a vingança mais gostosa da minha vida! com meu filho.

Um conto erótico de Lukinhas22cm
Categoria: Heterossexual
Data: 05/09/2009 22:47:30
Nota 9.17

Ultimamente posso dizer que meu casamento já era, depois de 16 anos e um filho de 17, meu marido começou a ser frio comigo, em todos os sentidos, eu tentei reacender o fogo do nosso casamento, tratando ele do jeito que ele sempre gostou, fiz de tudo mesmo até na cama eu me superei, posso afirmar que comecei a agir como uma puta na cama com ele, mais depois de um mês tentando reestruturar meu casamento e depois de muito brigas nosso casamento teve um ‘fim’, pois descobri que ele me traia a quase um ano com a filha da minha vizinha, uma garota de 23 anos, foi só depois que descobri isso de um jeito que não vem ao caso que me caiu a ficha que não tinha nenhum problema em nosso casamento, pois ele sempre foi perfeito, e como ele mesmo disse ‘eu quero viver outras aventuras com pessoas diferentes, e você deveria fazer o mesmo!’ por fim calhou que continuamos morando na mesma casa, pois era bem cara e complicada de vender para dividirmos o dinheiro, então apenas separamos a casa em duas com uma parte maior pra mim, que ficaria com meu filho, parecia simples, mais aquela reforma foi torturante pra mim, não pela reforma em si, mais pela reforma que a minha vida estava sofrendo, agora separada do homem que sempre amei e ainda mais com aquele sentimento de não ter sido boa o bastante pra ele, e com o passar do tempo já depois de ter posto minha vida em ‘ordem’ ainda me perguntava será que eu não fui boa o bastante mesmo? E em um desses dias de ‘reflexão’ lembrei das nossas ultimas palavras em nossa ultima briga, na hora claro eu morrendo de raiva disse: isso vai ter volta! E ele: pode até ter, mais você nunca será superior a mim! Isso me deixou muito puta da vida, e alem de estar com meu ego de mulher ferido, via todo dia meu ex marido chegando da balada altas horas da madrugada sempre acompanhado de alguma garotinha, pra minha surpresa ele já tinha largado da filha da minha vizinha aquele puta, é ele tinha tudo pra se dar muito bem naquela vida de solteiro, rico, bonito, cavalheiro e canalha, tudo o que essas garotinhas de hoje querem, vendo essas cenas e lembrando de tudo o que vivi, quase toda noite eu chorava em meu quarto, passei dias sem sair de casa, apenas pensando e chorando e minha única companhia era Gustavo meu filho querido que sempre me consolava, tentava me botar pra cima, mais que ao mesmo tempo tinha que viver a vida dele, só conseguir passar dessa fase da fossa depois de ter assistido a um filme que hoje não me recordo o nome, mais que o assunto principal era de uma mulher que mesmo depois de ter sofrido muito, conseguiu se vingar de todos com sua beleza e com suas atitudes, até ali tínhamos algo em comum, o sofrimento, mesmo sendo por coisas diferentes, mais eu queria ter mais algo em comum com aquela mulher do filme e resolvi dar a volta por cima como ela, sempre me achei bonito, mais agora com meu orgulho ferido comecei a correr atrás de me mostrar pra todos uma mulher mais bonita e poderosa, recomecei minha academia coisa que sempre fiz e corri atrás de alguns tratamentos de beleza, e só sosseguei com isso quando comecei a levar aquelas cantadas e investidas por onde ia, confesso que aquilo fez meu ego subir bastante mais ainda faltava a principal parte.. a vingança e não poderia ser qualquer vingança, não poderia ser com qualquer um de um jeito normal, eu tinha que ser 10x melhor que ele, não pra ele ver que eu o superei mais sim, pra aquilo sair da minha cabeça, passei alguns dias martelando e administrando alguns caras que acabarem se tornando especiais nessa época pra mim, mais que até ali não tinha rolado nada mesmo, nem alguns beijos, isso até o dia que eu estava limpando a casa, e Gustavo meu filho passou do meu lado só de toalha a caminho do seu quarto, foi impossível eu fixar meus olhos de mulher em seu pau, pois mesmo com a toalha fazia um imenso volume, na hora achei graça, mais nessa noite, aquela imagem me veio a cabeça e o humor se transformou em tesão, que era aquela hora por apenas não ver um home com tesão a um belo tempo, na hora tentei tirar aquilo da cabeça pois ele era meu filho, mais eu não conseguia e meus pensamentos de mulher muito carente me fizeram ficar imaginando como era o pau de Gustavo que só vi quando ele era criança até uns 12 anos, não sei se era a imagem de Gustavo que não saia da minha cabeça, ou a carência, me dei conta que estava morrendo de tesão, com minha bocetinha totalmente molhada, não sei de onde saio essa loucura, mais enquanto eu esfregava meu grelinho, pensei que se transasse com meu próprio filho, seria a minha maior vingança ao meu ex, pois o trairia com algum do seu própria sangue ou melhor o seu própria filho, na hora o tesão e a sede de vingança não me deixaram pensar mais em nada, me levantei do sofá da sala onde assistia TV e fui em direção ao quarto de Gustavo, no caminho foi que me perguntei: como vou fazer isso? E não obtive nenhuma resposta só sabia que faria, entrei no seu quarto e ele estava deitado em sua cama debaixo de um coberto assistindo TV também..

