Desabafo e Verdade

Um conto erótico de Jogador
Categoria: Heterossexual
Data: 24/11/2004 16:12:56
Nota 7.50
Assuntos: Heterossexual

Desabafo:

Sou viciado em jogos, de todos os tipos, mas minha perdição é o poker. Freqüento uma casa de jogo, clandestina é obvio, vou três vezes por semana. Sou casado, minha esposa é maravilhosa, bonita e fiel. Ela sustenta a casa com seu trabalho e educa nosso filho de 7 anos. Eu já perdi muito e ela cansou de pagar minhas dividas de jogo. Agora tenho um táxi, que e ela comprou para mim trabalhar, não preciso levar dinheiro para casa, ela diz: posso gastar o que ganhar como motorista de taxi, nem um centavo a mais. Foi o modo que ela encontrou para sustentar meu vicio sem ter que me dar dinheiro ou pagar minhas duvidas. Assim tudo que ganho gasto no jogo, minha mulher compra minhas roupas e banca todas as despesas da casa. Como faço todas as quintas feiras eu fui jogar. O dono da banca nunca deixa eu gastar mais do que tenho comigo no dia, não tenho crédito, foi a condição que minha mulher impôs, quando pela ultima vez ela pagou uma divida minha. Naquela noite as coisas estavam diferentes, eu comecei a perder, como sempre, perdi o que tinha comigo e quando fiquei a zero, mas, para minha surpresa, o Charles, banqueiro do jogo, me ofereceu mais fichas, estranhei, mas aceitei, sempre com a esperança do jogador: recuperar e ganhar. Acabei naquela noite devendo R$ 4 mil, que é muito para mim. No dia seguinte o Charles me ligou, queria receber e ameaçou falar com minha mulher eu pedi, pelo amor de Deus para ele não falar com ela. Ele me chamou para conversar e me fez uma proposta indecente: a tua mulher deve ter dinheiro e jóias em casa, ela ganha bem, eu tenho a ficha dela desde que ela pagou aquela tua divida. Eu fiquei chocado e ao mesmo tempo arrasado, mas o Charles continuou insistindo, dizendo que já fizera isso com outro cara que devia para ele e que tinha um esquema legal e seguro com uns policiais amigos dele. Eu reconheci que ela devia ter dinheiro e jóias, pois ela ganha bem e guardava em casa dólares em casa, e claro que eu não tinha a chave do cofre. Ele disse que eu poderia facilitar a entrada dos caras na nossa casa e eles fariam um assalto e pegariam o dinheiro e jóias que ela tivesse e que se tivesse mais que os R$ 4 mil eu ficaria com credito. Eu, obviamente relutei, mas ao mesmo tempo não queria contar para minha mulher. Eu acabei aceitando e ouvi a proposta dele em detalhes e acabei concordando. Assim, numa noite de sexta eu e minha mulher tínhamos uma reunião na casa de um amigo do trabalho dela e como fazemos sempre, eu levei meu filho para a casa da minha sogra enquanto minha mulher se arrumava e depois iria apanhá-la para irmos à festa. Eu sai com meu filho e ela ficou se arrumando. Quando voltava para casa, depois de ter deixado meu filho na minha sogra, conforme estava combinado com o Charles, os três caras, todos negros, fortes e mal encarados, eles entraram no meu carro e fomos para casa. Quando chegamos, entrei na garagem, moramos num sobrado, eles me algemaram, me vendaram os olhos e entraram comigo. Minha mulher devia estar acabando de se arrumar, eu não podia vê-la, mas podia imaginá-la toda produzida, vestido preto colante, sandálias de salto alto, toda maquiada, um tesão, como ela sempre fica quando se arruma para festas. Ela estava no quarto e entramos todos, os três negros e eu algemado e vendado. Eles a dominaram e amordaçaram. Disseram que queriam dinheiro e jóias, que nada fariam se ela entregasse o que tivesse. Tudo corria bem, conforme o planejado, eu estava nervoso, mas aliviado, pois eu temia que eles fossem violentos com ela, mas