Delirando de prazer com meu irmão

Um conto erótico de Nina Von Teese
Categoria: Heterossexual
Data: 26/01/2008 01:53:39
Nota 9.62
Assuntos: Heterossexual

Para ver outros contos mais picantes de

Nina Von Teese acesse o Blog:

http://contosninavonteese.blogspot.com

O que venho a relatar é algo que aconteceu comigo de uma forma inesperada, não pensem que planejei todas aquelas situações, que sou uma mulher sem valores, pervertida ou coisa do tipo. Mas gostaria de dividir com alguém um pouco do prazer que senti.

Eu sempre fui uma menina muito caseira, morava com minha família em um sítio aqui no interior do Rio Grande do sul. Era uma vidinha pacata, ainda pela manhã eu tirava leite das vacas, alimentava os animais e fazia comida para meu pai e meus irmãos, um de 12 e outro de 14 anos.

Sempre cuidei deles, minha mãe havia falecido quando eles ainda eram muito pequenos, então fiquei com as responsabilidades da casa, mesmo sendo ainda uma menina.

Nossa casa ficava muito longe da cidade e para mim era praticamente impossível sair de lá para qualquer situação que fosse. Meu pai e meu irmão mais velho que seguidamente saiam, eles levavam leite para alguns mercadinhos da cidade, e lá passava quase o dia inteiro.

Eu passava o dia cuidando do meu irmão menor, o ensinei a amarrar os cadarços, a ler e escrever e até pouco tempo ainda dava banho nele, onde eu fosse ele estava perto e me ajudando.

Era como meu filho, muito apegado a mim. Ele nem chegou a conhecer a mãe que morreu no parto, era um menino franzino, de cabelos pretos e lisos com uma pele pálida. Ele se espelhava em mim para tudo, e não desgrudava um segundo. Eu era para ele a única referência feminina, o garoto poucas vezes havia saído do sítio e com o passar do tempo iniciou uma série de questionamentos que me deixavam extremamente constrangida.

Ele queria saber por que não podia tomar banho junto, dormir junto e por que eu fazia xixi sentada e ele em pé... Certo dia, ele viu alguns papéis sujos no lixo do banheiro, ele guardou e mostrou pro papai, apavorado ele achava que eu estava doente e não queria contar para ninguém... Eram minhas regras! Ele me espiava no banho, e já naquela época parecia ter um pintinho bem saliente... Pois a noite ele dizia que estava com medo e pedia para dormir comigo, ele se abraçava e no meio da noite eu sentia ele me tocando... Seu pequeno pênis se esfregava em mim... Era estranho, não queria pensar naquilo, mas eu gostava, sentir aquela cabecinha de um pau ainda pelado me cochando por debaixo dos lençóis...

Mas ele estava crescendo e não passava muito tempo aquele garoto começava a encorpar-se, e no seu rosto, as primeiras penugens brotavam na pele. As brincadeiras dele comigo já tomavam outro tom, ele estava forte e me dominava com facilidade... Eu era uma mulher pequena, mas ostentava grandes seios e quadris, era do tipo ancuda, de cabelos longos e cacheados.

Ficávamos sempre nós dois nos fazendo companhia, mas um dia chegando das cocheiras, vejo meu irmão em uma situação estranha, estava a alisar uma pequena porquinha que tínhamos e que era criada solta, como animal de estimação. Ele sempre brincava com ela, mas naquele dia ele estava no fundo do pátio com ela no colo, ele se assustou quando me viu, e para minha surpresa quando o se levantou, estava com as calças pelos joelhos... Ele vestiu-se com rapidez e correu para dentro de casa, mas não pude deixar de ver que ostentava um grande membro, que se mantinha duro e dificultou que suas calças fechassem... Meu irmão estava crescido e me surpreendi com o tamanho de seu dote.

Mais tarde conversei com ele, que me negou que tivesse acontecido qualquer coisa... Mas ressaltou que era um homem e que tinha suas necessidades. E isso se confirmava cada vez mais a medida que o tempo passava, na sua cama quase toda noite eu via ele colocar as mãos por dentro da cueca e mexer no seu pinto, eu fingia que não via, mas não posso negar que me sentia atraída por aquela enorme rola, ficava molhada e tocava na minha bucetinha também.

