Dando pro titio (me fudi!)

Um conto erótico de ladrao
Categoria: Homossexual
Data: 08/03/2012 15:21:35
Nota 9.23

Droga, alem do cu arrombado, tomei porra na boca!

Chegamos no sitio e meu tio, me convocou imediatamente para ajuda-lo a descarregar tudo o que tinhamos trazido de casa. Tiramos tudo o que era de comida do carro, e fomos arrumando nas prateleiras e na geladeira. Tio Dal pegou uma das caixas de cerveja e ja foi colocando no freezer, falando que aquelas seriam para consumo imediato, para facilitar todo o serviço. Fiquei meio na duvida a que serviço ele quis se referir, pois falou aquilo, me olhando de uma forma muito estranha. Já estava me sentindo todo arisco com tudo o que tinha ocorrido na viagem para o sitio, dentro do carro do meu puto do meu tio. Aquela vibe de me por pra chupar o kcete dele, me deixou louco de tesão, com o caralho estourando de duro, mas a cabeça tinha ido pras nuvens!! Fiquei bem bolado, mas ja estava legal de novo. Não poderia esqueçer nunca que meu tio é muito gente boa e que ele não me forçou a fazer nada do que eu, la no fundo, não queria.

Qdo acabamos de arrumar tudo, meu tio, veio com a ideia de cairmos na piscina, pois parecia que a agua clarinha e bem gostosa dela, estava nos chamando.

Tio Dal, tirou a bermuda que estava usando e sem cerimonia nenhuma, ficou todo pelado, ainda com o kcete dele, melado de porra e da minha boca e se jogou com tudo na piscina, em um mergulho, perfeito.

- não vai vir, não, garoto?

- esta agua deve estar fira, tio!

- ta nada! Tá uma deliçia. Ta com medo de ficar pelado com seu tio do coraçao, aqui na piscina? relaxa, so estamos nos dois aqui, além do mais, não posso pensar em ver vc pelado que meu kcete ja da sinal de vida. Quer ver?

- quero ver porra nenhuma, ja basta o que eu fiz no carro, to fora!

O safado, começou a expor o corpo fora da agua e o caralhão dele, emergiu como um submarino, procurando por um lugar seguro pra poder atracar. Claro que na cabeça dele, este lugar era meu cuzinho. Sentei na borda da piscina, como que hipnotizado por aquele corpo e por aquele pau que parecia que não existia outro lugar para olhar. Fui ficando de pika dura também e um frio ou um nervoso, foi tomando conta de mim e como se tudo o mais, fosse ficando sem importancia, como se naquele momento só contasse eu e meu tio.

- pula logo nesta porra, sobrinho! Sei que tu ta louco pra vir brincar com o titio, como faziamos, qdo vc era um pirralhinho e eu te carregava no colo. Vem pro titio te dar colo de novo, vem!!

- fica zuando não, tio dal, to aqui na minha. E tu fica de sacanagem, me mostrando este caralho duro e grandão, que tu fez eu chupar no teu carro e que ainda goxou na minha boca, porra!

- e foi ruim?

- não, não foi, mesmo! Mas, agora tu quer que eu chupe de novo?

- vc quer chupar de novo, garoto?

- quero, mas to com medo. to com medo de não querere só chupar. To sentindo umas coisa que nunca achei que sentiria, tio, e to com medo disto tudo.

- bobo, relaxa, vem pra ca, vem! Vc sabe que eu te adoro e não vou fazer nada que possa te deixar bolado. OLha como tudo isto esta me deixando. Vem aqui, segura na pinha pika, deixa eu te abraçar e fazer vc sentir o calor do meu corpo e do meu caralho nestas tuas pernas e bundinha.