não estavam sendo. Ela dizia que não tinha dinheiro, eles ameaçaram bater nela e ameaçaram me fazer ir buscar nosso filho enquanto ela ficaria como refém. Ela estava apavorada e repetia que não tinha dinheiro. Ela abriu o cofre e disse: ta vendo, não tenho dinheiro, não tenho nada!!! Eu gelei. Senti um dos caras me dar um murro na cara, acho que foi um desabafo de raiva. Eles ficaram nervosos, não gritavam, só falavam de modo forte e insistente, queriam dinheiro. Ela repetia não tinha nem dinheiro nem jóias. Ela falou para os caras levarem tudo que quisessem da casa, dvd, computador e tudo o mais, mas eles queriam só dinheiro ou jóias. Eu estava apavorado, o plano fora por água abaixo. A minha mulher chorava, não se dirigia a mim, mas chorava baixinho, um choro contido, ela não podia chamar a atenção dos vizinhos. Então, aconteceu o pior, um dos caras falou: bom se eles não tem grana pele menos ela e bem gostosa e esta um tesão toda produzida assim. Vamos nos divertir com ela. Eu nada podia ver, só ouvi o barulho deles jogando ela sobre a cama e os gemidos e o choro dela. Eles falavam: que gostosa, tira a roupa dela, olha que tesuda, que meias finas de madame, que tesão... Eu ficava imaginando tudo o que eles estavam fazendo e me apavorava cada vez mais. Ai um deles falou: vamos fazer o maridinho ver tudo que vamos fazer nessa vagabunda. Eles tiraram a venda dos meus olhos e eu estarrecido com os olhos esbugalhados, vi minha mulher nua na cama, só com as meias 7/8 que ela gostava de usar, sem calcinha, sem soutien. Eles a estavam amarrando com os rolos de gaze de farmácia que eles trouxeram. Eles a amarraram na cama de pernas abertas e braços estendidos. E começaram a se divertir, tiraram a mordaça da boca dela e um deles foi logo enfiando o pau na boca dela, outro caiu de boca na buceta dela e outro nos seios. A partir daí eles fizeram tudo nela, comeram o rabo, chegaram a fazer dp, ela ficando deitada e um na frente outro atrás. No começo ela tentou resistir, mas a partir de um certo ponto eu percebi que ela estava deixando e pasmado vi que estava gostando e gozando. Eu não acreditava no que via. Os caras de vez em quando vinham até mim, e levantavam minha cabeça para eu ver direito o que faziam nela. E diziam: olha, ela esta gostando, a safada, ela é uma puta bem vadia, Você sabia? Eles ficaram quase uma hora e gozaram muito nela a foderam de todos os modos. Saciados eles amarram-na novamente e se prepararam e foram embora. Com esforço ela conseguiu se soltar e me soltou. Abraçamos-nos e ficamos assim por um tempo em silencio não conseguíamos falar sobre o que tinha acontecido. Nesse momento veio aquele enorme arrependimento, a culpa enorme, tudo aconteceu por minha causa e que quis morrer, jurei nunca mais jogar. Ela avisara o amigo da festa que não iríamos, mas não comentou nada. Resolvemos não comentar nada com ninguém. Iríamos guardar tudo aquilo para nos mesmos como um segredo e eu, ia guardar um outro segredo, muito maior e doloroso. Além de tudo o que tinha acontecido, da minha culpa por ter causado tudo, eu passei a carregar mais um segredo dentro de mim: eu tinha gostado e me excitado em ver minha mulher ser estuprada. Eu tinha ficado de pau duro e disfarcei em curvando, por isso eles vinham me erguer para eu ver tudo, ainda bem que os caras não resolveram mexer mais comigo se não ela poderia ver que eu estava excitado com o sofrimento dela. Eu nunca contei isso a ninguém, precisava desabafar. Quem quiser conversar comigo sobre esse meu tesão em ver minha mulher ser estuprada por favor escreva para: [email protected]

A verdade: ( Leiam antes o conto Desabafo – para entender este meu relato)