Mas ele era meu irmão e lhe devia respeito, só que eu o surpreendia com frequência entre as cocheiras, de calças arriadas alisando sua pica... Eu já não o interrompia mais, e certa vez passei a observá-lo, ele se mantinha sentado entre algumas laranjeiras e enquanto via um cavalo cobrir uma égua ele se masturbava...

Fazia cara de quem estava louco de tesão, ao ver aquele mastro que o cavalo exibia entre as patas... ele cuspia nas mãos e alisava a cabeça de sua rola... Eu observava tudo sem dar um pio, e por baixo daquele meu vestidinho de chita eu encharcava as calcinhas, e mesmo sendo meu irmão eu desejava aquela pica entre as minhas pernas.

Ele ficava ali até gozar e quando terminava ele sempre ia me procurar, ficava de abracinhos e beijos, cheio de frescuras para o meu lado... Numa dessas ele pegou da minha mão o pano que eu secava a louça e saiu correndo em direção ao quarto, eu, já brava, vou atrás. Ele me surpreende me jogando na cama e deita por cima de mim...

Entre as minhas pernas posso sentir o volume de sua rola que de tão dura parecia querer me furar... Ele num instinto de tara, me beija a boca. Eu tento me soltar, mas ele me segura e só me solta quando ameaço contar para o nosso pai. Mas confesso que naquela hora eu estava louca para abrir as pernas e me deixar penetrar, estava toda melada e adoraria que ele não respondesse as minhas ameaças e me socasse sua pica bem no fundo... Mas ele recua.

Ainda no mesmo dia, já pela tardinha, resolvo tomar meu banho e para piorar, havia esquecido minha toalha no varal. Como estávamos só os dois ema casa, eu não podia sair nua do banheiro, então pedi para que ele me alcançasse mas que não bancasse o espertinho... Ele disse que eu andava cheia de frescuras e que já tinha me visto pelada muitas vezes!

Ele me alcança a toalha, mas fica a me esperar no quarto onde sempre vou colocar a roupa. Eu peço que ele saia, mas ele disse que éramos irmãos e não precisava ter vergonha, me pediu para olhar... Ele dizia que o dia que estivesse com uma mulher nem ia saber o que fazer, que tinha vergonha disso.

Então resolvo me trocar ali mesmo, eu me desenrolo da toalha e deixo à mostra meus minha xoxotinha cheia de pelos, ele parecia encantado com minha nudez e como se nunca tivesse me visto assim ele argumenta que eu havia mudado bastante, que estava bonita. Eu vejo entre suas pernas o volume de seu pau ficando duro para mim, meu irmão se excitava por me ver...

Ele notava que meu corpo tinha formas mais femininas, que meus seios já demonstravam biquinhos duros e escurecidos. E que minha bunda estava bem saliente. Ele me confessa que nunca havia visto uma mulher nua de verdade, além de mim e que tinha curiosidade de ver como era uma xoxotinha de perto, por dentro... Brincando me pede para tocar minha xana... E diz que se eu deixar ele mostra sua rola para mim, eu brinco e digo que já havia visto várias vezes aquele pintinho, mas ele retruca falando que não assim... Tão grande e duro...

Ele saca de dentro das calças uma pica enorme, uma rocha que apontava para a lua, estaqueada. Eu ainda nua, sinto entre minhas pernas, minha bucetinha piscar de tesão. Ele pede para que eu toque, eu tinha receio de cometer um pecado, mas possuída pela tentação eu toquei, e quando coloco a mão sobre a enorme cabeça daquela rola, ele geme...

Eu sento ao seu lado na cama e continuo a mexer no seu pau, eu masturbava meu irmão com prazer, estava sedenta por uma pica, que há anos não via. Ele me diz para chupá-lo, e sem pensar duas vezes eu cai de boca naquele cacete gostoso, meu irmão era bem dotado, mas era cabaço de mulher ainda. Já tinha comido algumas éguas, porcas, mas buceta de verdade não...

Ele precisava saber o que era um rabinho gostoso, uma bucetinha quente e molhada que se lambuzava por uma pica grossa... E ele tinha. Eu deitei para trás na cama e ele me arregaça as pernas abre minha xana e enfia a língua... Você é gostosa maninha, ele fala.

