um padre bem dotado

Um conto erótico de Silvinha
Categoria: Grupal
Data: 18/05/2006 12:47:10
Nota 9.75
Assuntos: Grupal

email senha Ou cadastre-se!

Nossa fantasia com um padre bem dotado (30 cms.)

Brittycat

Grupal

sábado, 29 de Janeiro de:15

Oi! Sou Brttycat e estou de volta!

Eu e Silvinha, ambas de 15 aninhos, vamos relatar mais uma de nossas fantasias realizadas e verídicas.

Na paróquia de nosso bairro foi ordenado um novo padre, novo mesmo, pois deveria ter no máximo una 40 anos, um moreno claro, alto, forte, olhos negros e com uma simpatia que causou admirações de todas as católicas safadinhas.

E foi numa quarta feira á tarde que fui até a paróquia para verificar o horário da reunião semanal dos jovens que vi algo que deixou-me muito excitada.

Estava deserta a igreja e quando fui pelos fundos onde o padre morava, ouvi gemidos e choramingos fortes, fui desfarçadamente até uma janela e pude ver pelo vidro aquela cena,uma mulher estava de quatro na cama e o padre socava forte em sua buceta, na posição em que estavam, via apenas a bunda branca do padre e as fortes estocadas que lançava sobre aquela buceta, seus gemidos foram tornando-se mais intensos e aos urros o padre inundou aquela buceta de pôrra, abaixei-me novamente e sai dali e fiquei na espera do lado de fôra, logo a mulher saiu, era Dona Cecilia espôsa de um importante político da cidade, desbaratinei e fui embora e confidenciei á Silvinha.

Na missa de Domingo fui me confessar com ele e lhe disse:

- Vi tudo o que fizera com Dona Cecilia, tenho muitas fantasias em minha cabeça e transar com um padre é uma delas, portanto você terá de fazer tudo o que eu mandar, senão eu ferro você.

Após a missa de um telefone público ligamos para ele e colocamos a regra do jogo, ele teve que aceitar na marra.

No outro domingo fomos á missa mais cedo, 07Horas, e pouco antes dele ir ao confessionário para ouvir os pecados dos fiéis, entrei e fiquei a sua espera, era apertado e abafado, quase que somente ele cabia ali dentro.

Logo ele entrou e sentou-se e começou a ouvir a primeira confissão, sabendo de minha presença, não espantou-se quando fui levantando sua batina e lamber suas pernas e chegando a suas coxas, ele estava sem cueca o safadinho, foi quando toquei a boca em um tronco, e que tronco, espantei-me com o tamanho do cacete daquele moreno, estava semi ereto e chegava ao meio de sua coxa, um gigantesco pirulito de carne, minha bucetinha e meu cuzinho babaram de tesão, abri a boca e engoli aquela cacetão, mamava e sugava aquela cabeçona, pois seria impossivel coloca-lo na boca, suas pernas tremiam de tanto tesão, massageava seus testiculos e subia e descia com a boca aquela estaca grossa e comprida e ouvia os sussuros das confidências e ele dando as penitências, 40 ave-marias e 80 pai nossos, eta povo pecador.

Senti aquela coisa monstruosa palpitar e inchar em minha boca e fui presenteada com a maior quantidade de esperma de toda minha vida, eram esguichos intermináveis que explodiam em minhas amígdalas e eu rapidamente engolia, pois senão engasgaria e não queria perder nenhuma gôta, continuei mamando e limpei-o totalmente, logo sai dali e fui encontrar-me com Silvinha e relatei a ela minha experiência, ela quase desmaiou quando com as mãos demonstrei o tamanho e a grossura daquela ferramenta, ela quase que não acreditou e ficou curiosissima e apreensiva para chegar sua vez.