- filho, tenho um presente pra você!

Ele me olhou animado..

- oba, cadê o presente mãe

- bem aqui na sua frente!

- para mãe, você não ta com ele escondido ai a traz, fala o que é..

Quando ele terminou de falar olhei bem em seus olhos e de uma só fez tirei meu baby doll preto como se ali na minha frente tivesse meu ex marido ou qualquer outro homem..

- mãe você ta louca é?

- acho que não, mais você não gosto do presente?

- RS, ta mãe agora pode se vestir porfavor, era esse o presente? RS

- nunca vi alguém ganhar um presente e não querer usa - lo só você mesmo!

- como assim?

Fui em direção a ele que ainda estava na cama e me deitei junto a ele em sua cama de solteiro o obrigando a ficar coladinho em mim..

- mãe, o que deu em você heim?

Fiz sinal de silencio pra ele..

- você bem que podia ser um bom filho e parar de falar e começar a fazer NE?

- você bebeu, fazer o que?

Nisso resolvi tomar uma atitude e de uma só fez passei a mão por debaixo da coberta e apalpei seu pau..

- isso!

Ele deu um pulo, meio assustado, meio constrangido..

- para mãe, isso já passou dos limites!

Vendo que não teria jeito fiz uma coisa que até eu mesma me surpreendi, dei um tapa no seu rosto..

- faz o que eu to mandando, eu sou sua mãe e você me deve obediência!

Ele assustado com o tapa, ficou boquiaberto me olhando e eu o surpreendi com um apaixonado beijo na boca, que no começo teve uma certa resistência mais que com as passadas de língua e com minhas mãos passando pelo seu corpo, percebi que ele foi se entregando, quando parei de beija – lo vi que ele estava ainda com os olhos fechados, fui beijando seu pescoço, seu tórax, até chegar em seu pau, que já estava meio duro, tirei com facilidade aquela bermuda que ele estava e pude em fim segurar todo pau dele em minha mão, passei um tempo só admirando e acariciando ele até a hora que não agüentei mais e cai de boca, fiquei apenas passando a língua por toda a cabeçinha do pau de Gustavo que já respirava mais pesado, ele acabou gozando em meus peitos, e do nada se levantou e saiu correndo pro banheiro, ele passou um belo tempo lá e eu resolvi esperar por ele em sua cama, quando ele voltou ainda nu parou me olhando em sua cama com as pernas abertas e os peitos todos melados por sua própria porra..

- mãe, o que ta acontecendo aqui?

- já falei pra você não falar nada, agora vem que eu to cheia de tesão

Ele balançou a cabeça dando uma risadinha, veio em minha direção e parou do meu lado, me olhou dos pés a cabeça e eu percebi que seu pau estava mole ainda..

- agente tem que levantar isso ai logo!

- é!

