De angelical, apenas o rostinho...

Um conto erótico de Moreno Gostoso SJCampos
Categoria: Heterossexual
Data: 27/10/2011 07:23:56
Nota 9.67

Voltando a publicar no site depois de um longo período de hibernação, Laylah uma gata catarinense me adicionou no msn. Já tinha transado com uma catarinense fogosa, mas Laylah tinha um ar de mistério, de sedução exótica, algo que só as mulheres do sul têm.

Obs.: Lembrando que todas as mulheres desse país continental tem sua beleza (seja interna ou externa), cabe a cada uma saber usar suas armas de sedução.

Laylah se mudou para minha cidade não fazia três meses. Havia vindo estudar em uma universidade pública de cá. Seu namorado já estava aqui desde o inicio do ano, estudando na mesma universidade.

Recém-completado 19 aninhos, essa ninfa deliciosa, fiel leitora desse site me adicionou e passou a me provocar todos os dias, pelo msn ou por e-mail.

Depois de algumas semanas conversando pelo msn e brincado pela CAM, coloquei-a na parede e disse: “Você é só fogo de palha, provoca e nada”.

Confidenciou medo de o namorado descobrir e a casa cair, pois ele era muito ciumento. Então, aos poucos fomos armando um plano de nos encontrar em uma cidade vizinha. Em um determinado sábado, seu namorado viajou com a sala dele para um Congresso e ela ficou sozinha, o que nos proporcionou um encontro bem gostoso.

Marcamos em uma cidade próxima, a uns 40 km de distância. O combinado é que iriamos nos encontrar na rodoviária intermunicipal e de lá, rumo a um motel.

No horário combinado, desembarcou na rodoviária. De longe, pude apreciar mais daquela linda ninfeta, morena bem branquinha, de 1,65 m, 49 kg, olhos claros, cabelos médios, lisos e com algumas mechas loiras. Menina mulher de gestos leves, beleza no sorriso, porém com confiança transparente nos olhos de mulher que sabe o que quer. De beleza exótica, mas de feição de adolescente, cheguei até a desconfiar que fosse menor (obs.: não envolvo com menores de 18 anos).

Chegou um pouco tímida no começo, mas logo se soltou e pediu que fossemos logo para o motel, pois sua buceta já estava babando de vontade de sentir minha língua e depois minha pica.

No carro, Laylah não esperou muito e começou a acariciar meu pau por cima da bermuda. Ela libertou o danado e ficou punhetando. Chegando próximo ao motel, uns 50 metros, ela simplesmente caiu de boca em meu pau, sem se importar com a recepcionista.

Logo após entrarmos no motel, abaixei o toldo da garagem do quarto e passamos a nos beijar e acariciarmos com ela encostada na parede.

Ela mesma levou minha mão até sua calcinha, que ao tocar, pude comprovar que ela babava pela bucetinha. Então, levei-a até o quarto, onde a joguei na cama, arranquei sua sainha e com dois dedos, simplesmente afastei sua calcinha e com o dedo médio, enfiei até o fundo naquela buceta melada. Dei alguns giros sentindo sua maciez e depois, levei meu dedo até minha boca, onde chupei para sentir o gosto daquela vadia.

A me ver chupando o dedo, ela passou a língua em seus lábios e disse: “Safado, me chupa logo, quero sentir sua boca quente na minha buceta”.

Então, arranquei sua sainha e calcinha, deixando apenas de blusinha. Quase nua, pude ver aquela buceta rosadinha, delicada e lisinha a espera de ser fodida com gosto.

Abri bem suas pernas, com dois dedos abri seus grandes lábios deixando exposto seu grelinho. Dei um sopro sobre ele e passei a língua algumas vezes. Laylah deu uma gemida gostosa...

Então, despi-me ficando totalmente nu. Voltei à posição que estava no meio de suas pernas e dei uma abocanhada gostosa em sua buceta.

Sua buceta estava muito melada... chegou a lambuzar minha boca, lábios...

Com auxílio das mãos, deixei bem aberta suas pernas e passei a lamber tudo, tirando todo aquele babado que fluía de sua buceta... Laylah apenas gemia e implorava que a chupasse com força.

Dei outra abocanhada em sua buceta e passei a chupar bem gostoso... ela gemia e contorcia...

Fui sugando com força e a medida que chupava, sua buceta voltava a ficar babada de novo... então, coloquei o dedo médio dentro de sua buceta e fiquei penetrando enquanto lambia com voracidade sua buceta.

Laylah gemia cada vez mais alto, sussurrava palavras desconexas que não conseguia interpretar...

Dei um tempo em chupá-la e tirei meu dedo da sua buceta, levando até sua boca, onde juntos dividimos o seu mel bem como nossas línguas degladiavam ferozmente...