Sou casada com um jogador, viciado irrecuperável, mas gosto dele, eu o amo, temos um filho de 7 anos, maravilhoso. Se meu marido é viciado em jogo eu sou viciada em sexo, sou ninfomaníaca. A diferença e que eu sei que ele é viciado, eu já cheguei ate a pagar dividas dele, mas ele não sabe que sou uma puta safada e depravada, que adoro foder e me entregar para vários machos. Numa das vezes que eu tive que pagar uma dívida de jogo do meu marido eu conheci o dono da casa onde ele joga, o Charles. Senti uma enorme atração pelo cara, paguei a divida com sexo, transei com o cara muito em troca do perdão da divida do meu marido. E foi muito bom, depois de paga a divida eu me afastei dele, eu não fico com homens muito tempo, eu enjôo, transo algumas vezes, mas depois preciso de carne fresca. De uns tempos para cara eu comecei a ter vontade de dar para vários homens na frente do meu marido era um meio talvez de humilhá-lo e de me depravar mais ainda. Sexo para mim é depravação e entrega total aos instintos eu vou ate o fim nas minhas fantasias e desejos eu faço loucuras. Então armei um plano para poder dar na frente do meu maridinho e tudo aconteceu conforme eu planejei com a ajuda do Charles. Numa noite que meu marido foi jogar, ele começou a perder e meu amigo Charles deixou meu marido passar do limite de só perder o que tem no bolso. Assim, meu marido ficou devendo R$ 4 mil. O Charles, tudo conforme meu plano, propôs ao meu marido que eu fosse assaltada em nossa casa e para isso meu marido teria que facilitar a entrada dos caras em casa. Na verdade os assaltantes, três negros maravilhosos, são meu amantes e tem me comido muito nos últimos tempos, eles toparam participar da armação, pois na verdade queriam também me comer na frente do meu marido. Não foi difícil Charles convencer meu marido, que com medo de eu ficar sabendo da divida, o maridinho concordou em facilitar a entrada dos caras em casa para me assaltarem e roubarem o dinheiro que seria usado para pagar a divida que ele tinha com o Charles. No dia combinado meus amigos negros abordaram meu marido que tudo facilitou e eles entraram em casa. Meu marido estava algemado, vendado e não viu como eu estava gostosa esperando meus negros. Eu estava de robe de cetim, cinta liga, meias 7/8, sapatos scarpin, eu estava uma puta perfeita, a verdadeira puta que eu sou. Eles entraram e simulamos o assalto, mas para surpresa do meu marido eu não tinha nada no cofre de casa, e claro que minhas jóias e economias estavam num outro lugar. E como não encontraram nada os meus assaltantes resolveram me estuprar, na frente do marido e tiraram a venda para ele ver tudo. Foi uma cena maravilhosa, me senti a Lucélia Santos sendo estuprada por negros em “Bonitinha, mas Ordinária”, no começo fingi reagir, mas depois, relaxei e gozei muito, meu marido corninho pasmado não acreditava. Eu gozava por que sabia que ele estava arrasado, humilhado por ter sido o causador de tudo. Bem, tudo correu como eu planejei e realizei minha fantasia, alem disso, meu marido com o trauma sofrido deixou de jogar, pelo menos por enquanto.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/08/2016 09:42:58
Passa seu endereço que podemos ter uma aventura tenho 51 anos um pau de 19cm e muito safado gostaria de ser amigo do casal seu marido iria adira ver eu comer sua bunda enquanto ele chupava sua buceta passa wtsap que mando foto
16/02/2014 10:21:00
Muito interessante a parte da mulher bancar, mas triste as demais partes.
Asdrubal
25/11/2004 11:40:38
Este conto tem de tudo, viciado em jogo, gigolô, corno e puta, só tá faltando este filha da puta do marido dar o cú para ter viado também, assim fica completa a obra do Nelson Rodrigues.
Ricardo
25/11/2004 08:13:49
Em resposta ao comentário da Carla e seguindo sua afirmação, creio que ao invés de duas coisas infinitas, você poderia dizer que são três, acrescentando que além do universo e da tolice dos homens, há também a boa fé das mulheres em acreditar que tudo que está escrito é verdadeiro...rsrs Mas, mesmo assim, gostei do seu comentário e credulidade, me responda e quem sabe, não possamos nos conhecer? Eu gostaria...beijoca.
amigo
24/11/2004 23:17:27
tente meu amigo tente !!
Carla
24/11/2004 20:54:09
Olha espero q vc pare de jogar , é um triste vicio , isso vai acabar com sua familia e com sua vida.Não farei critica nenhuma sobre oq relatou , mas pense muito bem no que fara agora em diante , pode até ser que agora vc ñ se aperceba de certas coisas , mas no futura trara muitas consequências estas muito graves , principalmente em relação ao filho de vcs"Há duas coisas infinitas: o Universo e a tolice dos homens."