Ele lambe bem o meu grelinho, chupa com voracidade mas gostoso, degustando todo aquele mel. Não se contém e testa meu buraco com os dedos, ele sem pena enfia na minha vagina e tenta achar seu fim.. Ele tenta alargar meu rabo, querendo enfiar a mão toda, estava acostumado com a xota das éguas... Não sabe o que é uma xana de mulher.

Ele quer me penetrar o pau, quer sentir sua rola dentro de mim, ele me botou de quatro, e sentia-se um cavalo com a pica dura e numa única estucada enfia até as bolas! Inexperiente.. O potrilho safado quase me rasga... Mas eu gosto.

Meu irmão me pega nos cabelos e com força fode minha xoxotinha, enfia sua pica gostosa e cabeçuda no fundo do meu rabo... Delicia! O potranquinho sabia foder de verdade, e arregaçar qualquer buraco... E não satisfeito ele tenta penetrar meu ânus, eu falo para ter calma que ali doía, mas ele nem espera eu terminar de falar...

Interrompe minha fala com uma estocada no meu cu. Ele soca, até tirar sangue! Me dominando com força ele segura minhas ancas e me impede que saia de sua mira. Na minha bunda o barulho de suas bolas, do pau que arregaça meu cuzinho. Meu rabo ardia e parecia dilacerado com aquele cacete gigantesco... O garoto estava sedento por uma xota, e me tratava como sua porquinha.

Mas começo a mexer no meu grelinho e vou aos poucos relaxando e soltando as pregas... Ele enfia mais fundo ainda! Estava gostoso, eu adorava dar o cuzinho, me sentia como uma cadela! Pica gotosa, caralho grosso e cabeçudo... Arregaçando o meu cu sem pena... Era assim que meu mano fazia!

Ele gozou lá dentro e seu pau murchava aos poucos, enquanto ele pincelava com sua pica a porra na minha bunda... Foi demais! Nós ficamos ali abraçados e nos beijamos...

Esse era o nosso segredinho, transamos muitas vezes depois, eu e meu irmão fazíamos cada safadeza sozinhos em casa, e não víamos maldade nisso, depois de já termos cometido o pecado uma vez, de Deus receberíamos apenas um castigo... Por isso aproveitávamos e nos satisfazíamos, e para mim, nunca me faltou homem... Pois meu próprio maninho já me fazia sentir mulher.

Se você gostou deste conto, não esqueça de postar um comentário e votar na coluna ao lado, ou se preferir mande um email para:

[email protected]

E para ver mais contos de Nina Von Teese acesse o Blog:

http://contosninavonteese.blogspot.com

e se divirta!!!! Beijusem vc ...

Nina Von Teese.


Este conto recebeu 0 estrelas
Estamos testando um novo formato de votação. O ranqueamento será feito não mais pela média, mas apenas pela soma das notas oferecidas. As notas também serão apenas de uma, duas ou três estrelas. Isso deve evitar que haja quedas repentinas do ranking por conta de ataques por alguém que queira manipular os resultados. Se tiverem dúvidas, .

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/03/2015 13:53:40
Muito bom seu conto!!
15/10/2009 03:16:54
i love:)
06/07/2009 03:50:37
Muito boa sua história
02/10/2008 17:20:09
adorei seu conto Nina, muito bem narrado, parabéns, faltou só mais alguns detalhes. tchau, Xapa
17/02/2008 17:11:45
oi, Nina,gostei muito do seu conto..muito bem descrito,muito bem escrito,tesudo e envolvente..queria ter uma irmã assim..beijos muitos