Depois de trocarmos alguns beijos bem quentes e safados, arranquei sua blusinha e pude ver lindos seios médios, rosados e com bicos eretos, pedindo por minha boca...

Ainda entre suas pernas, deixei meu pau roçando na entrada da sua buceta e beijei seu pescoço, subindo com a minha língua até sua orelha, onde senti seu arrepio e disse: “Cadela, olha como meu pau está duro querendo foder sua buceta?”.

Laylah disse: “Vai, fode logo seu puto”.

Como nem tudo é de graça, então resolvi primeiramente lamber aqueles seios, um a um, mamar naqueles bicos tesos... depois, desci por sua barriguinha até chegar novamente em sua buceta.

Com auxílio dos dedos, abri os grandes lábios de sua buceta e passei a lamber seu grelo... a medida que ela ia aumentando os gemidos, aumentava a intensidade das lambidas... aos poucos, ela já estava gritando e não demorou a anunciar seu gozo: “Cachorrooooo tôôôôô gozandooooo...”.

Não dei nem dois minutos para ela se recompor, já fui dando meu pau duro para ela chupar. Ajoelhado ao seu lado, ela abocanhou meu pau todo e chupava com uma intensidade muito forte... segurava em minhas bolas, acariciando enquanto sua boca engolia meu pau...

Pedindo que eu deitasse na cama, ela veio entre minhas pernas e voltou a me chupar... depois de algumas lambidas na cabeça do meu pau, ela abocanhou um de minhas bolas e ficou fazendo carinho com sua boca enquanto sua mão punhetava meu pau...

Depois, passou a lamber do saco até a cabeça... ficou nesse vaivém por um bom tempo até abocanhar totalmente meu pau...

Aos poucos, fui fazendo com que ela virasse seu corpo até iniciarmos um 69 delicioso... naquele 69 simplesmente perdi a noção do tempo e conforme sua boca ia acariciando meu pau, meu gozo foi se aproximando...

Deixei-me levar por aquela boca até jorrar forte minha porra em sua garganta... Laylah não deixou cair nenhuma gota... engoliu tudo...

Então, subiu pelo meu corpo me chupando até chegar a minha boca, onde trocamos beijo com sabor de buceta e pau gozado...

Nessa posição, ela passou a esfregar sua buceta melada no meu pau... não deu outra e logo ele estava duro, querendo entrar naquela buceta molhada...

Ela ficou esfregando sua buceta na cabeça do meu pau, me torturando...

Então, joguei-a de lado e fui colocar a camisinha... nisso ela veio atrás, me empurrou em direção a parede e pulou no meu colo... meu pau quase atolou todo naquela buceta...

Ficamos nos esfregando e nos beijando...

Logo, ela mesma foi buscar a camisinha e quando voltou, segurei forte em seu cabelo e a pressionei contra parede fazendo ela sentir meu pau roçando em sua bunda, em seu cuzinho virgem...

Fiquei pressionando-a na parede e roçando meu pau na sua bunda... uma mão levei a sua buceta e fiquei bolinando...

Sentia sua respiração ofegante... fui até seu ouvido, sussurrei gostoso: “Agora vou te fuder sua putinha...”.

Ainda ali pressionada contra parede, ela sentiu meu pau roçando ora sua buceta, ora seu cuzinho e minha língua invadindo sua orelha, dando pequenas mordidinhas.

Ela começou a gemer gostoso e morder seus lábios...

Segurei em seu cabelo e a puxei até a cama... fiz ficar de quatro e coloquei a camisinha em meu pau...

Depois disse em sua orelha: “Vadia, agora você vai sentir uma pica de macho na sua buceta... cadela, arreganha essa buceta, vai safada...”.

Ela abriu as pernas e eu atolei meu pau todo na sua buceta, com força. Ela deu um pequeno grito e abaixou a cabeça na cama.

Não deixei, passei a estocar forte e puxar seu cabelo dizendo: “Não queria pica, sua safada??? Toma pica sua vadia!!!”.

Pau rolando pra dentro dela em um vaivém forte e gostoso...

Ela gemia e dizia: “Fodeeeeeeeeeee... que pica gostosaaaaaa... fodeeeeeeeee...”.

Soltei do seu cabelo e segurei forte no seu quadril mando ver rola pra dentro...

Nisso, ela abaixou a cabeça na cama de novo, passando a morder o travesseiro...

Então, passei a dar palmadas em sua bunda dizendo: “Toma pica sua vadia... sente minha rola entrando e saindo da sua buceta cadela... vai safada...” e palmada comendo solto...

Laylah mais nada dizia, apenas sentia minha pica socando forte na sua buceta... depois de um tempo nesse ritmo frenético, ela gritou gozando gostoso: “Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii... tôôôôô gozandoooooooooooooo...”.