- mais agora vem cá, vem chupar sua mamãe vem!

- você só pode estar louca!

Ele se abaixou e deu uma leve mordida no biquinho do meu peito e depois já foi direto pra minha bocetinha, ele não chupava tão bem assim, então o puxei pra cima de mim, e coloquei seu pau ainda mole dentro da minha bocetinha, nisso virei de posição com ele, assim eu fiquei por cima, senti que seu pau ainda estava mole e que mesmo assim era bem grande e que já estava me dando muito tesão, mais comecei a piscar minha bocetinha pode se chamar isso de pompoarismo, coisa que aprendi nos tempos que tentava reacender o fogo do meu casamento, logo ele ficou no ponto e eu percebendo isso comecei a cavalgar, a era tão bom sentir uma rola entrando em mim depois de tanto tempo, comecei a gemer alto e o meu tesão só aumentava, a cada estocada eu gemia mais e queria ainda mais, aquele sempre foi minha posição preferida, e foi a que eu fiquei mais tempo, depois ficamos de ladinho, e eu já comecei a soar, e enquanto gemia lembrei que a parede que eu estava encostada era o que dividia a minha casa, da casa do canalha do meu ex marido, e isso me fez gemer ainda mais alto e a gritar pra ele meter mais, aquela minha primeira gozada acho que foi mais psicológica do que tudo, pois fiquei com ainda mais tesão, chupei mais uma vez o pau de Gustavo para deixa – lo bem molhado e dessa vez ele me comeu em pé mesmo em frente ao seu raque, coloquei uma das pernas sobre o raque e meu querido filho me comia forte, ele começou a dar tapinhas em minha bunda e eu adorei, nunca tinha feito aquilo, até puxar meu lindos cabelos loiros ele puxou, quanto mais ele metia, mais eu gemia e pedia pra que ele metesse mais, ele não agüentando o cansaço se sentou em sua cadeira do computador, parei um minuto pra olhar o corpão dele suado e aquele pau duro e brilhando só pra mim, me sentei em seu colo, lhe dei um beijo e disse que aquele era a minha volta por cima e que ele era o melhor filho do mundo, nisso já comecei a cavalgar novamente enquanto ele chupava meus peitos, eu confesso que estava louca e acabei dando uma canseira pra ele, sentava tão forte em seu pau que até fazia aquele barulho gostoso de sexo que era abafado pelos meus gemidos, ainda o puxei pra sua cama novamente e dessa vês fiquei de 4 implorando uma rola no meu cu, e foi o que eu pedi.. filho come meu cu por favor! E ele fez com o maior prazer, e enquanto ele me comia ali de quatro fazendo tudo o que ele gostava.. puxando meu cabelo me chamando de puta dando tapas na minha bunda, eu me masturbava, e então gozei, em um orgasmo múltiplo, me tremi toda na hora, molhei todo o lençol da cama do meu filho e seu pau também, perdi todas as forças, e acabei ficando ali por um tempo, meu filho se sentou na cadeira de computador ainda com o pau como uma rocha e ficou me olhando até que eu o olhei e ri..

- e eu agora, como fico?

- nossa, filho isso ainda ta duro?

- é

- vem cá vem, bate uma pra mamãe, esfrega a cabeçinha na minha boceta!

E ele como um bom filho fez, começou pincelando seu pau em minha boceta que estava toda molhadinha do meu gozo, mais logo ele gozou mirando toda sua porra encima da minha bocetinha, ele também desabou, eu levantei e o puxei para o banheiro..

- melhor agente tomar um banho, olha como você me deixou, ele riu e fomos..

Fomos ao banheiro tomamos um banho e no final peguei um dos meus cremes preferidos, e comecei a passar em meu corpo inteiro, Gustavo ficou sentado na bacia me olhando até que perguntou..

- mãe, porque aconteceu tudo isso entre agente? Até agora estou sem entender..

- e vai ficar por mais algum tempo..