Logo começou a missa das 10 horas e Silvinha posicionou-se no mesmo lugar que eu, fui uma das primeiras da fila e fui confessar-me, a esta altura com certeza Silvinha ja estava com a boca atolada naquela jeba enorme, então sussurrei baixinho a ele:

-Enche a boca da Silvinha, enche, esperamos você ao meio dia, após a última missa.

Percebi em sua respiração e alguns gemidos baixinhos que lavava a boca de Silvinha de esperma.

Saimos dali e fomos até sua casa no fundo da igreja e ficamos peladinhas em sua cama, logo ele chegou no horário marcado, chamou-nos de putinhas safadas e rimos muito dele, desnudou-se e deitou-se conosco, Silvinha abocanhou seu pau novamente e eu coloquei seus enormes testículos na boca, ele delirava de tanto tesão, Silvinha com extrema habilidade sentiu que ele iria gozar e sacou sua boca, seu pau estava descomunal e brilhava todo melecado com a saliva de Silvinha.

Fiquei de quatro na cama e ele foi introduzindo aquela picona dentro de mim, minha bucetinha estava tão encharcada que engoliu-o, meu útero foi empurrado sentido a meu estômago, ele estava todo dentro de mim, gemia e dava gritinhos:

-Vai padre gostosão, enterra essa pôrra de pau em mim, arrebenta minha xaninha, vai mais rápido, tá gostoso!

Suas estocadas aumentaram,meu útero acostumou-se com os vários cutucões que levava, rebolava e jogava minha bundinha aumentando mais meu tesão, Silvinha posicionou-se em minha frente e abriu suas pernas, entendi o recado e abri os pequenos lábios de sua bucetinha com minha lingua e comecei a lambe-la, seu cheiro de fêmea deixava-me mais louca ainda, meu tesão chegou ao máximo e descontroladamente comecei a gozar quando senti um enorme dedo invadir meu cuzinho, ele mexia lá dentro magistralmente, foi inevitável, cheguei a um louco orgasmo, as paredes de minha vagina vibravam, gozei gostoso com um enorme cacete na vagina e com a boca na bucetinha de Silvinha, que ejaculou seu mélzinho em minha boca.

E chegou sua vez, ele não sendo bobo, sabia que não poderia gozar ali dentro, sacou violentamente sua rôla de dentro de mim e empurrou-me para o lado, ficou em pé na cama e mirou seu cacetão em direção a Silvinha que estava deitada ali, começou então a lava-la, foram umas 8 ejaculadas fortes, lambuzou seu rôsto angelical, seus peitinhos e sua barriga, lambi a pôrra de seu rosto, dei um enorme beijo na boca de Silvinha e recolhi todo o esperma de sua barriga e bebemos juntas passando de uma boca para outra.

O padre masturbou sua pica novamente e ficou durissima, nunca vi um homem tão resistente e viril, deitou-se em cima de Silvinha, estilo papai e mamãe e socou sem dó, Silvinha enlaçou suas perninhas em seu quadril e meteram descontroladamente, Silvinha gritava de tanto que gozava, demorou um pouco mais para gozar com ela, foram uns 10 minutos de fortes estocadas, Silvinha deve ter gozado várias vezes e com certeza chegou a orgasmos.

Ele então fez o mesmo, levantou-se, e agora ejaculou seu leite morninho em cima de mim, uma sensação deliciosa.

Fiquei abraçada a Silvinha, ele levantou-se, bebeu um cálice de vinho e foi banhar-se pois estava muito suado.

Vestimo-nos e fomos para casa, mas antes ele orientou-nos para voltarmos mais tarde para terminarmos o que ele havia começado.

Voltamos lá as 17:00 horas, estávamos cheirosinhas, ele convidou-nos para entrar e disse que iria estourar nossas bundinhas e que havia uma surpresinha particular para jamais fazermos chantagem com ele.

Ele deixou-nos peladinhas e super excitadas, foi até outro quarto de sua casa e vem com Dona Cecilia dizendo que iria participar de nossa suruba, ela estava com uma cinta em sua cintura e um hiper-super-dotado pênis de silicone preso, era bem maior e grosso que o dele, parecia um cavalo.