Sentindo seu gozo, segurei forte no seu quadril e fiquei com meu pau atolado sentindo a compressão daquela buceta apertada...

Acredito que seu gozo tenha sido intenso, pois ela estava respirando muito forte e começou a soluçar...

Ambos estávamos suados, pingando feito bica...

Depois de descansarmos um pouco, levantei-me e fui até o banheiro tomar uma ducha...

Logo Laylah passou a me fazer companhia, onde nos esfregávamos e beijávamos debaixo da ducha de água morna...

Meu pau estava entre suas pernas, esfregando contra sua buceta... sentia um frisson gostoso...

Nisso, a safada caiu de boca no meu pau, mamando gostoso...

Depois de mamar algum tempo, ela foi até o lavatório do banheiro e pegou a camisinha que havia trazido do quarto e envelopou meu pau...

Segurei forte em sua anca e a fiz pular em meu colo... após encaixar meu pau naquela buceta gostosa fui ao encontro da parede, fazendo-a sentir a pressão do meu pau atolado na sua buceta...

Beijávamo-nos com sofreguidão... meu pau estava ali atolado sem se mover... passei a morder aqueles lábios semicarnudos... lambia sua boca, sentia sua língua na minha boca...

Dava pequenas mordidas em seu pescoço alternando com lambidas até chegar em sua orelha... ao chegar a sua orelha dizia: “Vadia, viu como valeu a pena ser minha putinha? Garanto que o corninho não sabe mete gostoso com você merece...”.

Ela nada dizia, apenas respirava forte e podia ver seus olhos revirando...

Então, olhando fixo em seus olhos, fiquei estocando aquela buceta deliciosa...

Era um tesão delicioso, pau na buceta e água escorrendo entre nossos corpos...

Laylah passou a beijar minha orelha e dizendo: “Fode sua putinha... quero ser sua vadia de estimação...”.

Meu tesão foi indo a loucura e não aguentei, gozei gostoso naquela posição...

Meu gozo foi bem intenso, minhas pernas ficaram um pouco mole... ela sentiu isso e desceu do meu colo, se enrolando na toalha e foi para cama...

Enxuguei-me e fui para o quarto também... ficamos deitados um ao lado do outro até que ela veio na posição de 69 e passamos a nos chupar novamente...

Não demorou nada e meu pau estava totalmente duro de novo...

Depois de chupar por alguns minutos, ela levantou-se e foi buscar outra camisinha...

Ajoelhou-se ao meu lado e envelopou o danado...

Quando ela estava se ajeitando para sentar, tocou seu celular... e adivinha quem era?

Era o corno... ela, vadia safada atendeu liberando o alto-falante para que escutasse o que ele dizia...

Mesmo falando com o corno ao telefone, ela sentou-se no meu pau e passou a subir e descer lentamente...

Nisso, cheia de tesão, a safada passou a provocar o namorado dizendo que estava em casa, tocando sua buceta, enfiando naquele momento o consolo até o talo...

Ele, sem graça falava coisas totalmente desconexas... e ela ali provocando, subindo e descendo do meu pau...

Provocando cada vez mais o namorado, ela cavalgava gostoso no meu pau e não demorou nada para dizer: “Safadoooooo tôôôôô gozandoooooooo...”.

Sentou-se sobre meu pau e continuou a conversar com o corno, bolinando sua buceta.

Já recomposta do gozo, ela ainda sentada no meu pau, virou-se costas e voltou a cavalgar em meu pau. Subia e descia feito uma vadia louca...

Aproveitei para acariciar seu cuzinho... ela olhou com cara de safada e disse: “Safado, meu cu ainda é virgem... mas logo eu deixo você comer...”.

Então, voltou a cavalgar, alternando com reboladas no meu pau...

Como já havia gozado duas vezes, meu gozo demoraria a vir... ela um pouco cansada, deitou-se...

Deitada, cai de boca naquela buceta melada com gosto de gozo e camisinha...

Chupei feito louco... mamava aquele grelo sem parar... ela gritava feito cadela no cio...

Sem perdão, passava a língua em seu grelinho alternando com pressão entre meus lábios... Laylah era só gemidos...

Fui por cima, no papai-mamãe e passei a estocar vigorosamente... fiquei um bom tempo estocando forte, vigorosamente...

Quando meu gozo estava por vir, fiquei de pé, fazendo-a ficar de joelhos chupando meu pau...

Prestes a gozar, segurei forte no seu cabelo, na parte da nuca e pedi que abrisse a boca...

Com a mão direita, que estava solta, passei a punhetar até jorrar leite naquele rosto angelical...

Laylah, com auxílio da língua e dedos, colheu o que pode da minha porra e lambeu...

