo amigo roludoGeisy Arruda mostrando a buceta alteradaconto gay contei pra ele que queria dar pra eleContos eróticos de tulaNovinHa motra cacinha saiasenti opau inchar e e a porra saindo em jatos quentenovinhas.abrir.buzentavídeo de morcinha fudemoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhavídeo do Bob Esponja possuído que mata um short aqui tchau coisa possuído Entendeu Tchau