Online porn video at mobile phone


gostoza rabuda sendo encoxada por picudo ater gozsrEGUA FUDENDO COM HOMEM GOZANDO E ABRINDO A BUCETA E RINXANDOcunhadinha linda gostosa me dando o cuzinho e gritando de dor e tezaoconto rabuda preferi atrasXsvideos dotado nu na punheta novinha com agua na bocavideo traza afosa e debochada no zapmarido esposa para faser cuingue cuconto sexo anal piracaiafoi ajudar a irma estudar e pediu o cu como pagamentocontos de boquete bom de primos e primas novinhosContos eroticos de sexo com genroconto erotico viadinho de calcinha e peruca com o borracheirocontos eiroticos leilapornconto erotico gay fui obrigado a virar travestisobrinha Zinha bem novinha mostrando os pentelho para o tio e foi f***** XVídeosmulher derramando enfiando um copo de cachaça na bucetacasa do contos eróticos negão tirando as pregas do c* das viúvasmulheres que nao aguentaram dar o rabo pra bem dotadosminha irma deixou um bigodinho na xana so pra fuder comigoefaç de porncorno sendo humilhado lambendo direitinho buceta cheia de gozoconto porno eu tava so de cueca e minha filha sento no meu coloquero ver filme pornô com sapato de plástico vermelho enfiando a rola no cú delexisvido cruzametochantagiei minha irma casada contosconto erotico gay vovo deu leite pro netinhovidio porno gostozas rebolando napiro esendo gosada nsbucetaxvideos desleal branquinha dando pro negaoabaixar video molequinho pivete gozando demais na punhetacontos eroticos com padrasto estupro gosteimao no cuxvidiosdurmiu com a prima e bateu uma ciririca nela fasend ela goza muitovidios de homes levam amigos para tranzarem com as esposasconto erotico onibus velhooxvdnegao dotado come a novinha e a mae gostozaminha cunhadamorena e baixinha peido no meu pauminha tia Gleice Albuquerque pornôpatricinha do olho azul se surpriende com tamanho da rolaestrupa filha e confessa yotubecontos eiroticos leilapornvidioporno coroa branca buceta bem arbetacasa do contos erotico evangelica negragaroto punheteiro garanhao curral xvideocontos. herotico. dei pra todo mundo por dividacontos de incestos e surubas esposa com minha cunhada e minha irma nudistasConto erotico sou madura e consolo lesbicaso no buceta da novinha e ela chamando kauanfurei ontem com meu marido quero ffuder hoje de novo o que facocasadoscontos eroticos meu professor me comeu.a Www.vedio.porno.casais revisão de Santa CatarinamIXVídeos apavorou nua bêbada dormindo em cima da cama semmorenas engatada do pênis grande e grosso do sul filaContos eroticos gravida evangelicaX video maê fas boguetiponodoido meu pai e minha babaProdroto meti pau dura na buceta da entiada dorminoPijamar levo a picaxvideosconto erótico irmã amamentandoponodoido comendo a cabeleira enquanto a esposa arruma o cabelo completoxvideo contrata negao pra alisa mais esgorega e entraenfermeira peidorreira batendo p******Dou o cu para o traficante contos gayConto flagante lesbico Viuvamarentinhos xvideos pica hxh belem parabrasileiras f****** gostosa r***** toda queimadinha de biquíni com grelo g****** na b*****contos eroticos estupreiConto erotico o tarado do viagra tracou o valentãoEdufera cintosvizinha do intestino curto fodendonítido comendo o c* de lingerieporno gey cunhadinho chega en casa seu cuhado se decraraJaponesinha dandu u cusinhu pru negam bem dotadu 4relatos eroticos soniferosvideos porno pau gigante.na.bucetinha apertada deu emoragiavídeo de novinha querendo perder a virgindade com japonês cobrando no gesso XVídeosmulher recebendo massagen enlouquecidaeu quero ver as fotos da morena que dançava o Créu ela nua pelada porque sabendo que eras no site que ela ficou feio uma foto de pornô homem para a gente ver aquimenininha xinezinha estuprada xvideosfiume porno antigo do tasaõpadastro de 35cm de pica no cu da intiadahistorinha coxuda novinha peladinhavideos porno de so de traveco dotadu de sao pauloxxnx de mulher pirando muntada no superdotado gozando como loucacontos eroticos narados insestos mae filho narrados so narradosyahoo bater punheta cheirando meia do sogroMachos marumbados sexo gaycontos eroticos injeçaovídeo pornô mãe marquei encontro no motel com filho sem saber acaba transando com elecontos eroticos alvinho e o padreXVídeos sobrinhas trombada virgemcache:T8Q1RJOKjIwJ:zdorovsreda.ru/texto/201801336 calçinhas dentro dos reguinhos da buceta e do culésbica escorada na escada de perna aberta a outra por baixo chupando a bucetasogra convense a filha virgem perder cabaso .com seu maridoxxvideomae deita sem calcinha na cama com o filho e ele come sua bucetacasa dos contos eroticos adoro levar ferroEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãocnn.comendoocudatiaksalswing2011