A irmã da minha namorada

Um conto erótico de Rogerio M.
Categoria: Heterossexual
Data: 24/09/2007 14:35:02
Nota -
Assuntos: Heterossexual

Os fatos que vou narrar aconteceram em 1990, quando fazia Mestrado na UFRGS em Porto Alegre. O meu nome é Rogério (nome fictício) e tenho 35 anos atualmente e o que eu vou narrar aconteceu, quando fui convidado pela minha namorada para visitar a mãe dela no interior. Domingo pela manhã bem cedo eu peguei a minha namorada Júlia (nome fictício) uma gata muito bonita com 25 anos na época, 1,70 m de altura e com um corpinho incrível e a irmã gêmea dela Cláudia (minha colega de Mestrado). A Cláudia (nome fictício) era muito tímida e nós passávamos brincando com ela, embora devêssemos o nosso namoro a ela. No caminho chamamos a Cláudia de freirinha, pois ela tinha saído no sábado conosco e por enquanto nós tínhamos passado a noite no maior amasso ela só ficou dando beijinhos no namorado e quando transei com a Jú no carro e na beira da praia de Ipanema, que na época felizmente não era tão iluminada, e os riscos de assalto e etc... eram menores. A Cláudia ficou só na conversa com o André (nome fictício). Eu cheguei a brincar com ela que o seu namorado só a ficava esquentando e na hora do bem bom nada. Ao chegarmos na fazenda da mãe da Jú, ela nos recebeu bem alegre como sempre e nos avisou que teríamos um assado no almoço. Eu resolvi passear com a Jú pela fazenda e ao andarmos uns quinhentos metros avistamos um açude e ficamos namorando embaixo de uma árvore próxima. A Jú começou a acariciar o meu cacete e o tirou para fora da minha bermuda começando um boquete incrível. Sentia sua lingua percorrendo o meu saco, a cabeça, o talo... logo ela tentou colocar todo na boca, dava mordidinhas... chupava com vontade... Começamos a fazerminha língua percorria sua xaninha depiladinha... seu anelzinho... fazia praticamente uma penetração com minha lingua. Virei-me e comecei a penetrá-la com voracidade. Dava fortes estocadas, enquanto chupava seus seios e ela ia gemendo e gritando. Foi quando gozei dentro dela enchendo a sua bucetinha com a minha porra. Tirei meu membro da xana e dei para ela lambê-lo inteiro. Parecia um terneirinho mamando. Fiquei novamente com uma baita tesão e pedi para comer a sua bundinha e ela resistiu, pois até então não tinha me dado o seu popô, que ainda era virgem. Ela ficou de ladinho e pediu para eu meter devagar e eu demorei uns 10 minutos dando uns amassos nela e acariciando a xoxotinha dela até que a minha cabecinha entrou e ela deu uma gemida e eu fui metendo até que ela começou a gritar que estava doendo, mas quando eu disse que eu iria tirar o meu cacete, ela começou a gritar não tira, me rasga toda, mete tudo... e eu ia sentindo aquele cúzinho apertado se amoldando com meu pinto que não é nada grande (19X6), mas fez a Jú pedir bis. Acho que a Jú nunca tinha sido tão gostosa e eu nunca tinha comido uma gata no meio do campo foi uma loucura, acho que nós ficamos se amando por umas duas horas. Enfim nos arrumamos e fomos almoçar. Durante o almoço eu fiquei sentado entre as duas gêmeas, pois o namorado da Cláudia não pode vir, pois estava de plantão no hospital que ele fazia residência, e brinquei que estava contudo, pois duas gatas lindas como elas a meu lado é demais, pois tenho 1,72 e não sou muito forte. Na metade do almoço senti a mão da Cláudia nas minhas cochas e eu fiquei meio boquiaberto e quando a Jú foi ajudar a mãe dela na cozinha eu não resisti e comecei a testar a Cláudinha para ver até onde ela iria e não me contive e coloquei minha mão em sua perna e comecei a subir a mão e cheguei na sua bocetinha. Por cima do shortinho que ela vestia já sentia um calor incrível! Ela colocou sua mão sobre minha perna e eu comecei a passar as minhas mãos nas cochas dela e ela retribuiu as carícias com mais carícias. A Jú e a mãe fizeram um barulho e entraram, felizmente nós nos recompomos a tempo. Após o almoço a minha sogra pediu que a Jú fosse ajuda-la