Me soltei pra dentro da agua e fui aparado pelos braços fortes de meu tio Dal. Nos braços dele, me senti seguro e como se todo o medo tivesse sumido em um passe de magica. Meu caralho duro bateu no kcete dele, e eu me arrepiei, todo. A boca carnuda de meu tio, encostou na minha e nos entregamos a um beijo deliçioso e prolongado. ao mesmo tempo que o safado o puto beijava minha boca sua mão corria na minha bunda, como se demarcando o territorio que por ele seria usado dentro em pouco. Segurei, agora ja sabia que não dava mais pra fugir, firme no caralho dele, e fui massageando aos poucos e por incrivel, que possa parecer o pau daquele louco, aumentou ainda mais de tamanho. ele me virou de frente para a borda da piscina e vem com tudo esfregar aquele pika dura e muito grande na entradinha do meu cuzinho. Levei um susto enorme, queria parar, queria sair dali, mas não tinha forças, algo muito maior que minha vontade me fazia ficar ali, mesmo!!

- Nossa, Dal, que é isto que esta rolando, caralho!? Que deliçia esta tua pika dura batendo no meu cuzinho.

- Deixa o titio ser dono desta bundinha, vai meu menino lindo. Vc sabe que sempre foi o meu preferido e que a partir de agora, vai ser todo meu, pra sempre.

O safado do irmão de meu pai, virou minha cabeça em sua direçao me beijou novamente e me convidou para irmos para as cadeiras longas que temos em volta da piscina. Dal, me colocou sentado e veio com aquele pika enorme em direçao a minha boca, instintivamente, fechei os olhos e abri os labios para poder alojar novamente aquela cabeça gostosa sobre a minha lingua e degustar cada centimetro daquela vara. O meu tio, segurou minha cabeça e eu ainda um pouco assustado olhava fixamente para os olhos dele e só sentia ele ir aos poucos aumentando o ritmo e a velocidade com que começou a fuder minha boca. Meu pau juntamente com meu coração parecia que iria estourar cada um por um motivo diferente. Mandei bem devagar um punheta no meu caralho e o melado que saia da minha pika dura, dava pra lubrificar um monte de cu e buceta, sem duvida. Era muito liquido saindo do meu pau.

- gostoso do tio Dal, levantas as perinhas pro tio, vai! Quero chupar muito gostoso este teu cuzinho, deixar este reguinho todo lubrificado e depois com muito carinho ir metendo bem gostoso dentro deste tu cabaço.

- Dal, eu não vou aguentar esta porra do teu kcete, ele é muito grande! olha o tamanho da cabeça deste pau! tu vai me arrombar, meu!

- vou não, Luiz! titio vai com carinho e logo, logo vc vai descobrir que os cuzinhos aguentam muito mais do que vc imagina.

Meu tio, se ajoelhou na minha frente, colocou minhas pernas sobre seus ombros, expondo desta forma o meu cuzinho, todo rosadinho e com toda as suas preguinhas e mandou sem pena aquela lingua quente sobre o meu cuzinho. Ja tinha batido punheta, ja tinha brincado com os peitinhos da Dayse, ja tinha chupado, eles. Já tinha metido meus dedinhos na bucetinha dela. Sabia por outras pessoas que foda era algo que deixa a gente sem pensar. Mas, nada, nada mesmo se comparava aquilo que eu estava sentindo agora. Fiquei alucinado, só queria saber de gemer e apertar a ponta da lingua do meu amado tio dentro do meu cuzinho. Aquilo, tudo estava a cada vez mais me deixando cheio de vontade de poder receber aquela pika linda grossa e grande, toda enterrada no meu cuzinho.

Gemi, rebolei o rabo na boca do puto do irmão do meu pai, pedi pra que não parasse nunca mais, que fizesse comigo o que ele bem quisesse e que eu ja não sabia mais nada do que era certo ou errado. Mas, que eu tinha somente uma certeza: queria muito dar meu cu para aquele homem.

Dal, ao mesmo tempo que fudia meu cuzinho com sua lingua, brincava com a polpa do seu dedo medio na entradinha do meu cuzinho. Aquilo, me deixava louco de tesão e aos poucos fui sentindo, pela primeira vez na vida, algo ir entrando gostoso no meu cuzinho. Qto mais ele me linguava e brincava com seu dedo no meu cuzinho, mas eu sentia vontade de rebolar pra provocar aquele homem, agora meu macho, definitivamente.