Claro que eu fui rude naquela hora, mais eu não podia continuar com aquilo, por ele ser meu filho é claro, pois aquilo tinha me servido apenas como uma forma de ‘vingança’ na qual é claro tirei todo o meu atraso, e naquele momento me senti na obrigação de ser rude com ele, como seu eu falasse, foi só isso e pronto.. a minha ‘vingança’ estava feita, e o tesão que eu estava já havia sido resolvido, mesmo ele tendo que aprender muitas coisas, seria um belo desperdício deixar ele assim sem uma explicação e também com uma 2ª vez, eu dormi aquela noite com a cabeça leve, me senti a mulher mais realizada deste mundo, se não fosse por meu filho, se fosse um outro homem qualquer eu ia ser do mesmo jeito e nem pensaria mais nisso, mais como ele era meu filho não podia deixar ele com essa duvida na cabeça e com o tesão que deveria ainda estar lembrando dos momentos que tivemos, mais mesmo com isso na cabeça, desencanei e pensei que com o tempo ele ia entender, e durante muito tempo ele não me perguntou nada, e estava normal comigo, eu só o sentia bem mais carinhoso, e em muitos dos abraços que ele me dava eu sentia seu tesão, ele parecia fazer de propósito, mais eu tinha que ficar firme, e tinha na minha cabeça que aquela tinha sido a única fez, e que nunca mais aconteceria, mais quem diria que uma mulher madura como eu ia deixar isso acontecer.. eu nunca fui de relembrar as minhas transas com meu ex marido e ficar com tesão por lembrar-las, pois sempre claro até uma certa época do meu casamento eu tinha meu marido na cama, quase todos os dias, e então nunca fiquei tanto tempo sem sexo depois de ter feito um amor tão gostoso, e naquela tarde de sábado durante um banho me veio a cabeça a cena em que eu e ele entravamos no banheiros nus,, suados, todos melados de gozadas que tinham sido as melhores de toda a minha vida sexual, aquela lembrança e aquele chuveirinho fizeram eu começar uma gostosa masturbação, mais eu nunca fui de me masturbar, sempre que queria sexo eu ia a traz e sempre conseguia, e não seria desta vez que eu ficaria na mão como muitas amigas minhas dizem,, lembrei que meu filho estava em casa naquele momento, e estava almoçando a comidinha que eu fiz com tanto carinho, mais na hora pensei, ele vai ter que deixar meu arroz com feijão e bife e terá que comer outra coisa.. nem me sequei de tão louca eu estava de tesão, desci do jeito que estava, ele como eu imaginava estava na cozinha, parei na porta e olhei pra ele, ele na mesma hora parou de comer..

- esqueceu a toalha foi? Você ta toda molhada..

- realmente estou toda molhada! RS, e não vim buscar toalha nenhuma não!

- e veio buscar o que?

- você!

Nem deixei ele falar novamente, fui pra traz deles e comecei beijando sua nuca, enquanto minhas unhas arranhavam seu tórax, e fui indo ate chegar no botão de sua bermuda.. mais nessa hora aconteceu algo que me surpreendeu, ela segurou minha mãe e se levantou com uma cara de bravo..

- eu tava louco pra ter você de novo, não via a hora de te dar uma noia dessa de novo, mais dessa vez eu só vou topar se você jurar que não me deixara na mão por tanto tempo!

- e eu te deixei na mão, não estou com você aqui agora?!

- mais eu não quero que seja assim!

- como assim não quero que seja, eu te amo como filho, mais o que sinto por você como homem é apenas tesão, por enquanto, e larga de bobeira filho, eu sei que você não vai resistir a tudo isso!

Enquanto eu falava isso me sentei na cadeira que ele estava e abri as pernas em sua direção, e comecei a passar um dedinho por cima do meu grelinho, ele veio direto me chupar, se calou na hora, mais em sua 1ª linguadinha eu o puxei pelos cabelos..

- melhor você deixar a mamãe te ensinar a fazer isso!