a lavar a louça, pois a Cláudia deveria ajuda-la no jantar e eu fiquei com a Cláudinha no sofá da sala. No início ficamos meio sem graça, mas eu comecei a passar as minhas mãos nas cochas dela e nos seus seios e ela abriu a minha bermuda e começou a punhetar o meu pau o que me deixou louco. Eu convidei a Cláudia para passear pelo campo o que foi logo aceito. Fomos a cozinha e convidamos a Jú e a mãe para passearmos conosco para ver se nos acalmávamos, mas as duas felizmente disseram que iriam tirar uma soneca após arrumarem a cozinha. Ao sair de casa a Cláudinha pegou a minha mão e me levou para beira de um riacho a uns 400 metros da casa. O local era lindo e a uns 50 metros do local aonde estava tem uma cachoeira muito bonita. Eu perguntei como uma freirinha tinha ficado tão assanhada e ela disse que tinha ficado louca pela manhã, pois tinha visto eu transar com a irmã dela e me disse que tinha ficado toda molhadinha e quase gozou vendo eu papar o rabinho da sua irmazinha. Começou me beijando na boca, pescoço, peito, lambendo e mordendo. Ela tirou a blusa e disse que queria ficar peladinha para mim. Tirou o sutiã vermelho, alça por alça, e pude acariciar aqueles seios lindos. Meu pau já estava tão duro que doía. Mas permaneci chupando os peitinhos, um a um, sem pressa. Ela gemia cada vez mais alto e começou a me morder e me beijar o meus ouvidos, o meu pescoço e o meu corpo, por enquanto eu passava a língua nela Trouxe o corpo ao encontro do meu e afastei-lhe as pernas e encostei meu membro na xoxotinha dela. Eu a sentia quente, me esfregava nela e ela em mim. Juntei suas coxas tirando a calcinha dela. Claudinha se deitou na grama e pediu que eu a chupasse e abriu as pernas me mostrando a xoxotinha dela. Eu cai de boca na xana dela e beijei, chupei, lambi, com fome de amá-la. Confesso que, às vezes, até mordia de tanto tesão. Enfiava a língua e lambia o grelinho, ela me chupava em um 69 incrível em que ela me punhetava e chupava com uma fome incrível. Pude sentir que ela ia gozar e acelerei a chupação-masturbação. Em segundos, estávamos os dois gozando. Ela, numa explosão, com um gemido mais alto. Ela disse que ainda era virgem e estava se guardando, mas ela pediu para eu come-la na bundinha. Ela ficou de quatro o que me deixou louco ao ver aquela bundinha empinada virada para mim. A Cláudinha levantava a bundinha, como que implorando para que eu a comesse. Esfreguei o meu pau naquele rabinho quente e passei o meu pau pela sua xoxota molhadinha para lubrificar o meu pau. Ela gemeu, dizendo por favor come só o meu cuzinho hoje e eu fui encaixando a cabecinha e fui masturbando a xexeca dela até que deixei ela completamente louca e após uns cinco minutos conseguir enfiar a cabeça e fui metendo com muito carinho. De quatro, a gatinha recebia toda a minha vara gemendo. A minha freirinha gemia, dizendo que doía muito mas era gostoso. Pedia para eu meter tudo e eu enfiei até o talo naquele cúzinho gostoso bem devagar, centímetro por centímetro no seu cú que estava apertadinho, foi até difícil no princípio. Comecei a movimentar o meu pau no cú dela fazendo um vai e vem incrível tentando a cada estocada botar todo o meu pau nela. Ela gemia, fungava e resolvi arrombar o cúzinho dela de uma vez e tirei o meu cacete até a pontinha e meti numa só estocada só sentindo as minhas bolas batendo naquele popô. Ela soltou um grito e eu comecei a brincar com ela quase tirava todo o pau e voltava a botar todinho ela estava super excitada, pois eu comia o cuzinho dela e ao mesmo tempo a masturbava. Ela gemia cada vez mais intensamente e eu a bombeei cada vez mais forte e não demorou muito nós gozamos e eu gozei como nunca, ao tirar a pica podia ver a porra saindo do seu rabinho e escorrendo pelas suas pernas.... Foi incrível comer o rabinho da minha cunhadinha. Após ficamos nos beijando durante uns 30 minutos e fomos tomar banho de cachoeira pelados, mas o melhor ainda estava por vir, mas isto fica para outra hora.