Pedi, sem nenhum pudor, que um cu virgem possa ter, para ser fudido o mais rapidamente por aquele caralho enorme que meu tio me mostrava duro e babando.

Meu homem (agora ja fudeu tudo mesmo, vou chama-lo assim)me virou de ladinho e com carinho, postou a cabeça daquela pika dura na entradinha do meu cuzinho e com um misto de força e de cuidado, foi metendo gostoso, pra dentro de mim. Mentira se falase que não doeu, que foi tudo tranquilo, que eu só senti prazer. Mentiria. Mas, mentirai também, se falasse que pedi para que ele parasse, que deixasse meu cuzinho em paz. Senti a cabeça grande e roliça daquela pika ultrapassar o anelzinho do meu cu, fazendo com que depois disto, somente o saco pararia a entrada daquele kcete maravilhoso, pra dentro de mim.

Meu tio Dal, mostrou-se um amante, carinhoso, cuidadoso comigo e ao mesmo tempo firme e seguro na arte de fuder um cu. Suas estocadas firmes depois que eu me acostumei com aquela rola dentro do meu rabinho, me deixava louco de tesão e somente uma coisa era o que eu lhe pedia: - meti mais tio, quero tudo, fode gostoso o cuzinho deste teu sobrinho safado, vai!!

- pode deixar meu gostoso, não quero perder nada enquanto fodo esta tua bunda linda. menino putinho! Vai abre mais o cuzinho pra poder receber todo o caralho que é teu, vai. Isto, sente o titio, te rasgando com carinho este teu cuzinho virgem, todo atolado nesta minha pika dura.

- não para porra, fode mais! Me mete tudo, vai! Quero sentir estas tuas bolas batendo na minha bunda, quero saber que só o teu saco esta de fora do meu rabinho. Por favor, me faz sentir tudo, tio!!

- para, muleque, assim, eu não vou resistir e vou encher este teu cuzinho com todo o meu leite que tu possa receber. Sente a rola do teu tio, crescendo dentro do teu cuzinho, olha como esta dilatada a cabeça da pika, que vai encher este cuzinho de porra, quente.

Enquanto falavamos sobre o que estavamos sentindo e desejavamos, meu tio foi aumentadndo a velocida de estocada e seu caralho não parava de entrar e sair do meu rabinho. Meu pau, nunca tinha o visto tão duro. Somente uma vontade eras maior do que gozar. Dar prazer para aquele homem, que estava me mostrando como poderia ser muito bom, ter um caralho metido dentro do cuzinho.

Não demorou muito para que a respiraçao de meu tio, ficasse cada vez mais ofegante e sua força quase fora do controle me apertando a lateral da bunda e o meter fundo cada vez mais violento. Reiniciei uma punheta enquanto procurava aperta a pika do meu amado tio, com meu cuzinho. Acho que ele notou todo o meu empenho em lhe dar prazer, também, e com um hurro forte e um tremilicar do seu corpo, fui sentindo que ele estava gozando dentro de mim.

Um beijo forte e carinhoso, foi o sinal de que estavamos, os dois pela primeira vez, derramando um pelo o outro as suas porras!!

Meu cuzinho, todo arrombado, e um pouco dolorido! Eu totalmente satisfeito com a foda que eu tinha sido fudido pela primeira vez, por um caralho maravilhoso, como o do meu tio Dal. Titio, jogado no chão olhava com um sorriso no rosto pra mim e segurava minha mão, mostrando todo o afeto que sempre teve por mim!!

Assim, perdi meu cabaço do cu, mas isto não acaba aqui. Tenho outras coisas que fiz com meu tio Dal, muitas mesmo!!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/07/2016 13:46:48
tio gostoso, sobrinho mais ainda....
13/10/2012 01:36:47
delicia de conto
09/03/2012 09:30:04
Continua logo kara teu conto ta muito bom
09/03/2012 02:29:54
mtuu bem
08/03/2012 23:10:53
Que bom cara, uma nova série. parabéns, está ótima, continua logo.
08/03/2012 18:33:55
MERDA TOTAL. VAI SE TRATAR CARA
08/03/2012 15:59:19
Muito bom kara notameu msn
08/03/2012 15:48:52
Nossa, maravilhoso.Queria muito ter um sobrinho safado e viadinho como voce, eu faria ela gozar muito .