E enfiei sua cabeça onde ela estava, cada movimento de sua língua agora era controlada por minhas ordens que se misturava com meus gemidos e alguns palavrões, e enquanto aquilo rolava eu pensei: meu deus, meu filho esta me chupando e é apenas pra acabar com meu tesão, e ele esta fazendo muito bem, será que eu estou sendo uma mãe ruim pra ele? Mais eu estava com tanto tesão que fiquei meio assim e chegou num ponto que já não pensava nas conseqüências e só queria sentir uma rola dentro da minha bocetinha, não importa de quem.. e foi isso que meu amado filho fez, e do mesmo jeito que ele estava me chupando, sacou seu pau pra fora e não teve dó de mim, enfiou de uma só vez, e ele me comeu até eu cansar.. me levantei e fui até a pia onde apoiei meus braços e empinei minha bunda, e ela claro não tive nem que falar nada, meu menino estava esperto, me socou gostoso daquele jeito, me comia tão forte que não agüentei e acabei gozando com seu pau todo dentro de mim, mais eu queria mais, eu queria muito mais, e dessa vez não tive que pedir, ele com aqueles braços fortes me colocou em seu colo, e me sentou na beirada da mesa, não imaginei, mais ele jogou tudo que estava em cima da mesa no chão de uma só vez, comida, refrigerante, frutas.. fez uma bagunça geral.. lhe dei uma leva bronca na hora, mais logo ele disse que depois arrumava e que ia valer a pena, não sabia o que ele ia fazer, mais ele subiu em uma cadeira e se deitou sobre nossa mesa e me chamou, vi aquela rola sobre minha mesa, aquilo sim era um banquete, antes de tudo o chupei um pouco só pra deixar ele mais molhadinho ainda, e depois com um pouco cuidado e receio pois nunca tinha feito sexo sobre uma mesa, me sentei sobre o caralho do meu garotão, aquela hora queria mais é dar tesão ao meu filho e fazer ele gozar, coisa inédita pra eu pensar depois de solteira, e eu claro caprichei naquela cavalgada, depois de muito foder senti sua porra quente me invadindo, minha sorte era que eu não podia mais ter filhos , já pensou eu ter um filho do meu própria filho? Ele ficou lá me beijando com a cara de satisfeito, e me deu a idéia de encher a banheira pra tomarmos um banho juntos, mais disse ele em tom de comedia que dessa vez não ia me deixar sair do nada, fui ate meu quarto onde tem minha suíte com banheira e a deixei enchendo, e desci pra ver o que ele estava fazendo, quando me deparei com ele sentado no sofá acariciando seu pau, que já estava duro novamente, fui até ele e me sentei em seu colo, lhe deu um beijo..

- pelo visto isso ai vai demorar pra baixar hein..

- tenho certeza que ele só vai ficar mole quando você não quiser mais brincar com ele!

- então é melhor você se preparar que ainda tenho muitas brincadeirinhas pra hoje!

- só pra hoje mãe?

Dei uma risadinha e o beijei de novo, não me agüentei com aquele pau ainda melado com um pouco de porra cutucando minha virilha, e sem parar de beija – lo com umas das mãos encaixei o pau dele dentro da minha bocetinha, confesso que dei 3 cavalgadas naquela rola e cansei, devia ser a idade, fiquei ofegante, mais claro que uma mulher experiente como eu tem seus truques, comecei a rebolar no pau dele, e pareceu que ele ficou ainda com mais tesão, de todas as maneiras que você imaginar eu rebolei em cima daquela pica, e só paramos, porque me lembrei que tinha deixado a banheira enchendo, ele me pegou no colo, e nessa hora foi inevitável eu não me lembrar de meu ex, mais agora era seu próprio filho quem estava me tendo, nunca tinha nem ouvido falar dessa coisa de incesto só em alguns casos de estupros entre familiares que eu ficava chocada, mais aquela sensação de estar dando pro meu próprio filho duplicou meu tesão, meu filho era mais homem e também mais ‘macho’ do que muitos por ai, nesse dia me surpreendi com ele, não é porque é meu filho, mais decidi naquele momento em que eu estava em seu colo, que ele seria o único homem da minha vida, na hora que ele me colocou dentro da banheira já cheia de espuma, me olhou e me disse que eu era a melhor mãe do mundo, nessa hora me vi apaixonada pelo meu próprio filho, o fiz entrar na banheira e como uma adolescente apaixonada só queria saber de beija lo e abraça lo, ficamos um bom tempo ali como dois namoradinhos que tiveram acabado de perder seus cabaços juntos, mais como não era esse nosso caso o clima foi esquentando e percebi que seu pai não amolecia nunca então resolvi chupa lo, caprichei no boquete e logo ele gozou lambuzando meus belos seios, a partir daquele dia eu estava muito feliz, como mulher e como mãe, mais acho que pra ele feliz era pouco pra eu me sentir, e no dia seguinte a noite depois que cheguei do meu trabalho, me vi em um cenário de romance em minha casa, da entrada da porta da sala até o sofá, um caminho de pétalas de rosas vermelhas, e na mesinha da sala um balde de gelo com um litro de vinho dentro com algumas velas, e meu lindo filho todo arrumado sentado me esperando, seus olhos brilharam quando me viu..