Online porn video at mobile phone


pequeninhacontospicudo gosa n cu d casada e tira bostacontos eroticos drogadagta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetafiui porno gozada dentro sequiso roti so buceta grandemotorista da madame contos eróticoshumilhaçaocontoseroticoxvideo amador teens assustada quando entro de na xoxota de bruço xoxotaxvideos amao toxa .o ,ucontos eroticos com senhoras da igreja testemunha de Jeovámulher gravida barriguda lava a xoxota e o cu pra fudequero ver dois pauzudo de 90cm pegando uma casada e fazendo ela gritar e gemerassistir filmes porno a itiadaas Panterasmulher gostosa casada paga dívida de aluguel atrasado grátiscoxas descoloridas fazendo sexodoce nanda parte cinco contos eroticosnao sou gay e consegui enfiar 25 ctm no cunovinha nao. greta psu grande. chorabuceta gozano nepicaxvidios marido trabalhanvidios porno com ñovinhäs perdenco cabaco a forcagts agaxada mostrando o bucetaocoroa e varoa safadalindinhas novinhas trepandonumpau grándecontoerotico eu namorada mae e tiocontos de rasguei o cuzinho da minha avósobrinho pega sua tia xvideo cá zero pornor corno gosa na buseta melada de porra domegaopatricinha comida pelos negoesconto erotico o negao e a japinhaPica cabeçudas encaixando espertinho na xanacasada traindo conto eroticodeslizabdo na rola pornopornodoidobrasileiro cunetemas o porquê que não me permitam baixar videos da zoofilia?contos eiroticos leilapornmostrosa rola preta arrobo meu cuzinho porno doidomulher de soltinho se matutando pornoconto erótico cheirando a calcinha delatravestis bem dotado sendo errabados realconto erotico novinho safado 05,03,2017Meu marido viaja e meu sobrinho me fodecontos dando o cu no urologista gostosinha abrir a bundinha para o negão para o rapgostosa sendo encoxada' no metrôcontos eroticos novinha e um indiocoletania de pinto torto pra baixo gozandocontos eroticos despedida de solteiramulher dormindo pica entrandoxvidioxvideo amina pediu para ir pa festa mas n deixo olha u que ela fesacetona gulosa chorando engolindo picaxvideos ela acodou com o marido chupandoxxvideos lariha do briquito de eguaCasada enegao anal marra contosou casada mas sinto vontade de meter com um negao pissudocasada só engole a porra do amante e nunca do marido traindo porno vídeocasada corno.dirigindo ela aprontou contosessa ai.e putaxvideosContos eroticos negao fudendo gostoso com a viuvaContos eróticos encoxada gostinho contos eróticos a mâozinha pequeninha da filhinhaa menina magrinha pegou a mulher pegou de tapa na cara pegou no casacover filme pornô comendo a b***** da minha cunhada rosanes e gostosaarranhando a bucetinha pro papai coloca o dedo e chuparcontos eroticos de esposa putaEncoxada Casada com d cord mansa da xvideo porno filme erotico de traisao esposa infiel traino com melho amigoEcoxadinha na novinha ela gostandoContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhoassistir vídeo pornô pega mulher à força por trás tampa a boca no balcãoeu me masturbando pra minhacunhadinha pretinha de onze anos em vmamadelas e fodas na buceta fundaxcideo tiavideo porno novinhas sendo lanbusada pelos velinhos que o pau nao sobe mais