Enquanto eu chupava aquele cacetão de silicone, Silvinha chupava o pauzão do padre, colocaram-nos de quatro uma de frente para a outra, para que olhássemos uma na face da outra, lambuzaram-nos no ânus com um lubrificante e começaram o serviço.

A bundinha de Silvinha foi arreganhada, ele apontou seu cacetão na entradinha da bundinha dela e socou, sua enrme cabeça passou, Silvinha deu um grito e abaixou seu rosto no lençol da cama, ele foi invadindo-a aos poucos, ela fazia força, prendia a respiração e soltava , seu esfincter com muito esforço abocanhou aquela vara enorme e aos prantos sentiu-se toda invadida, cuzinho, esfincter, reto e com certeza intestino, aos poucos começou a socar e tirar e aumentou a velocidade arrebentando de vez com o cuzinho de minha amiguinha.

Dona Cecilia estava atrás de mim e dava gargalhadas e disse:

-Tá vendo o que te espera sua putinha safada, você nunca mais vai querer ficar espionando os outros.

Disse isso e sem cerimônias invadiu-me, causando-me uma dor horrorosa, a portinha de meu cuzinho foi invadida sem prévia permissão, fiz como Silvinha, deitei minha cabeça no lençol, nossos rostos estavam colados e choravamos juntas sentindo a forte respiração de Silvinha.

Meu cuzinho foi abrindo-se e minhas entranhas foram recebendo cada cm. daquele cacete, meu esfincter engoliu-o, senti ele lá no fundo forçando a entrada de meu intestino, duas estocadas fortes e abriu a porta, senti os pentelhos de sua buceta bater em minha bundinha, aquele enorme corpo estranho estava todo atoxado em meu cuzinho, ela tirou quase que todo e empurrou acabando de estuprar meu esfincter, a porta de meu intestino fechava-se a abria com suas velozes penetrações.

A putinha da Silvinha acostumou-se com a situação e gozava feito uma louca, pedia para ele enterrar com força, estupra-la, rasga-la se necessário que tava gostoso, e aos berros chegou a um intenso orgasmo.

Meu cuzinho ardia e ao mesmo tempo gozava, espasmos percorreram suas paredes nervosas e quase desfalecendo tive alucinantes orgasmos anais.

Quando abri meus olhos, pude ver Silvinha levantando-se da cama e correndo para o banheiro, com o alargamento de seu esfincter ela cagou-se toda, grande quantidade de feses escorriam por suas pernas, o pau daquele padre gostoso melecado de sangue e merda, foi ao banheiro também, e comigo não foi diferente, quando aquela enorme tôra saiu de mim, senti um ôco por dentro e tivemos que ir todos ao banheiro.

Enquanto Silvinha fazia caretas evacuava o esperma de dentro de seu cuzinho, nós tres fomos á ducha, o padre lavou seu pauzão e Dona Cecilia também lavou seu pau de borracha que estava sujo com minhas fezes.

Banhei meu cuzinho que estava sujinho e logo Dona Cecilia em pé na minha frente dentro daquele box apertado, pediu para mamar em seus enormes seios, apontou seu pauzão de borracha para minha bucetinha e adentrou-me, não era como um pau humano, mas era muito gostoso, logicamente que não entrou tudo, anatômicamente não caberia ali, mamava em seus seitos, ela gemia de tesão, depois disso senti sanduichar-me, recebi um pau em meu cuzinho, movimentava minha bundinha para trás atoxada com o pau do padre no cuzinho e para frente com aquele pinto de silicone na bucetinha, não demorou e gozei pelos 2 buraquinhos simultâneamente e sendo lavada literalmente com muita pôrra em meu cuzinho estuprado.