- vem cá mãe!

Fui até onde ele estava ainda besta com tudo aquilo que ele tinha feito, ele se levantou e segurou em minha mão e me deu um beijo apaixonado que terminou com um forte abraço e um delicioso sussurro no meu ouvido..

- eu não poderia ter uma mãe melhor que você, eu te amo.

Ele me surpreendeu em todas as espectativas possíveis, como filho, como homem, como amante, e agora como uma paixão? Não sabia como responder, e o que fiz foi me agarrar a ele e começar a beija lo, ele foi se sentando lentamente no sofá, fazendo com que eu fique em seu colo, na hora senti aquela pica dura me cutucar, mesmo com todo aquelas roupas que estávamos, mais do nada, quando estava ficando gostoso ele parou de me beijar..

- mãe, tinha planejado de agente sair pra jantar hoje, se você estiver cansada tudo bem..

- não, vamos sim, depois de tudo isso que você fez pra mim, quero saber o que você planeja pro fim dessa noite!

Fiz questão de ir me trocar e colocar uma roupa bem bonita e sensual, tinha que agradar aquele homem, meu próprio filho, fiquei ‘horas’ na frente do espelho buscando a melhor roupa, como se fosse uma adolescente no 1º encontro, até que me achei bonita com um vestido branco de lycra bem curtinho, me achei sexy com ele e fui, ele já tinha planejado tudo, reservado a mesa num belo restaurante italiano, me fez dirigir até lá, e em todo momento foi um perfeito cavalheiro comigo, já La me sugeriu que pedíssemos um champagne pra comemorar o nosso amor, foi assim que ele disse.. nosso amor, não demoramos muito no restaurante, comem os uma boa massa e tomamos algumas taças de champagne e ele queria voltar pra casa logo, o safado ainda dentro do restaurante me falou no ouvido..

- pede logo essa conto, que eu to louco de tesão por você!

- que cavalheiro é esse que não paga a conta?

Disse isso rindo e bem rapidamente passei a mão por cima de seu pau, que realmente estava estourando dentro de suas calças, chegamos e casa, e quando eu pensei que ele já entraria em casa me agarrando e tudo mais, mas uma vez ela me surpreendeu, entrou na frente e foi correndo ao seu quarto, sentei na sala e o esperei, ele desceu com um pacote enrolado com um saco de presentes na mão, parou em minha frente..

- é pra você!

Meu filho nunca havia me dado um presente sem ser no dia das mães ou em meu aniversario, então foi uma bela surpresa, quando abri me surpreendi mais ainda, o presente era um lindo conjunto de Lange ri, uma peça completa com cinta liga, calcinha, sutiã e alguns, era lindo e vermelho, achei de muito bom gosto, enquanto eu olhava o presente..

- comprei pra você usar pra mim!

Eu ri, e mandei ele fechar os olhos, pois ia me trocar ali em sua frente mesmo, logo coloquei todo o conjunto e pedi que ele abrisse os olhos, a única coisa que Lhe saio da boca foi..

- nossa!

Me sentei em seu colo e lhe dei um beijo..

- só não entendi o porque deste vinho aqui, é pra gente tomar?

- é sim, já tinha até me esquecido..