Depois disso, deitamos na cama e dormimos por algum tempo...

Ao acordar, almoçamos e demos mais uma trepada bem gostosa...

Laylah, sei que está na faculdade agora e lendo o relato de nosso encontro pelo celular, acredito que sua bucetinha esteja babando... já conto no dedo as horas para fuder seu cuzinho esse final de semana, quando o corninho viaja de novo...

Sobre o cuzinho de Laylah fica para um próximo conto.

Se você mulher bem resolvida, afim de um bom papo me adicione no msn. Será um prazer tê-la em meus contatos. Meu msn [email protected]

Por gentileza, não me adicione homens e menores. Grato.

Beijos calientes!


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/11/2011 15:44:33
digo e repito. nao da assistencia abre concorrencia. bom conto

Online porn video at mobile phone


WESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS EROTICOS |zdorovsreda.runegao metendo em colatinadeu o cuzinho pela primeira vez e pede poe devagar porque ta doendoXvideo comeu o cu da sogra bu Cetonas novinha virgem as cabacinha as novinhas magrinhas gosto que Comente sobre as novinhas virgensgranfina brasileira sequestrada e fode e gozasexoconto erótico do meu avômeu amigo ele me levou pro seu quarto pra eu fuder sua esposa na sua frente eu comecei a chupar sua buceta raspadinha ela gozo na minha boca ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta ela gozo ela ficou de quatro eu comecei a fuder seu cu meu amigo ele começou a chupar meu pau ele ficou de quatro ele disse pra mim pra eu fuder seu cu virgem conto eróticoxnxvidio minha visinha mim pego batendo punheta .comwww.com.xvudeo page mulhe dançano antes de darmanauense novinho gozando no xvideosexo com monstrosfoda lésbicas vazando espermá jorrandoeu quero GTA Marginal trabalhando na ambulância disfarçado8pega baixa vidio pornotravestis peitudas e dotadas rasga cu da mulheres dos peitos gigantesvaldir.piricudocontos de mulheres vacas que levam no cu e na conaContos gays vestido de mulher para o negro dotadolindos travecos sendo regassadosmeu cachorro me fode todo diamarido o patrao molsta a esposa dele e fode o cu dela ela chora muitoconto erotico vovô vovó e a empregadairmão bem dotado tirando o c***** da sua Irmã Dulcebaiana lavano a bucetonacontos eiroticos leilaporngoszando.dentro.da.boca.sem.tira.o.piruela se lanbuso com ese pau groso supwminha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexoContos eróticos da minha noraver vidio porno novinha nao sabia que ia doe perde o cabaso com um pauzidopadrasto e intendenda gostosojaponesa gostosa de shortinho damdo xvideocontos eroticos papai e mamae me fez mulherConto erotico sou madura e consolo lesbicamosa esfregado ocabaso ate gosarmachucou o cu de bruço www putaria brasileira.comporno escrava senhorRasgando a esposa do amigo xsvedeo prica cavalaconto erotico dom plug analPordoda aminha vida eu esperareivideos pono muha vumitano no pauo garotinho do semáforo contos eróticos reaisFernanda,vasconcello,zap,xvideos fotosubrinha chupando novinhas sendo a********* por monstros de Picão contos eróticoscontos com fotos encoxada no ônibusContos encesto mae cu sangranocontos velho bruto poe no cu sem avisarxvdnegao dotado come a novinha e a mae gostozacontos de tia e sobrinha lesbicavidios pono sohenteasxxxxxcomconto erotico filha novinha de chortinho curto postado no dia 22 02 2018xvideo tranzando no centro de macumba com pomba girameu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosminha cunhada bucetuda pediu pra mim goza dentro da buceta dela pra ter um nenenpau muito grosso arebenra buceta. ela queria fugiraregasando a busetada tiaxvidiocomendo decaiaXvideo quebrarao o cabaco do meu cu vou contar como foifoi encochado por meu geroContos mulheres amamentandosWww.vedio.porno.casais revisão de Santa CatarinamIvelinhos tentando meter com netinhas novinhas e n aguenta xvidiosxvideos brechei ela no varaquero ver um filme pornô a mãe transando com filho e a mãe forçando para transar com ele pedindo para o fiscal na b***** dela que ela tá lindacontos eróticos revista privatecontos eroticos com maconheirocontoprimeirafodapornô sogro troca carinho com amora no celeirowwwxxxvideos.com cunhadinha novinha trasando com irmao do maridopassando oleo sabor morango e fazendo boquetiPeguei minha irmã bêbada de baby doll e não aguenteiconto erotico de gravidacontos eroticos de pescadores velhos iperdotados comendo meninosbaiana fragada gostandotem muito casal que que quer gozados obedeçam e depois eles acabam se entendendopornodoido chupando.teta da netinha