Logo voltamos para a cama, vesti aquele pauzão de borracha e enquanto Dona Cecilia cavalgava no pau do Padre, Silvinha Sentou sua bucetinha no rosto do padre que enfiava a lingua dentro dela, mirei aquele pauzão de borracha no cu de Dona Cecilia e penetrei-a, seu cu era largo, com certeza o padre deve ter penetrado-a várias vezes, meti até o talo, e soquei dentro dela violentamente fazendo-a gozar muito.

Eu e Silvinha fomos para casa tipo 23h, exaustas pois, invertemos as posições e eu e Silvnha fomos duplamente penetradas também e para finalizar a sacanagem daquela orgia, eu e Silvinha fizemos um gostoso 69, ouvindo o padre chorar e gozar sendo enrabado por Dona Cecilia, ela arrebentou o cuzinho dele, padre viado e tarado.

Até mais galera, em breve mais aventuras de Brittycat!!!!

Um beijão no cacete dos rapazes e na bucetinha das ninfetinhas!!!!

Comentários

Bruna Torres

Adoro contos com paus descomunais invadindo buraquinhos. Fico molhadinha!!!

Carol

Queria um padre destes para mim, que delicia.

Marcinha

Já tive várias fantasias quando masturbo-me, mas jamais com padres, e até que satisfazer um padre faminto por sexo seria interessante.

Paulinha

Interessante o conto, bastante exagerado mas muito prazeiroso.

Mário

Você é louquinha . Pirei no seu conto. As meninas de hoje estão metendo á vontade e adoram dar a bundinha, só em minha rua já comi duas bundinhas gostosas.

xxxxxxxxxx

padre jumento...hahahahahahaha

Osama Bilau

Vc é muito crativa.Seus contos são excitantes. Parabéns!!!

Lolitinha

Morro de vontade de trepar com um padre , me empresta ele ?

Lolitinha

Morro de vontade de trepar com um padre , me empresta ele ?

Lauro Júnior

ue padre safado...

Quer deixar seu comentário? Faça o login! Privacidade garantida!

email senha Ou cadastre-se!

Vote!

Casa dos ContosA página principal da Casa dos Contos Eróticos. Últimos contosOs últimos contos eróticos enviados pelos leitores no mês Top MelhoresContos com melhores notas Envio de contosEnvie também você a sua experiência ou produção literária! E-mailEntre em contato conosco! Teremos o maior prazer em tirar sua dúvida ou responder qualquer pergunta!

Sorte no amor

Site Meter

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
23/04/2011 18:16:59
Tbem quero o endereço dessa paróquia. Ainda não trepei com padre, só com pastor.
29/12/2010 13:51:17
delícia de conto, amei demais, fiquei com muito tesão !!!
12/06/2010 19:43:38
Simplesmnete demais, vcs souberam fazer sexo diferente, mesmo sendo malzinha, gosto de meninas assim que sabem usar os homens tarados, parabéns.
01/09/2009 00:53:57
Foi bom esse conto. Enfim padre também é gente. Oh! Essas mulheres acabam com esse padre super dotado. Deliciar-se do prazer da vida nada de pecado. Gostoso e tesão me deu ao ler este conto
09/08/2009 02:58:42
esqueci o email
09/08/2009 02:58:11
gostei demais, quando vc vinherem em alagoas tenho uma amigo padre para apresenta a vcs
28/09/2008 00:01:56
Já trepei com um padre que comia um amigo meu. Pinto médio mas fez direitinho.
25/09/2008 20:27:51
Aff tô excitada demais...nuss
13/09/2008 02:18:18
Se é verdade desculpe mas este padre é um puta de um canalha. Além de trair o juramento que ele fez está engando a comunidade na qual ele é responsável. Eu sei que não é fácil ficar sem meter, mas porque entrou nessa então. Deixe de ser padre e vai viver a vida mais transparente. Tirando isso o conto foi legal. Mas não estrague a vida do padre está cheio de homem querendo fuder uma bucetinha e um cuzinho igual a de vocês. Bjs.
Wiwi
29/05/2006 10:34:35
Uma das minhas fantasias é justamente essa.Me diga onde é a paroquia desse padre?
Thiago
18/05/2006 15:27:27
Adorei seu conto me escreve sou do Rj 19 anos... venha me conhce sou bem apresentavel....