Ela já ia abrindo o vinho..

- melhor não filho, quero dizer é melhor eu não misturar champagne com vinho, posso passar mal depois..

- tem um resto de champagne no congelador!

- então vai lá pegar!

Ele já me veio com o champagne e com as taças, tomamos apenas um copo e já começamos a nos beijar novamente, mais dessa vez nada me faria parar, já fui tirando sua roupa, pois eu já estava sentindo minha calcinha molhada de tanto tesão que eu estava, tirei sua camisa pólo, abri seu cinto, tirei sua calça e sua cueca, e fiquei brincando um pouco com seu pau antes de cair de boca, desta fez passei a língua apenas sobre a cabeçinha enquanto o punhetava, e ele gemia gostoso, eu estava louca por uma lingüinha em minha boceta, e foi o que pedi a ele, o puxei do sofá e me deitei em seu lugar, e então ele começou o melhor sexo oral de toda minha vida, era uma mistura de sugadas, mordidas, cuspidas, alem das vezes que ele jogava um pouco de champagne sobre minha boceta e a chupava, fui ao céu e voltei, até a hora que gozei, e essa foi a melhor gozada de toda minha vida, um orgasmo múltiplo perfeito, seguido de esporradas do meu liquido que melaram todo o rosto do meu bebezinho, ele não se importou em estar todo melado com meu gozo, e aquela noite me comeu ali mesmo, limpando seu rosto apenas em sua camisa, esta noite, viramos a noite e quase vimos o sol amanhecer transando, imagine como foi.. depois conto o resto.. quer dizer estou esperando ainda pelo resto, já que isso ocorreu ontem!

qualquer comentario ou critica, ou mesmo algeum que se edentifique com a historia.. [email protected]


Este conto recebeu 3 estrelas.
Incentive Lukinhas22cm a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/12/2019 20:36:18
Adorei muito bem
31/08/2019 12:53:32
Amei legal continua assim
19/06/2015 11:59:47
Lindo gostoso exitante parabens
20/07/2014 00:24:44
Cheio de erros de ortografia, esta escancarado que é tudo mentira e redigido por um pirralho punheteiro.
11/05/2014 05:49:10
Me gusta
29/03/2013 10:40:54
MUITO BOA HISTORIA AMEI E GOSTARIA DE TER UMA MÃE COMO VC MUITOS BEIJOSSS, ACEITA MEU CONVITE PARA PODERMOS TECLAR MAIS E QUEM SABE SER-MOS AMIGOS.
04/01/2011 13:24:22
tenho que te dizer MARAVILHOSO e PARABÉNS
07/01/2010 09:23:34
Excelente conto ...então se for memória ainda é melhor!!
11/09/2009 17:39:36
obrigado a todos pelos comentarios, continuem comentando e votando, e claro se deliciem com minhas historias. :)
08/09/2009 15:57:26
sensacional adoro esses aperitivos antes de receber a vara do meu filhao que me come a 2 anos nota mil para vç. bjs Solange
06/09/2009 21:47:51
gostei da historia, você está descontando tudo que seu ex marido não fez no seu filho, a historia descorreu bem e teve um final inesperado, gostei
06/09/2009 18:08:39
concordo, incesto sim é sexo com amor, o resto é apenas fingimento! gostaria de receber email com comentarios mais pessoais sobre o texto e tal, e o que as maes deste site acham disso?
06/09/2009 16:53:07
putz... delícia pura!!!! e tem gente que acha que incesto é perversão. incesto é a forma mais pura do prazer.
06/09/2009 07:14:35
Só faltou dar o rabinho para ele, né?
06/09/2009 02:44:39
bom conto..
05/09/2009 23:42:05
muito show essa historia