E-mail= [email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.

Online porn video at mobile phone


porno tia da um tapa na cara do sobrinho ele estupra ela brutalmente violentada pelo sobrinho na cozinhax vodios popas e bosrtonax vdeos novinhas mostrando busetinhamulher gostosa marombada toda forte foi xingar o homem esse homem estuprou ela fez ela bater uma p******uma diziam que iriam cavalgar pra dar pro seu namorado nomeio do mato sua bucetonafodendo a buçetona da coroa ver video em poucos minutoschantageando minha irmanzinha de 14 aninho depois meti na sua bucetinha ate enxer de porraconto porno minha mulher foi ao cabeleireiro depilar a buceta e o cucontos gay belmirowww gostosas do zaptkdona sebastiana dos peitos grande faz sexo com o compadre contos eróticoscaralhudo rasgando cu da loira cinquentonaxvideos encacho a rola sei coloca maolactofilia porno em sao carlos spcorno 25 cm cu porracontocontos meu sogro#contos eroticos tesaonocuo pedreiro me comeu a forca!!contos eroticosvimeu cachorro engatado emcadela quistambem comtoPorno gratis xvideos rola grosso no cu celado no bairrocontos eróticos com mulher gostosa de Biguaçu Santa Catarinaporno - socando uma pro amigo do marido no ofuroimagens de mulheres chupando o peito uma da outra com muito prazerlesbicaskero ver minha esposa dando a buceta cabeluda lurdes para o patraoWwwx vidios .con tirano cabaso con pene de borachammulheres contando qe 03homens comeram suabuceta em frente a seu maridoconto erótico assim nasce uma travesticontoswww.eroticos na festaneide cu de ouro calcinha entrando no cucontoseroticos/comadre rabudaadoro ver minha esposa transando com negoes dotados masoquistasgostosa rabuda negra de shortinho damdo xvideobucetascontocabeçao gg gosadas ptcontos eroticos gay filho pegador de mulher vira gayhomem estrompa mulher virgem em videoXVídeos mulher fazendo cocô e 32 no Condorminha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexox vídeos porno eu e minha mãe fomos tomar banho e fiquei esitadoler contos eroticos de padres reaisescrava dando cu na srnzalaminha mae pedio pra depilar minha xaninha i acabamos nos chupando filme brasileiroGeoMatheus -Votos |zdorovsreda.ruvideos do padrasto tirando a virgidade da sua emtiada e gozando nelaa mãe deixando o negão afrouxa a bucetinha da sua filha novinhasou solteira e viciada em zoofiliabrasileiras f****** gostosa r***** toda queimadinha de biquíni com grelo g****** na b*****contos eroticos capataz pau grosso que comia eu e minha mae e minha irma na senzalacontos eroticos fode FrouxoXVídeos que dia para minha esposa enfiar o biquíni na b***** e assanharam os outros homens na praiapegou a mulher do corno apertada e quando entrego tava so u buraco video porno cornocasa dos contos/turbo negroa mãe deixando o negão afrouxa a bucetinha da sua filha novinhaxvideo porno irmao abraca a irma quando ela ta lavando aloucaContos éroticos taradão caralhudo arrombando uma prostitutaincesto gay papai me fez de putinhawwwxxvideo filhinha desesperadaxvidio casas trepando sogra cochilqndo e xunhado tomando cervejqsogra peituda, esposa de resguardo ( contos ).contos eróticos com professoraseu quero ver um cachorro cruzando com a pobre ficando engatadoXvideos,mulher madura toda múscúlosa fudendotia gostosas foder com subtilcontos eroticos gay choreiamor sexo sem penetrar19 anos contos gayslevantei o vestido dela no beco e plantei rola x videoxvpaniquetiXVI de os foi estuprar a coroa mas ela gostou e gososou gostosocomendo cu da sogra da minha sobrinha contosver videos de modelas a lerem contos de natal com o vibrador emcima da vaginaconto erotico meu vizinho tirou minha virgindade gayporno filme grande que demore😉😉Contos eróticos-caçador de pau comprido e grosso me rasgougostosa rabuda negra de shortinho damdo xvideozd xvideo pau geande socando forte na coroa loira a forçaabaixar video molequinho pivete gozando demais na punhetaXVídeos pornô mãe f****** com filho dos filhos f****** com mulher ingratamamadelas e fodas na buceta fundaconto erotico comendo. tia bebadacontos eroticos apostei e minha esposa sofreu no pau enormemtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1ver buceta de egua enfiando estojo de gozarconto gay tiozao deu cuconto erótico a esposagostosa do meu amigo q eu tiver que engana ele.pra poder comer elacache:0QtCNCsKF0gJ:zdorovsreda.ru/texto/201703139 conto gay passiva pauzinho broxaacho que minha namorada gozou pq agente tava fazebdo sexo e a perna dela tava tremendous mas lindu buctaorebolando com a bundinha bem sensual Zinha só de calcinha rebolando rebolando bem devagarzinhomarisa quis transa cm negal cacetudoeu gosto daquelas gostosas sem vergonha de pomba limpinho e alisa no chuveiroso contos de evangélica traindo maridoconto erotico ca sada. com o velhonovinhas de camisola no desafio e vou tomar banhomulhe de xotinho setada mostrando a beradinha da buceta