Online porn video at mobile phone


vizinha gostaza fodendo muito com o marido me chamarao pra chupar ela na cama delesrubiaebeto quase mulher 114_2Contos eroticos entre padre e noviçaxvideo piazada metendo ns maexvideos a muler norreno de roladaxvideoporno primas bonbadinhas de casa transando bem gostosocontoserticosnegaowww.xvideos-gaysinho peniz montro.comXvideoy aiii gostosooMulher.firgem.perdemdo.ocapasoconto porno seduzi ele ate ele me deu o cuzinho/gaycontos eiroticos leilapornfilme pornô rasgando a vacina novinhaCasada apalpando amigo por baixo da .comesa porno 10sexo com a ima e u comlhadoconto gay bostaabusada cruelmente por um negro roludo pornocontos eroticos com fotos. meu cunhado adora comer meu rabao.vídeos virgens roçando a xota e esguichavam Flagrei minha filha de dez anos se masturbando fiquei espantada mas espliquei a ela o que estava acontecendo e encinei a se masturbar so qiue ela quere que eu faça direto agora conto eroticos mentir pra enteada nlcontos eroticos a cunhada quietinha e.religiosaconto erotico o cavalo subiu nas costasbotando soacabeça dotico nocu damagrinha dormindoela conseguiu agasalhar uma rola de 30 cm e grossa na xanao homem pegando a mulher traindo ele em casa lavando secando a madeira no rabinho delacontos porno clareira da cadelafilho chupando a mae com gemecaoxvideos lavei.de porra a boca fs novinhasexo brutatio tarado comendo sobrinha a forçanegão explode bucetinha pau monstro video zoofiliaContos eroticos virei corno contra a minha vontadeflagrei mamae com irmaonovinho roncano cabaco da novinhamarido embebeda a esposameu marido viciou em porra de machoporno gey peando priminho pre. adolesente e jovem tanbem xvidiosContos pornos-botei o bebe pra tomar leite do meu pauclip16.com meninas virgens dando ate sair sanguesobrinha degosa contostranzei com a safada da minha cunhada e ela emplorava pra meter mais forte contosflagrei a novinha fudendo no mato e chantagiei contosmenina joga poloaquatico pra ser encoxadaconto erótico "panicat"menininha xinezinha estuprada xvideoscontos eroticos me obrigaram a fazer nojerascontos erótico menininha. dama de honra anne carolzinha fofinha gostoza trepano muitovídeos tratantes no ônibus xxxxxvideo mulher gosando wue nem louca e estralando a bucertafotos de bucetas q nhca tranzoucontos eróticos pique escondetetinhapornorapaz pula fora quando senti que o negao ia empurrar tudosou casada com dois maridos e vivemos na mesma casa contos eroticoscabecudo guspinno porraAliviando os funcionarios contos eróticoscontos eroticos levei piça gg em todos os buracoscontoseroticosvariasgosadaspeguei meu irmao gay e minha irma virgem fudendo nao aguemtei cumi os doispano vidio garotas com bucetas jigantecontos eroticos madame bunduda submissa completacontos eroticos gays bombeiro sarado hetero me fudeu sem doeu gosto daquelas gostosas sem vergonha de pomba limpinho e alisa no chuveiroVelhopintudocontosspank femdom dominadora contosxivide cavalo gozando dentro demulebrincando escanchada contos pornocontos eroticos de tia bolinando sobrinha menor de idadeevangelicas encochadas nos transportes publicos contos e videosconto erotico despedida solteirase basear pornô pai pega filho com a filha transandowww.negao metie na velha porno.comMãeem sinaa filha chupa pica