Online porn video at mobile phone


Contos erticos-sapatilhas chulezentasfilmes pornodoido dbsm com uma branquinha doida para ver o pau do negrao entrar fotosubrinha chupando eu quero ver só as novinha bem gostosinha de shortinho curtinho mostrando a polpa da bunda viajando no ônibus e os novinho passando a mãoxvideos incestomenor louca pra dcontos cornos fio terra pintinhoXvideo contos eroticos peidando de prazerFotos de piroconas tripé de machosas novinha virgem as cabacinha as novinhas magrinhas gosto que Comente sobre as novinhas virgenscontos eroticos cu apertado.da maepornodoido fodeu uma virgem com picagigantetadinha dela.... dormindo e seu tio fudendo elaCorninho cacetudo tapa contofilme porno chantagem com a sograxvideo carreteiro sendo massageadocontos eiroticos leilapornMinha vida de chifradeirameu dog gigante tirou meu cabaco chorei doeu mas contoNiely mostrando a b***** raspadinhacontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idadequero ver filme pornô com mulher nunca troco fio jogo da Live Jaraguá colocar achei até chorarfilme porno "ligados pelo desejo"contoeroticofodehistorias eroticas a pretinha magrinhacumendo u cu da filha videio gratisnovinha do canil conto eroticopornota doendo gosa logocasadoscontos.com advogada viciosapai dei abucetaifoi sentar no colo do tio sem calcinha e levou ferrocontos eeroticos transando com a esposa e cunhada no interior do paranaporno filme grande que demore😉😉Deixei minha irma chatinha brincar com minha rola xvideorelato erotico cheirei a calcinha gozadaContos pornos-fodi a mendigacontos erticos provocando amigos com roupascontoerotico namorada e mae putas do tio jorgeXsvideos punheta na frente da curiosafoi tanya tesao que comeu ela de roupa.e tudovidros prno insetos fodendo mae emprensada coroas do sapsapvídeos caseiro noiada no anal dói não docontos eróticos minha esposa me traiu e gostei vidio de pornomuleres vistino roupa drento do culrto peladas a calsinha entrano na bucetaxvidios travestis na punhetas novingasmulher esculhanbando is outros no comentario do nariz thifanyanne carolzinha fofinha gostoza trepano muitocontoerotico namorada e mae putas do tio jorgeporno gay medico aroba com gosadas no pasiemtehttp://comto erotico muler casada gostosa no onibus lotadoDonaflorindametendoMarilene magrinha d********* para rolo um pau grosso e negão comendo Mato casadaconto erotico gay playboy e o plebeuporno secretaria aser estupprada no escritorio e gozada dentro da vagina sem ela quererconto anal veridico negromenina nvh fidendo cm doissou evagelica e nao tive em casa e procurei fora contos eroticoabre video porno das novinha loira do peito picino e pontudohomempicudo cpmendo cadela no ciomorena chegol em casa pegol irma na siriricaporno brasilporbodoido papel de paredeconto dei o cu pro meu tio emganto ele dormia gay 2017casa dos contos meu marido contratou mestre de obra negro comler conto erotico de padre reaisquero ver vídeo pornô de novinha sendo estrupada na noite passada passada amor comigo a noitesessentona casada carente de rola sozinha no fim de semanaconto erótico- flerte com filhinhoIsac -Hugo |Contos Eroticos zdorovsreda.rulevei minha mulher para engravidar do caminhoneiroperseguindo brasileiras casadas para lhe foder o cu eroticoContos eroticos picantes peguei minha irmã safada dando negão pisudo homem emdurece o cacete na bunda da rabuda no bus emcoxadacontos eroticos dando mamaro filho da minha patroa ele foi metendo seu pau na minha buceta virgem que sangro ele começou a fuder minha buceta eu gozei ele fundendo minha buceta ele gozo dentro da minha buceta ele começou a fuder meu cu virgem ele gozo dentro do meu cu quando eu sair do seu quarto minha patroa me frago eu saido do quarto dele minha patroa disse pra mim que eu ia ficar grávida do seu filho conto eróticocontos eroticos de idosas mendingasbrincando escanchada contos pornoporn provocadeitacontos eiroticos leilapornprequitinho novo rapadonando ta duendo nando ai minha buceta nando ceta poinhndo tudoContos edoticos da.dk nbanho no meu filhovideo do irmao brechado a irma domado banhanho nuanovinha xeia de pintas na bct na siriricapedreiro fodendo véia n refórmabranqinha se esbarra na pica xv