Online porn video at mobile phone


xisvedeo estruado cono cadê aquelas gostosas de fio dental roxinho fica as pernas para cimaxvideos com a mulher. x vidioscom o peito grande e o xiri bruto em portuguespornoirado.com / casada gritou na rola monstroconto priminho gostoso humm excitantexvideos negao emprensando a.neguinha costisa na picacache:3A3-3V1yYz4J:gtavicity.ru/tema/choro%20na%20vara%20a%20x%C3%B3linha%20! conto erotico chantageando filha prostitutaПРОДАМ-БАЗУ-САЙТА-gtavicity.ruminha madrasts mim falou qr pica contoporno escrava senhorconto dando o cu no batalhao de policiatia mo gostosa e sobrinho tia fica lavando.loçae sobrinho so.querendo fazer sexo.e.rla nem da bola porno mineirocazadinha navsra do dotadoCONTOS ERÓTICOS DE MOTORISTA FANTÁSTICOSas mais gostoza fudeno maravilhozamente x vidiovidios de porno da ply boimorena de calcinha fiu se tocando visgando de tezaocontos eróticos novinha casada com negao no baile funkxnxx bundas etanguinhasgossno nu cu fa mulecaxvideos encinando a sobrinha a dirigir sentou no colinho ai ja eracasa dos contos de nick malcon2000 mil foto de mulheres gostosa impinano abuda peladacontando historia de uma tia q tranzau cm osobrino xvideocasos amad fragra irm gosand ponh casafoi corta caminho no beco xvideoscontoserot/mamae pegou eu e meu irmao brincando de medicovídeo de mundobicha dehomens vestido de saiascomo meu tio roludo e comedor comeu minha esposa novinha 1 contosconto gay ele se revoltou e tomou todasContos jovem faz anal varios homens e cuzinho fica dilatado e dilaceradocomedo aentiada dorminoxvideos shantageou a irmã,gostosafotos de caralhos descomunalmenina du cuzao largo chama emcanador pauzudu pornocontos eroticos de mulheres evangelicas que adoram provocarsó de calcinha mostrando a coxa rebolando é denotandopais prende filha no quarto com irmão ele mete e gosa dentro da bucetadez ano padastro gosa na minha bocaPrimeira vez q dei o cu vestido de travestmulher casada d vicosa mg d calca apertada na bucetaquero ver mulher fazendo sexo pornô na frente computador com tema de borracheiros o meladomtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1corno introduzindo siringa cheia de porra na vagina da esposa xvidiocontos eiroticos leilaporncontos eroticos o padre taradosofri muito naquela pica gigante contosConto erotico mãe transando com pedreiro e filho vendo e depois vai querer tranzar com mãeZoofilia franco e belinhasou muito puta gosto de mostrar meus seios fartossó bucetinha novinha na ommmmmxvideos caseiro emfermera mindando banho eaiporno. minha filia foi. toca. uma. pueta xoroux vidios comedo a ludinha ate gozar na cara delacontos eroticos os gang bang entre irmasmeu tio aproveitouse de mim marisa quis transa cm negal cacetudobaixar video de fode da muher maraviharcontos eróticos minha esposa bebeu porra no leite sem saberconto erotico minha filha se acidendo eu tive da banha nelacontos eróticos menina dando o cuzinho vídeo safado mortalidadecantos eroticos de novinha que da buceta pra cavaloxxvideos.com mulher com medo e arrediaisso viadinho chupa minha rola engole tudo logo vai engolir ela toda nesde cuzinho apertadotarado polpa gay conto eroticoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhadoce nanda parte IV contos eroticosmostrando o tamanho pra mulheresna rua xsvedeocontos erotico saido escola onibusEsposa putinha mostrando abcta pela boca d shortitendo prazer filhinha youngQuero trsnsar com o Adinlson meu padrastoxxvidos taty vaqeira sexoxvdeos brasilero irmão